A partir desta semana, com a formação da CCJ da Câmara Federal, que começará a apreciar o projeto de Reforma da Previdência, também deve ter início a escolha dos ocupantes de cargos federais nos estaduais – Alagoas, inclusive.

São cerca de 50, com remuneração variada e bastante desejados pelos aliados dos congressistas locais – destaque para a Codevasf e Funasa e DNIT.

Com exceção do deputado Paulão e da deputada Tereza Nelma, todos os demais integrantes da bancada federal local poderão indicar os seus candidatos, ajudando a destravar o andamento dos projetos no Congresso.

É lembrar que por aqui o PSL não conseguiu emplacar ninguém com mandato federal.

Reforma da equipe de Rui não amplia base política do prefeito
Maurício Quintella finca pé numa só canoa agora
  • Há Lagoas

    A CBTU continua com os Lira?
    E a expansão do VLT até o Shopping da Mangabeiras vai finalmente sair?

    • breno

      Se a CBTU continuar com os Lira o VLT não chegará em lugar nenhum.

      • Carlos

        Engraçado, procure se informar da atual gestão da CBTU e da antiga gestão , o VLT veio graças ao trabalho do Senador Benedito de Lira e do Dep Arthur Lira, diferente de quando estava nas mãos dos Calheiros , lembram que era o Superintendente? Adeilson Bezerra , deixou 13 milhões em desvios na CBTU. Procure se informar amigo. Bom dia

  • JEu

    E recomeçou o leilão dos cargos comissionados… para mim, só existiriam cargos em comissão quando se tratasse de ministros e seus vices e de secretários e seus vices… os demais cargos deveriam ser preenchidos unicamente por concurso público, inclusive para a administração indireta, onde seus diretores seriam alçados de seus próprios quadros pelo sistema de meritocracia… e os salários, inclusive para os demais poderes, deveriam obedecer ao que diz a CF/88 e serem pagos por subsídio, em parcela única, sem quaisquer privilégios ou vantagens e de onde deveriam ser descontados (sobre o total…) a previdência e o imposto de renda… será que, algum dia, vamos ver isso acontecer?!!! afinal, é um dos requisitos para a isonomia e uma maior justiça social no país…

  • EX ELEITOR

    Vc esqueceu do porto de Maceió, onde pelas aquelas bandas tem uma tal de força supletiva inventada pelo sindicato dos funcionário e com a conivência da administração do porto para empregar cargos comissionado com altos salários, uma farra com o dinheiro público.

  • Alan Bulhoes

    Amigo Ex Eleitor, o presidente nomeou um General para assumir a administração dos portos e indicar os administradores nos Estados portanto a farra acabou, espero.

    • breno

      Só privatizando, aí a farra acaba mesmo.

      • Consigliere Alagoano

        Exatamente!

        Por isso o MIMIMI, precisa de empresas de tenha RESULTADO, METAS, para atender os PAGADORES de IMPOSTO.

        .

  • Lima JR 2

    1 – No Brasil, verifica-se que a nomeação de pessoas estranhas ao serviço público ou também conhecidas como “apadrinhados políticos”, para exercer os almejados cargos em comissão, acarreta por vezes o desequilíbrio da administração pública, visto que tais pessoas, na maioria das vezes, não possuem qualificação técnica para assumir a gestão;
    2 – Cargos comissionados no Brasil é cabide de emprego e troca de favores e o atual governo havia prometido um maior compromisso com o equilíbrio orçamentário;
    3 – O servidor público é um dos maiores problemas que o Brasil tem hoje. Funcionários concursados no Brasil só permanecem trabalhando por causa da estabilidade, mas são ineficientes.

  • Consigliere Alagoano

    O Critério é Técnico, e pelo VISTO, por essas bandas os FALANTES e GESTORES de POWER POINT**, não emplacam, por uma razão SIMPLES: Falta Experiência .

    Esses seres são chamados de ” executivos de reunião “, uma casta especial de profissionais, normalmente INEFICIENTES no dia a dia da empresa, mas extremamente competentes em participar de boards e comitês.

    Possuem todo um jargão especial que sempre pega bem, apesar de não significar absolutamente nada, e seu único objetivo é postergar decisões e sair do encontro com fama de ponderado e equilibrado : “- Não podemos concluir isso apressadamente. – Sugiro uma análise mais aprofundada do assunto. – O momento exige cautela. – Não podemos nos esquecer de nossos concorrentes. – Alguém já analisou esses números sobre um outro ângulo? – Há pesquisas que comprovem o que foi apresentado? – Sugiro que se façam mais algumas simulações tomando como base um cenário mais conservador”. É a obviedade covarde prevalecendo sobre a coragem competitiva

    NO FUNDO NÃO RESOLVEM NADA .

    Chega do Q.I. [ Quem Indica], Sem a bagagem T-É-C-N-I-C-A

    **MUITA GARGANTA E FRACOS EM GESTÃO.