Presidida pela jovem juíza Amine Mafra, a primeira audiência de instrução sobre o assassinato do vereador Neguinho Boiadeiro mostrou que a cidade de Batalha ainda vive um clima de muito medo, pavor mesmo.

Ontem, com o reforço de dezenas de policiais no Fórum da cidade – praticamente vazia -, foram ouvidas apenas as testemunhas do Ministério Público.

“Todo mundo viu o que aconteceu”, repetiram os depoentes.

– Quem viu?

As testemunhas desconversavam, de forma muito clara deixando transparecer o temor.

O principal depoimento foi o de Bahia Boiadeiro, filha do vereador assassinado em 17 de novembro de 2017.

Ela foi incisiva, mas tranquila, cobrando da polícia a apuração das denúncias feitas pela família, de que os Dantas estariam por trás do crime.

Seguramente, muita coisa ainda virá à tona, inclusive com as transcrições das conversas telefônicas interceptadas pela polícia.

O trauma em Batalha, entretanto, ainda não foi superado.

Marcelo Victor vira "bombeiro" na Assembleia para negociar com o Palácio
Prisão de José Carlos Lyra não pode manchar serviços prestados por SESI e SENAI
  • wal

    RESUMO: Em busca da ganância.
    Simples assim…

  • JEu

    Como já o disse, aqui, algumas vezes: só a polícia ainda não enxergou quem é (ou são…) o responsável (ou responsáveis…) pela morte do Neguinho Boiadeiro… agora, ter coragem para denunciar ou indiciar, aí é outra coisa… e, ao que parece, a juíza do caso vai ter que fazer o papel de investigadora, além de exercer o papel de julgadora… ou então tudo vai ficar como está: tem os nomes dos executores, porém nunca se chegará ao(s) mandante(s)… e a autoria intelectual ficará sem solução… e será somente mais um caso “misterioso” para ser “arquivado” nos anais policiais do Estado… e será confirmado o que o povo já sabe: justiça punitiva só para os PPPPs…

  • breno

    A gente só colhe o que planta. Quem planta violência colhe…

  • Carlos

    A polícia precisa das condições e acima de tudo carta branca para esclarecer os crimes da cidade de Batalha. Pra que isto aconteça só se aparecer outro Barenco da vida …. Olha o crime do vereador de Piaçabuçu, na região sul,até hoje nada de esclarecer simplesmente o medo de enfrentar os poderosos coronéis. só a federal para enfrentar esta turma.

  • Mônica

    Família Dantas é bem poderosa.

  • Gamon

    Cadeiaaaaaaaaa.

  • Justiça

    Colega Mônica, poderoso é Deus!
    Caro Ricardo Mota,a cidade de Batalha que deveria se chamar de cidade FANTASMA,está entregue ao leo, comércio praticamente de portas fechadas,às ruas desertas,várias casas com placa de venda e um clima de medo terrível por partes de seus moradores…é bíblico : quando o justo governa,o povo se alegra,mas quando o ímpio governa,o povo geme! Esta é a situação da cidade de Batalha hoje. Qualquer semelhança, não é mera coincidência!

    • Carlos

      Exatamente ” Justiça” . Onde os coronéis da política mantém o poder há décadas o desenvolvimento fica em banho Maria. Que lembra da cidade de Pindoba, onde os moradores foram embora com medo dos Fideles e a cidade encolheu no tocante em número de habitantes. Sempre chamo atenção a minha cidade de Coruripe, onde o turismo faliu e os empresários do setor não investe na região pela fama do medo que uma família dominam a região… Deixa para lá cada um que tirem as suas conclusões. Violência é uma praga par o desenvolvimento. ABAIXO O CORONELISMO DA POLÍTICA ALAGOANA!!!

  • Chiquinho Ferro

    Os boiadeiros são inocentes , nunca mataram ninguém, sempre são julgados pela injustamente sociedade. Não se sabe quem é mais inocente, os Dantas ou Boiadeiros. Já, já novos santos irão aparecer nas igrejas. É muita santidade que não cabe em batalha.

    Enquanto isso estão pegando o tal do Sandro Pinto, o menino Rafael que não mata uma barata e outro coitado. Tomara que esse esquema da polícia seja para evitar que mantem esses verdadeiros inocentes e não pra achar culpado (sem ser) para os crimes dessas duas famílias de santos. Sandro Pinto é um molenga e chumbeta, não mata nem rato.
    Quem é de batalha sabe o que essas famílias são capazes. Não conseguem o milagre da água virar vinho, mas, conseguem o milagre de deixar um vivo logo, logo morto.

  • Santos

    É muito blá blá blá e ninguém é idiota o suficiente para acreditar que haverá lisura total na elucidação de crimes atribuídos as famílias políticas que apoiam o governador, que é quem nomeia os gestores da Segurança Pública, que por mais técnicos que sejam, não deixam de ser políticos também. O correto seria que o crime fosse investigado pela Polícia Federal.

  • FGV

    Que país é esse…é uma vergonha. Agora a pouco vimos a falcatrua no sistema S… que foi preso o José Carlos Lira. E o engraçado é que quase não foi divulgado sua prisão. Eu penso que é por que ele tem amizade com algumas imprensas local. Tudo jogo de interesse. Num vê a Globo com perseguição ao Jair Bolsonaro. Não que eu defenda o Presidente e/ou Governo… mas tá claro a perseguição. Só não ver quem não quer. A Rede Globo vive passando reportagem de interesse único e exclusivo dela…totalmente parcial. O que o Wiiliam Bonner falou: que a missão da Globo é levar ao público jornalismo independente, dando transparência a tudo que é relevante ao país. Só se for relevante pra os Marinhos. Confesso que a Rede Globo já teve bastante credibilidade comigo…hoje em dia não mais…e muita gente que eu converso pensa da mesma forma. Assim também acontece com a filiada teve gazeta. Quando acontece um fato com os poderosos aqui do estado…não se divulga nada. A polução sabe pelos bastidores ou jornal de pequena circulação que não tem rabo preso.

    Outro fato que eu gostaria de lembrar: É sobre a investigação pelo MPE da contratação do influenciador digital pela prefeitura do Pilar. O contrato foi no valor de R$ 31.590,00 por três meses para divulgar potenciais turísticos, artesanato local, gastronomia e outros… conforme divulgado.

    E o que eu achei mais engraçado foi a resposta da prefeitura: a contratação ocorreu por conta do grande alcance do influenciador digital nas redes sociais. E os custos são bem menores do que uma campanha de mesmo alcance, segundo apurou a prefeitura. E segue: toda contratação ocorreu por meio de processo administrativo na modalidade INEXIGIBILIDADE, conforme o Art 25 da lei 8.666/93, levando em consideração a notoriedade no ÂMBITO NACIONAL do artista(influenciador digital), o que inviabiliza a contratação.
    Mais uma vez…que país é esse!!! A Prefeitura cita o Art 25 da lei 8,666/93. Pergunta que não quer calar: ESSE TRABALHO É ESSENCIAL E INDISCUTIVELMENTE O MAIS ADEQUADO À PLENA SATISFAÇÃO DO OBJETO DO CONTRATO? Art. 25, & 1º, da Lei 8.666/93.
    * Para contratação de serviços técnicos enumerados no art. 13 da lei 8.666/93, de natureza singular, com profissionais ou empresas de notória especialização, VEDADA a INEXIGIBILIDADE para serviços de PUBLICIDADE E DIVULGAÇÃO. Portanto, serviços de publicidade não podem ser classificados como de notório especialização para a contratação desse tipo de serviço.

  • PR

    Só à Polícia Federal têm competência para Apurar crimes de (Repercussão no estado de Alagoas Caro Ricardo Mota)todos se conhecem e,não querem se comprometerem de jogarem por trás das grades gente de influencia no Estado(comigo isso ñ cola),O certo é certo,o errado é errado…O que ñ cabe é prenderem inocentes para enganarem à sociedade caro repórter…se ñ tiverem coragem de prenderem os verdadeiros assassinos deixem os inocentes em paz(Fica aqui de coração o meu Repúdio-Não Cola meu amigo)