É verdade que Alagoas já teve como representante no Senado o Menestrel Teotônio Vilela, o pai. Os tempos mudaram, assim como os homens.

Mas foi na virada do milênio que a representação de Alagoas no Senado Federal ganhou força e poder, lá em Brasília.  Lamentavelmente, sem que o nosso pobre estado mudasse a condição de estado pobre.

O mais destacado entre os senadores alagoanos, sem dúvidas, foi Renan Calheiros, que vive agora o pior momento de uma trajetória de 40 anos de atividade política. Durante anos, Calheiros fez vários ministros – dois deles de Alagoas: Luciano Barbosa e Vinícius Lages -, presidiu o mesmo Senado por quatro vezes, foi líder do PMDB e, de quebra, conseguiu ajudar o ex-presidente Collor a emplacar postos importantes, lá mesmo no Congresso Nacional.

Téo Vilela – o filho -, que foi senador até 2006, presidiu o PSDB nacional, partido do então presidente da República, FHC, a quem era estreitamente ligado. Viveu, ali, o período mais farto, politicamente, da vida dele (antes de ser governador de Alagoas).

Já Biu de Lira foi um improvável senador que soube dançar conforme a música: foi lulista de carteirinha, dilmista de passagem – como o ex-colega dele, Renan Calheiros -, líder do PP no Senado, temerário de coração e ainda emplacou o titular da pasta da Saúde, ministério que ele podia chamar de seu.

Mas tudo desmoronou: Calheiros vive um inferno astral, que ele trata de alimentar com gasolina; Biu de Lira se foi; e Collor tornou-se mais um, apenas – um personagem aristocrático e ausente numa Casa cada vez mais pobre de ideias e de personagens históricos.

Resta apenas, como esperança, neste momento, o senador Rodrigo Cunha, um novato que ainda precisa escrever a própria história (ele assumiu ontem a presidência da Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor do Senado).

Talvez tenhamos agora o verdadeiro tamanho político de Alagoas no cenário nacional.

Recado ao Palácio: Lei Delegada não passa na Assembleia
Ruth Vasconcelos lança hoje Cadernos Verdes de Brennand, no Deodoro
  • Petrucio Raimundo de Medeiros

    Triste momento em que nossos políticos alagoanos colocaram nosso estado, oportunidades foram tantas do estado ser a Suíça brasileira a começar com Collor presidente, Renan ministro, Renan presidente do senado, ministérios importantes nas mãos de alagoanos e só pensaram em si e seus grupos e hoje está aí o futuro plantando. Sem vez é a falta de voz e respeito e lamentável que o senador Renan hoje aceite ser suplente de comissão e pior da sua maior rival. Será por vingança?

    • Sertanejo ENLUTADO esperando Justiça e PAZ com FÉ

      Tá + pra FAR WEST, Petrucio: Arizona, Texas e California (1982) de LULU Santos (2’30”)
      Apois sem neve de Suíça, no SERTÃO roubar semi-deserto Novo MÉXICO quer muro!
      > Garota eu vou pá Califórnia, vivê a vida sobr’as ondas, artista de cinema, STAR:
      – VENTO beija m’cabelos, ondas lamb-m’pernas: SOL abraça-m’corpo, coração canta FELIZ!
      > Eu dou a volta, pulo o MURO: mergulho n’escuro, sarto d’ banda, diferente m’@rmão
      – É mui + d Q 1 SONHO de vida lentamente, tão d’repente Q num sent’saudades, passou!
      DE N Candido M Fo e N Motta, L M P Santos & L Santos [© Sony/ATV Music Pub, EMI & BMG]
      https://youtu.be/cx7U3_u12EU

    • breno

      Verdade caro Petrucio. Quando ACM foi presidente do senado a Bahia foi o estado que mais prosperou.

    • Carlos

      Além do maus políticos ainda temos alguns maus empresários do setor de combustível. Gasolina aumente 1% nas refinarias e nos postos de gasolinas de Alagoas chegam até 13%..Privatizar já eles sabem como pouco massacrar o povo com lucros de tirar o couro!

  • Meu NOME é Gal desejando rapaz: SEM cultura NEM crença OU tradição, AMO igual!

    Pois, caro Ricardo … com Karol ConKá aos 32 d’IDADE negra em Curitiba dsd 1987:
    > É o poder, aceita porque dói menos: de longe falam alto,+ d perto t’pequenos
    – Safogam no próprio veneno, tão ingênuos: falo meRmo, cobro quem m’deve!
    https://www.letras.mus.br/karol-conka/e-o-poder

  • Antonio Moreira

    Apenas um desabafo do cotidiano:
    Na Av Durval de Goes, um caminhão estava/está
    atravessado na via e resta/va apenas um espaço
    para um carro passar. Eu era o primeiro
    da frente junto com motoqueiros, mas o sinal estava
    FECHADO(bem próximo ao caminhão).
    O cidadão em um HILIX bateu(empurrou) no meu
    carro e ainda saiu gesticulando.
    Onde errei? O sinal estava fechado.

  • JEu

    Nada a lamentar… se perdemos em “poder politiqueiro”, creio que começaremos a ganhar em “representatividade moral e ética”… e isso é algo mais importante que o “mero” exercício de um poder que se fundamenta (até o presente momento) em baixarias morais e desprezo pelo bem do povo… e se o exercício desse poder só ficar para aqueles que sejam a própria consciência, então é melhor ficar afastado, tanto quanto possível, dessa mazela… afinal, diz o aforismo popular: “o pouco com Deus é muito”… e eu acrescentaria, muito mais importante…

  • To de Olho 👀

    ALAGOAS gosta de destruir seus líderes, enquanto outro Estados brigam pra ter protagonismo, nos ficamos contentes com a derrocada política de nosso Estado. Deveríamos ser anexados a Pernambuco, provincianos que somos.
    Nossos políticos não são importaria de outros países, representam o que somos, não me venham com falso moralismo, gostamos de pregar a honestidade absoluta, quando furamos fila, ultrapassamos sinais vermelhos, pedimos a políticos pra resolverem nossas broncas e necessidades.
    Na realidade um bando de cara de paus, esquerdistas de ocasião, jornalistas chapas brancas, teúdos e manteúdos do dinheiro público.
    O resto é tregiversar.

    • Marina

      Todos os outros Estado deram um chute na bunda desses crápulas, menos Alagoas, e vem vc defender? Precisamos dos outros Estados para colocar essa “turma” no lugar deles, pq se dependesse do alagoano estariam com a faixa da Presidência pendurada no pescoço e o Brasil estava ferrado. Tanto protagonismo para quê? Para continuar como lanterninha em todos os índices.

    • JEu

      Creio que vc fala por si mesmo, não é To de Olho?!!!

  • Santos

    Sem “destaques”, Alagoas será menos notícias no noticiário nacional, principalmente dos noticiários negativos, onde sempre esteve nas últimas décadas, por culpa de políticos corruptos que nos representaram. Que Deus proteja o povo alagoano!

  • Há Lagoas

    Sempre seremos um “anão político”, parafraseando o que Israel falou sobre o Brasil no governo Dilma.
    E não é pela dimensão territorial de nosso estado, mas pelos políticos que temos…
    Quanto ao sr. Rodrigo Cunha, que traga recursos igual Biu de Lira, e seja probo como Teotônio Vilela – o pai.
    E que descontingencie os recursos do VLT, e o leve até o bairro da Mangabeiras. A mobilidade urbana, agradece.

  • Carlos

    A representação da vergonha nacional e infelizmente de um estado pobre entre os pobres.Onde desfrutaram do prestígio de liderarem os escândalos de corrupção e no entanto o prestígio para para trazer recursos para o nosso estado ero a esquerda…

  • VIGILANTE ROTARY

    A sua constatação, serve de alento para quem quer ver o jogo político jogado por homens de BEM e que maus elementos sejam expurgados.
    Infelizmente a ignorância do nosso eleitor ainda nos faz passar o constrangimento de ter dado vitória a elementos como:Renan”Pai e Filho”, Color e um elemento que atende pelo nome de “HADDAD”LEIA-SE, LULA LADRÃO.

  • Fernando Silva

    VOLTAMOS A SÉRIE B KKKK

  • flexaldecima

    Tomara que o jovem senador não seja tomado pela fama e juventude, realmente precisamos de uma liderança mais expressiva.

  • Luiz

    Caro Ricardo.
    Retranscrevo suas palavras: “Mas foi na virada do milênio que a representação de Alagoas no Senado Federal ganhou força e poder, lá em Brasília. Lamentavelmente, sem que o nosso pobre estado mudasse a condição de estado pobre.”
    Você sabia que os políticos a quem você se refere, não tem o desejo de transformar o Estado de Alagoas em um Estado próspero, porque se assim o fizerem estarão demitidos e varridos da vida pública. Esses governantes mantém o Estado na miséria e pobreza para se elegerem com as nefastas campanhas de compra de votos às custas dos cabrestados miseráveis pobres.
    Este é o retrato da da estagnação do nosso Estado de Alagoas.

    • breno

      Comentário mais completo e realista . Infelizmente essa é a verdade.

    • Carlos

      Luiz,
      Faço de suas palavra as minhas, só para citar um exemplo sou de Coruripe,onde o município desfruta de uma gastronomia dos pescados da região e lindas prais e lagoas é a única cidade de Alagoas que o turismo vai na contramão do desenvolvimento. Olha que já teve até ministro do turismo e no entanto continua na miséria para serem manipulados com a “nefasta compra devotos. Já conversei informalmente com alguns empresário do setor do turismo e alguns me revelarem que tinham receio de investir na região por medo dos dos dono do pedaço. Que tristeza e assim os coronéis da politica vão continuar por muito tempo de pai para filhos.

  • Cidadão

    O nobre jornalista está de brincadeira ne?????

  • Tô de Olho 👀

    Vejam todos como são hipocritas, não tocaram nos favores de política, nem em nossa cultura corrupta, encobrem-se no manto da honestidade, vamos fazer uma introspecção, vamos olhar ao nosso redor, falsos moralistas, ladrões da vez alheia, bajuladores de políticos, puxa sacos, nós não temos moral pra acusar ninguém.
    Só uma revolução armada e purificadora poderia amendontrar a todos.
    E aí, restariam os corruptos kkkk