O recado é direto para Renan Filho: se insistir na Lei Delegada para reformar a máquina administrativa, o governador terá uma derrota retumbante na Assembleia Legislativa.

Palavra de um calheirista: a maioria dos parlamentares da Casa de Tavares Bastos vai aproveitar a oportunidade para se apresentar como “independente”.

Em vários casos, esta condição vale até a página 20, é verdade, mas o presidente da Assembleia já avisou: quem perdeu espaço no governo terá de volta, com juros e correção, o que se foi.

O que diz Marcelo Victor

“Como jurei propugnar pela independência e harmonia entre os poderes, jamais irei me imiscuir nas questões inerentes ao cotidiano do governo.

Receba minha saudação,

Presidente Marcelo Victor”

Calheiristas se movimentam pela volta de Fábio Farias ao Gabinete Civil
Bancada de Alagoas no Senado perde poder e importância
  • Sérgio Eduardo

    Os Calheiros estão de ladeira a baixo. Serão quatro anos na oposição ao governo federal. Salve-se quem puder

  • JEu

    Esses próximos quatro anos serão só de dor e sofrimento para o mininin… e terá que aguentar a “insaciável fome” dos seus comparsas, agora amotinados, lá da ALE/AL… pobre Alagoas, miserável povo alagoano…!!!

  • Carlos

    Recado dado e lei delegada só tem um caminho. De volta os espaços dos pobres deputados com juros e correção com os aumento dos em comissões indicação exclusivamente dos deputados do bloco Marcelo Vitor em alta voltagem…

  • Pedro

    A ojeriza que o pai despertou no Brasil, o filho está despertando no alagoano. Quem se atrelar a ele estará decretando suicídio político.

    • E O GOVERNO FICOU A CARA DO GOVERNADOR!

      Pedro falou tudo. É até poético o filho deve toda a sua carreira ao pai, e pode colocar na conta do pai o fim, melancólico, ressalte-se, da sua vida pública!

      Pobre Estado!