A nova pesquisa do Datafolha mostra que apenas 22% dos brasileiros consideram que o Bolsonaro tem comportamento de presidente da República.

Está claro que a população entende que, de fato, o governo tem sido até agora uma ‘usina de crises’, marcado por tuíteres raivosos ou puramente tolos.

Este é apenas um dos dados da avaliação realizada entre 4 e 5 de julho, com quase três mil eleitores.

O resultado traz dados que praticamente coincidem com a pesquisa do Ibope: 33% acham o governo bom ou ótimo; 33% ruim ou péssimo.

Ou seja: o eleitorado original de Bolsonaro continua segurando os seus níveis de popularidade (e que dedica muito tempo às redes sociais).

Só que o país, dividido e com mais de 13 milhões de desempregados, precisa de muito mais ação e menos confusão.

As escolhas de Renan Filho e o erro de Ronaldo Lessa
Zé Maconha e o chapéu de pinho (uma crônica sobre João Gilberto)
  • breno

    Deixem aqui sua gargalhada para o tal de data falha.

  • marcelo

    Sinceramente esquerdista Ricardo Mota, tudo o que vem da Folha é manipulado e não tem credibilidade, você sabe melhor que eu.

  • Adson Freire

    E também esse instituto pesquisou que a maioria dos brasileiros quer o Lula, a “alma mais honesta do Brasil,” na cadeia. Que tal, essa?

    • JEu

      61% deram sua opinião para a permanência de Lula na cadeia…

    • Lucas Farias

      Então a pesquisa é confiável? Ou somente quando a resposta lhe interessa? Não entendi.

    • Lucas Farias

      E há um detalhe curioso sobre isso: a permanência ou a libertação de alguém da prisão depende de uma decisão judicial, que se baseia (ou deve se basear) em fatos e provas de um processo, e não na vontade popular ou em pesquisas de opinião. Por outro lado, a eleição e a permanência de um presidente no cargo depende desses fatores: votos e apoio. São esferas diferentes: uma coisa é o judicial, outra coisa é o político. Por isso a pesquisa de opinião sobre o Lula não interfere em sua condição de preso, embora a opinião sobre o governo Bolsonaro interfira em seu mandato. Pra explicar melhor, só desenhando.

  • amorim

    A turma do quanto pior melhor, não perdem a oportunidade. Data, meus pêsames, não conheço melhora sem antes ter que passar por sacrifícios. Possivelmente a Folha, não faça contenção de despesas quando está em dificuldade kkkkkkkkkkkk .Só vocês dá Folha, para saírem com essa perola. Amigos, o Brasil tem seis meses de governo, estou falando de uma nação que foi sucateada por quadrilhas de roubadores. Desmamar os bezerros não é tarefa fácil, avante Brasil! Assim como quem lança a semente, os resultados são posteriores.

  • JEu

    OGlobo – 28/06/2019: ” Mercosul e UE fecham acordo comercial; Brasil prevê alta de US$ 100 bi nas exportações”…Estadão – 28/06/2019: “Indústria brasileira comemora acordo comercial com UE”; Folhapolítica.org – 28/06/2019: “Urgente: Fechado acordo comercial entre o Mercosul e a União Européia”. Isso depois de mais de 20 anos de lançada a proposta, ou seja, a UE esperou por um governo em quem poderiam confiar… então, pouco a pouco (vejam o resultado da reunião do G20, também) o governo federal (principalmente sua área econômica) começa a deslanchar, malgrado as tentativas e os desejos de muita gente má em destruir ou minar os projetos em andamento. Podem começar a chorar, pois, se tudo der certo, teremos reeleição em 2022… e quem sabe o Moro em 2026… é esperar para ver…

    • Chega

      Correto, JEu. Alguém vai falar do Queiroz, o qual deve responder por seus atos, bem como os demais envolvidos. Porém, nunca falam do André Ceciliano (PT) e de sua laranja Elisângela, afinal são só R$ 45 milhões movimentados, segundo o COAF…

  • Eduardo Lopes

    Bolsonaro 2022

  • Lagar dos Tempo

    Senhor Jornalista,
    O Mundo mudou e muito. O Brasil precisa avançar para uma agenda de centro-direita. Porém, o que estamos vendo é o avanço do projeto dos banqueiros e empresas de seguro saúde e aposentadoria, o regime de capitalização e não de repartição simples, adotado atualmente pelo RGPS. A esquerda, infelizmente, não oferece proposta que não a dependência do Estado Providência. Por sua vez, o Governo Federal quer impor um padrão de comportamento econômico e familiar de forma abrupta, tipo conservador, pois a classe pobre e os que vivem na linha da miséria têm a tendência de acompanhar os que estão no tôpo da pirâmide. O controle social torna-se mais fácil. A propaganda subliminar tem sido feita através o uso de famílias com crianças sorridentes e o culto a boa forma física. Vale dizer: cuide de vc e de sua família, o resto que se exploda. Isso é ruim, pois retira da sociedade o sentimento de solidariedade, que migra do querer bem ao próximo para o bem-estar dos animais, gatos e cães. A aliança do Governo com os evangélicos, que dominam a periferia, deve ser vista com cuidado. Até o momento não se viu nenhuma proposta idônea para a Educação. Ora, como alguém vais ascender socialmente sem preparação intelectual? Disto ninguém fala. Quanto o Sr. Presidente ele está representado o que realmente ele é. Ele é assim. Mas o futuro a Deus pertence. O processo de alienação político-social encontra-se em pleno vapor.

    • Desde Colonia 1500 somos Portugais & RAMALHo$ – loucura!

      Missão quase-divina de Anjo TORTO, coUZZa de palhaço boZZo, Lagar dos Tempo … úi!
      Se o lagar é onde se malha uvas e azeitonas, por que a Bíblia relata que Gedeão malhava trigo no lagar?
      https://www.abiblia.org/ver.php?id=9067
      Satanás feito lagarto sem TO to nú tocozinho, e como fica o TOCANTINS e curumins? … ái!
      > ÍNDIOS ante portugueses presos num navio há meses sem nenhuma mulherpor perto.
      – Que fariam LUSOS brancos como nóis chegando ante tantas ÍNDIAS peladas por ai? … doeu!
      https://desciclopedia.org/wiki/Índio

    • Luiz Antonio

      Acho que não assistimos o mesmo jogo, o Presidente foi ovacionado e depois foi disputado aos abracos e gritos de mito pelos jogadores da seleção, sua esquerdopatia é lamentável e lastimável procure tratamento com brevidade e só pra complementar, Lula está preso….

  • Adilio Faustini

    BomSonaro não é Presidente, é Mito, está cumprindo uma missão que foi ordenada pelo Superior de Todos os Humanos, é por iddo que não se comporta como um Presidente comum.

  • Lucas Farias

    Prezado Ricardo, a estupenda queda nos índices de popularidade de Bolsonaro, que o colocam como o pior presidente avaliado em começo de mandato desde Collor, revela que a tendência suicida do governo em provocar crises e implodir seus próprios projetos tem saturado a paciência de parte significativa do eleitorado que nele votou. Tudo isso se agrava pelos seguintes fatores: aprofundamento da crise social e econômica, desemprego e violência urbana; ausência de propostas efetivas de recuperação do desenvolvimento com distribuição de renda; destruição dos mecanismos de proteção ao meio ambiente, com a devastação de florestas e a liberação de agrotóxicos cancerígenos; gradativa revelação dos escândalos envolvendo a família presidencial (ex-mulher, filhos, assessores do presidente) com lavagem de dinheiro, corrupção e MILÍCIAS; a quebra de sigilos bancário e fiscal do filho 01 (que tentou avidamente impedir com recursos, mas não conseguiu evitar); as prisões do esquema de candidaturas laranjas do PSL (atingindo o ministro do Turismo, mas que não foi exonerado por ser aliado); as revelações do The Intercept sobre a conduta ilegal e inconstitucional do Sergio Moro como juiz da Lava Jato (desafio alguém a dizer que gostaria de ser julgado por um juiz parcial que planeja ações com uma das partes); a catástrofe social que a reforma da previdência representa e contra a qual a população vai reagindo; a desconfiança absoluta dos líderes europeus e asiáticos com o Bolsonaro (as reprimendas públicas de Merkel, Macron e Putin que falam por si), que precisou ser compensada com um acordo perverso que destrói a indústria nacional e nos torna um celeiro exportador de produtos primários; o desmonte generalizado da Petrobras, com leilões das reservas bilionárias do Pré-Sal e a venda das destilarias que refinam o petróleo e transformam no combustível que consumimos; e a recente cereja do bolo: o escândalo internacional do flagrante de tráfico intencional de drogas no avião de apoio do presidente da República (uma mala com 39 quilos passar despercebida numa comitiva de um chefe de estado é, no mínimo, a mais absoluta incompetência). As sonoras vaias do Maracanã na final da Copa América demonstram que algum senso crítico está despertando, em marcha lenta, após a anestesia causada pelo ranço do antipetismo, mesmo entre eleitores mais identificados com a direita. No entanto, o núcleo duro de fiéis apoiadores do governo, que se mantém alinhado por concordar ideologicamente com os discursos e propostas de ódio, violência, preconceito e ignorância, não irá se desmobilizar. O desafio que se coloca às forças mais progressistas e democráticas (e não necessariamente de esquerda) é a de reverter a tendência à polarização pela extrema-direita, que nos aproxima da barbárie. Forte abraço.

  • Walmir Calheiros

    Ricardo Motta que se acha tão inteligente, acreditando em pesquisa do Data folha, oposição a Bolsonaro, me poupe, 22%?🤣🤣🤣🤣🎂🎂

  • José Carlos Silva

    Boa noite.
    Detesto a expressão, mas “chorando litros de tanto rir”.

    Datafolha.
    Kkkkkkkk

    Vox populi
    Duplo kkkk

    Ibope
    Kkkk elevado a enésima potência