Como tudo, nesses tempos em que o “olho no olho” não mais existe, o PSDB comunicou pelas redes sociais que a deputada Tereza Nelma pode até ser expulsa do ninho tucano, por manter sua posição contrária à reforma da Previdência.

O partido doriano foi o primeiro a fechar questão em favor da PEC do governo. E como toda legenda no Brasil, sua direção é autoritária e não aceita o contraditório.

Ou seja: democracia só na casa alheia.

6x3: veja como votaram deputados de Alagoas na PEC da Previdência
Governador vai entregar aos Bulhões a pasta que era de Lessa
  • Giselle

    Tereza precisa entender que a política nacional não é igual a local. Lá tem regras, aqui ela fazia o que queria, como ainda faz. Tereza lá não é a Pestalozze que a presidente se levanta da cadeira para você sentar.

    • CAETéLâNDIA 1817-Miami 2018: Florida REINVENTAR Brasil 2019-2022!

      De FATO, Giselle a Pestalozzi está em 12 municípios dos 103 de Alagoas.
      Tem 3 endereços em Maceió, + 1 em cada:
      – Arapiraca e Paripueira, S Miguel e S Sebastião, R Largo e Taquarana;
      – U Palmares e P Calvo, Cajueiro e Capela + Junqueiro. Somadas, 1 boa BASE.
      http://www.fenapestalozzi.org.br/pi/associacoes-regional/al

    • Luana Melo

      É vero Giselle, a política nacional não é igual a local. Mas se for para obrigar uma pessoa que tem uma personalidade e uma trajetória política em favor de pessoas com deficiência, mulheres e idosos votar numa reforma que representa um verdadeiro desmonte social, em que uma pessoa com deficiência, um filho autista ou com síndrome de down corre o risco de perde a pensão dos pais, e ficar a mingua, então, a política nacional é pior que a local! Apresentar uma posição alinhada com sua trajetória não é quebrar as regras minha cara, é ter coerência com sua trajetória.

    • Dora Nunes

      As regras partidárias existem, mas será que vale a pena entregar o futuro do país, a mercê destas que são feita por homens? Será que vale a pena trair a sua história e os seus princípios, e ir por um caminho que não é o que vc acredita? Tereza não arrasta nenhum escândalo em seu nome, e nessa votação está sendo crucificada por querer representar os alagoanos contra essa injustiça que é a Reforma. Os princípios valem mais!

  • Pedro

    Tereza Nelma é uma petista no ninho tucano.
    Pensa num voto arrependido o meu!

    • Alagoano sem esperança

      Todas as pessoas que se opuserem ao “mico” são petistas? Sai daí “doente”! Vai se tratar.

    • Dora Nunes

      Já não bastou os eleitores do Bolsonaro se arrependerem por votar nele. Agora querem ter certeza que erraram, mais uma vez, defendendo essa reforma da previdência. tsc tsc tsc

  • Carlos

    Todos nós somos autoritários em alguns momentos e no entanto não aceitamos quando estamos do outro lado!

  • Adilio Faustini

    Se não quer seguir as regras do jogo democrático do partido, a porta da rua é a serventia da casa.

  • Evenildo Silvério

    Mota, isso se chama coerência. Ninguém isoladamente pode pretender ser maior que o coletivo a que pertence. Se ela é uma deputada de um partido (seja ele qual for), e esse partido tem uma linha e uma direção ela precisa sim se enquadrar na linha adotada pelo partido. Claro que o PSDB está longe, muito longe ainda, de ser um partido de verdade (precisa começar expulsando o bandido do Aécio Neves, por exemplo), mas parece que o governador de SP junto com o presidente do partido estão começando a mudança. Ah, aproveitando a reforma da previdência acabou de ser aprovada em 1º turno na Câmara com uma margem muito folgada para o governo (379 contra 131). Queiram os esquerdistas ou não o Brasil está tomando o rumo certo depois de 13 anos de roubalheiras, corrupção moral e mentiras sem fim. Os brasileiros de bem dormirão felizes hoje e com a esperança renovada para dias melhores.

  • JEu

    Por mim, o PSDB pode continuar com Tereza Nelma, final, tanto partido quanto sua afiliada se merecem uma ao outro… agora, se o partido fechar uma posição em uma votação, então entende-se que essa é a opinião da maioria… e a maioria sempre vence na democracia… então, onde é que não há democracia na decisão do partido?!!!

    • Bruno veredas

      Um partido é composto por pessoas e, nem sempre, todas compartilham da mesma opinião. Principalmente quando essa decisão fere sua trajetória e seus princípios. Ela fez certo! Essa reforma é vergonhosa!

  • jezualdo

    Jogo democrático (Emendas parlamentares ou R$$$$$$$$$), todos temos que entender que opinião e não opressão.
    Se elegeu como candidata e não foi colocada pelo partido.

  • Othoniel Pinheiro

    Parabéns Tereza Nelma
    Demonstrou que estais com o povo. Com os mais carentes.
    Parabéns JHC e Paulão.
    Infelizmente, a Reforma de interesses dos bancos e dos abutres do mercado financeiro passou e a pensão de quem ganha pouco vai diminuir 40%.
    O trabalhador braçal, da roça e a doméstica (que começam cedo a trabalhar) vão ter que perfazer 50 anos de trabalho duro para se aposentar.
    É claro que essa Reforma cretina não vai melhorar economia nenhuma, muito pelo contrário, vai nos afundar ainda mais.
    E os bancos privados e o mercado financeiro vão continuar manipulando, adestrando e domesticando boa parte dos brasileiros a servirem como massa de manobra.
    E agora, chegou a hora da propaganda dos planos de previdência privada.
    Eita BraZil…..
    Ass: Othoniel Pinheiro. Defensor Público e Professor de Direito Constitucional.

  • Sérgio Eduardo

    Na minha opinião deputada teria sim q vota com o partido. Pois recorda é preciso. Ela recebeu 600 mil do fundo partidário do PSDB pra eleição de 2018.

  • jezualdo

    Que tal acabar com o fundo partidário.
    Todos os maravilhosos políticos concordam.