Independentemente de quem esteja dizendo a verdade, o presidente Jair Bolsonaro expôs o seu ministro da Justiça ao revelar que tem um compromisso de nomeá-lo para o STF.

Moro nega que haja o tal compromisso e diz que não pediu nada para deixar a magistratura para ingressar num cargo político do atual governo, deixando para trás 22 anos de Justiça Federal.

Não é a primeira vez que o ex-juiz da Lava-Jato passa vexame.

No caso envolvendo a cientista política Ilona Szabó, ficou claro qual seria a autonomia do ministro na pasta da Justiça: ele a nomeou como suplente do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, um cargo sem remuneração, mas foi obrigado a voltar atrás no mesmo dia, por pressão de Eduardo Bolsonaro.

Seguramente, isso não engrandece um futuro (?) ministro do Supremo.

(Quem está dizendo a verdade, afinal?)

Empresa vai contestar laudo da CPRM na Justiça
Defensor-geral: "O único laudo independente é o da CPRM"
  • JEu

    Realmente, RM, toda vez que se mistura “política com justiça” o resultado é sempre muito ruim para o povo, para a ética, para a transparência, para a verdade e para o direito… e disso estamos cheios de (maus) exemplos no STF, que tem a grande maioria de seus ministros nomeados nos governos de Lula, Dilma e Temer… é só dar uma olhada nas suas decisões quando o caso envolve situações polêmicas, e que tenham como “pacientes” pessoas com grande poder econômico e/ou político… quem não lembra, recentemente, da decisão do STF sobre o “indulto” do Temer, de dezembro de 2017?!!!

  • Pedra Noventa

    Verdadeiramente o que engrandeceu o Ex-Juíz Sérgio Moro foi a sua coragem de condenar e mandar prender um ex-presidente e vários outros políticos e empresários que se envolveram em atos ilícitos, acabando com uma parte de uma rede de corrupção que destruiu as finanças públicas brasileira e mais , a condenação foi confirmada em 1ª, 2ª e 3ª da justiça.

  • Luiz Testa

    O que apequena um ministro de Supremo, e diminui o próprio Tribunal Constitucional, é o mesmo nunca ter logrado êxito em concurso público de magistratura, colecionando reprovações nesses certames, possuir um currículo enxuto, sem pós graduação, sem mestrado e muito menos doutorado, e ocupar tal função apenas por ter estabelecido forte vínculo de confiança com uma Organização Criminosa que comandava o país, isso sim é estarrecedor, acesso indevido sem semelhança com nenhuma Corte Suprema do planeta! Essa indignação seletiva é muito curiosa… seguramente !

  • jezualdo

    Chegou a hora de pagar por ter retirado o maior adversário do jogo político das eleições 2018.
    Receba seu pagamento ex-juiz celebridade.
    Muito bom ver a verdadeira historia dos injustos e moralista sem moral.

  • jezualdo

    A conta chegou, moralista sem mora.

  • Adilio Faustini

    É de admirar o Bolsonaro passar N anos no Congresso e não aprender nada, ele não tem um assessor que ensine a ele que “O falador passa mal rapaz” ou “Quem fala demais, dá bom dia a cavalo”.Bolsonaro também falou em transferir a Fórmula 1 de São Paulo e passar para o Rio que nem Autódromo, tem, criou um mau estar com o Prefeito de São Paulo e o Governador do Estado, são falas desnecessárias que não ajudam nada , muito pelo contrário, só atrapalha.

  • Carlos

    Eu, acho que esse cara é tampa e no entanto no governo pode ser uma pedra das grandes por não aceitar passar a mão em cima de ninguém. Ele Sergio Mora, não aceira esta história do jogo jogado. Ai Bolsonaro, com recompensa e não ter que exonerar por pressão dos corruptos que querem vê o homem do seculo pelas costas e não ficar com remorso só tem uma saída honrosa para bolsa nomear para STF….É um grande nome.

  • Antonio Carlos de Almeida Barbosa

    É velho Mota, um homem que deu a esperança ao Brasil no combate a corrupção. O Juiz de rara inteligência e coragem. Julgou e colocou os políticos e empresários mais poderosos do Brasil, na cadeia, através das suas sentenças embasadas nos fatos e fundamentos jurídicos, minuciando e esmiuçando as provas, embora combatido, pelas maiores e mais bem pagas bancas de advocacia do Brasil, enfrentando verdadeiro exército de advogados, bem como os recursos apresentados pelas defesas, suas sentenças foram confirmadas nas instância superiores. foi realmente uma esperança no combate a corrupção, que nos trouxe um sonho de justiça.
    Acredito que a vaidade, ofuscou o nosso até então nobre personagem, Juiz Sérgio Moro, que até então, tinha a minha admiração e o meu maior respeito como Julgador.
    O Bolsonaro precisava do Juiz, para dar aparência de seriedade no seu governo, como o fez com os militares, durante a campanha e na fase de transição.
    Infeliz do Moro, que confiou no Inepto Bolsonaro, um presidente que somente interessa o conflito, nada de união. Bolsonaro é uma mente vazia, sem conteúdo, desprovido de inteligência e de bom senso.
    Assim, o Moro vive sendo desmoralizado todos os dias pelo Bolsonaro, bem como os militares que fazem parte do governo.
    Acredito que o Moro esteja arrependido em ter aceitado o convite, e o pior, Bolsonaro revela que o convite foi barganhado para o Moro no futuro, ocupar o STF. O Ápice da desmoralização, da vergonha, parece até de propósito para derreter o Moro, jogando o mesmo na vala comum do ambiente politico em seu estado natural. E agora? continuar sendo desmoralizado todas as semanas, ser transformado num homem fraco e pau mandado, ou deixar o governo de cabeça erguida, entregando seu pedido de exoneração.
    Acho que nada paga uma humilhação, quanto mais uma por semana, durante anos.
    Confiar em políticos é decepção certa.

  • HJ

    Em troca da condenação de Lula ficou bem claro, Moro no STF quando surgir a primeira vaga, pois condenou em primeira instancia e fez política durante a campanha do miliciano. Gebran também será nomeado p STF, foi o relator no TRF 4 sem nunca pegar no processo, mas deu a condenação em segunda instancia. kkkkkk parabéns pela balança. kkkkk