Cícero Almeida teve uma carreira política meteórica, sendo provavelmente a última grande liderança autenticamente popular – oriunda das camadas mais humildes da sociedade alagoana.

Foi, sim, durante um bom tempo, um fenômeno ao qual não estávamos acostumados. Não por acaso, era visto com desdém e até desprezo, por alguns dos principais personagens da elite política alagoana.

Tudo isso é inegável, como também inegável é que Almeida nunca teve maturidade para lidar com o poder, se deixando envolver pela vaidade, que, entre outras coisas se transformou em arrogância. Não fez amigos na atividade política, até porque nessa seara ninguém é amigo de ninguém – as relações são fugazes e puramente pragmáticas.

Almeida foi vereador por Maceió, deputado estadual, prefeito da capital por duas vezes – com recorde de aprovação – e, finalmente, deputado federal, cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Crime cometido: infidelidade partidária, uma dessas manifestações da hipocrisia nacional (ainda que ele tenha mudado de partido onze vezes).

O processo julgado agora era de 2015, quando ele deixou o PRTB, de Levy Fidelix, para se filiar ao PSD, de Marx Beltrão – que o queria para ser candidato a prefeito de Maceió. Foi cedido ao PMDB, dos Calheiros, perdeu a eleição para Rui Palmeira. Mudou de legenda pelo menos mais duas vezes, se filiando por último ao PHS.

Ainda há recurso à decisão do TSE?

Sempre há, mas com as incertezas permanentes do Judiciário Brasileiro.

Inclusive com relação ao que vem pela frente: o recurso à condenação, já em segundo grau, e as Ações Cível e Penal da chamada Máfia do Lixo.

Desta vez sem a blindagem de deputado e com a solidão própria de quem já teve e perdeu o poder.

Folheto do Detran diz que é proibido moto andar "no corredor entre os carros" - onde?
Apoio para Renan Calheiros voltar a presidir o Senado chega por "gravidade"
  • Democracia ao PONTO: garçon + 1 cana, tira gosto SARDINHA péÓóRrrrr sem ELA!

    Pois, RICARDO … em Sertão hacia DEVOTOS do Cirço: mas falsos MITOS sempre perecem!
    apois as vergonha PARECEM menores ao ENVELHECER ignaro e RUDE. – Confere?
    > Ao contrário da VELHICE, a juventude NUM é durável. Um JOVEM num fica + jovem c’u TEMPO.
    – O velho fica cada vez + VELHO … [Millôr – BÍBLIA do Caos, Ed LPM 2013]
    > A VIDA è apenas uma sombra ambulante ,um pobre PALHAÇO que por 1 hora s’empavona
    – e s’agita no PALCO, sem q depois seja ouvido; é 1 HISTÒRIA contada por idiotas, cheia de FÚRIA
    – e muita barulheira, que nada significa. [W Shakespeare, Macbeth 1605-1606]
    APUD http://www.maltanet.com.br/noticias/noticia.php?id=10432

  • Valdeck

    Cícero Almeida e tantos outros políticos sofrem do mesmo mal. Não segue ideologias, aliás, nem as têm, tanto é que troca de partido como que troca de roupa infindáveis vezes. Não possui projeto político, a não ser ocupar o parlamento seja de casa e nível for. Esse é o seu único projeto de vida, e de tantos outros postulantes. E o povo, onde fica nessa história? Só de 4 em 4 anos lembram-se que precisam abraçar, beijar, apertar a mão dos anônimos que carregam esse estado e município nas costas.

  • Sertanejo ENLUTADO esperando Justiça e PAZ com FÉ

    Pois, caro RICARDO … meteoro [email protected] BOM p’un$ d’anual toque prostático FEDERAL … rsRs
    pra toc´á na RÁDIO … ‘carreira política METEÓRICA […] das camadas + HUMILDES da sociedade alagoana.’ [ACIMA]
    > NUM hay motivo para acreditar que as Forças Armadas queiram tomar o poder. [The ECONOMIST, London-UK]
    – Elas estão orgulhosas de serem uma das instituições mais respeitadas do Brasil [GENERAL EV-Bôas~]
    > BOZO comanda 1 corrente de opinião autoritária, + inclinada à DINASTIA [Vilelas, Calheiros, …]
    – QUE torta DITADURA afiliada s a [email protected]$ mãe$: Edu FEDE (P$L-SP) e Flávio [email protected]Ô (P$l-RJ), por exemplo.
    [11out18], https://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2018/10/11/novo-artigo-da-economist-critica-visoes-extremas-de-bolsonaro-e-volta-a-chama-lo-de-ameaca.htm

  • JEu

    Bom, creio que chegou a hora do Ciço ser convocado pela justiça para mostrar o caminho do “lixo” em sua administração… se fez alguma coisa boa pela cidade de Maceió, o fez com recursos oriundos do governo federal, principalmente em sua primeira gestão, frutos de planos e projetos encaminhados na gestão anterior… quando os recursos acabaram, então sua administração “michou”, “encolheu”, “sumiu” e o que se viu foi sua “corrida” em busca de “montar” seu próprio futuro e, aí, foi que viu uma “oportunidade” no sistema de coleta do “lixo”, último reduto onde poderia obter alguma “vantagem”… além disso, como dito no texto, ele “achou” que era uma nova marca política por essas terras caetés e se deixou dominar pela arrogância e presunção pessoal… aí foi que se deu muito mal… e agora vai, tristemente, esperar por sua “sentença” derradeira… ou será “saideira”?!!!

  • carlos

    Realmente saiu do mundo real e entrou nas entranhas da vaidade com diário oficial do Município que tudo pode e esqueceu que tudo tem dia e hora para acabar….Foi um bom prefeito e os servidores municipais foram sim prestigiados por ele.

  • Apareceu a margarida, MOROu? – Olê, olê, olá! – ÁS na manga ou cavalo de Troia?

    Êita, RICARDO … ao que parece até a mocinha de P’Açucar percebeu LOGO e (R)existe! … rsRs
    > [*] nunca teve MATURIDADE para lidar com o poder, se deixando envolver p’VAIDADE … arrogância.
    – […] nessa SEARA ninguém é amigo de ninguém – as RELAÇÕES são fugazes e puramente pragmáticas.
    > [*] foi vereador(@) por Maceió, (VICE) [email protected] da capital […] infidelidade (PT, PSOL e Rede), menos que 11 Vz$!
    – […] SOLIDÃO própria de quem já teve e PERDEU o poder. [Adaptado de R MOTA acima]
    Coisa RABUDA de carrão de Tremendões e Robertinhos 1960’s … Kkkkk
    > De Q vale a minha BOA vida de play-boy, s’entro no meu carro e a solidão me dói.
    – Onde quer que eu ande, tudo é tão triste, NUM me interessa, o Q de + existe.
    > Quero Q Vc m’aqueça neste inverno, e Q tudo + vá pro inferno.
    – De Q vale o CÉU azul e o sol sempre a brilhar, SE vc num vem: tô a Lh’esperÁ …
    > Só tenhoVc no meu pensamento, sua ausência, é todo meu TORMENTO
    – NUM suporto + Vc longe de mim, quero até morrer D q vivê assim. [Álbum Jv Guarda 1961)
    https://www.vagalume.com.br/roberto-carlos/quero-que-va-tudo-pro-inferno.html

  • Alagoano

    Almeida não jogou com as “regras” do jogo político. Realmente, a elite política alagoana nunca o aceitou, era só uma questão de tempo para bani-lo da politica. O equilíbrio emocional que ele demonstrou não ter tido quando estava no poder, será exigido em dobro para sair dessa situação de baixa, e já que ele é muito religioso, terá que redobrar sua fé. Quanto a historia da “Mafia do Lixo” tá muito mal contada, falta uma peça de encaixe. Almeida confiou demais!

  • GOMES

    Verdade Ricardo, o histórico de traições a quem lhe ajudou e a arrogância , lhe fez declinar desastrosamente ! É o preço que se paga! A humildade é o passaporte do sucesso !!! Nunca é tarde pra aprender.

  • GD.

    Bom dia.
    Estranho que o homem que dizia ter diálogo direto com DEUS tenha errado tanto, E não tenha sido aconselhado dos erros ,enfim quem nunca viu ,Quando tem fica como pinto no lixo.
    NÃO adianta, Um dia a fatura chega para TODOS.

  • EX ELEITOR

    QUAL É A ELITE POLÍTICA QUE VC SE REFERE, É A DAQUI DE ALAGOAS?

  • Alagoano sem esperança

    Um dia a conta chega.

  • Wendell

    Cicero Almeida enriqueceu muito ex secretário, que hoje o abandona aos abutres, cavou sua própria cova.

  • TEIXEIRA

    Que tal o Repórter fazer uma entrevista e relembrar os áureos tempos de amigos e puxas-sacos do C´ícero? A turma da maldade de Alagoas continua mais forte do que no passado. Cícero e R Lessa se encheram de vaidades e arrogância achando que eram as úlitmas bolachas do pacote, e agora sem poder e sem discurso mendigam a popularidade perdida. Tempo, temo, tempo tempo…

  • Antonio Carlos Barbosa

    Cícero foi um líder popular que se perdeu com o poder, não tinha preparo para exercê-lo, sem noção das dimensões dos cargos que ocupou, totalmente despreparado, simplesmente um obtuso.
    Termina de forma melancólica sua trajetória política.

  • carlos

    O poder cega e os que tem coragem de alertar falando a verdade são dispensados. Os falsos elogios enchem o ego. Eu sou o maioral!

  • Sávio Máximo Colaço Costa

    Ele deve estar se lembrando o BEIJO QUE DEU NO CORAÇÃO DE GERALDO SAMPAIO.

  • Adalgisa

    Ele se perdeu qdo resolveu participar de esquema como o intitulado “máfia do lixo “, segundo o mpal. E outros que aos poucos estão vindo à tona. A Elite aceitando ou não nada tem a ver com com o caminho que ele próprio escolheu.

  • Josival Batista

    Ele simplesmente colheu oque plantou , um fim melancólico para quem já foi o melhor prefeito do Brasil.

  • adeildo santos

    eu tive oportunidade de conhecer, pessoas muito proximas do cicero, mandava e desmandava na guarda municipal,e tambem na smtt. umas cobras onde comia, e comia o dinheiro publico,um dia a conta chegar, e o povo nao e besta.
    basta olhar nessa renovaçao lenta, mais anda

  • Verdade seja dita

    Lembro- me de uma imagem de primeira página em que Cícero Almeida beijava o coração de Geraldo Sampaio… Cícero foi um ingrato traiu o homem que o ajudou, isso é apenas a lei do retorno, agarrou a oportunidade mas não aprendeu .

  • Fernando

    Humildade e gratidão, ao meu ver, foi o que faltou a Almeida. A falta de instrução também pode ter contribuído para seu ocaso político. Perdeu as amizades que nunca teve, os amigos eram do poder e não dele. Nunca esqueço de suas críticas, Ricardo, “amigos de criancinnha”, que você utilizava a cada traição ou mudança de partido. Geraldo Sampaio e João Lyra foram os que lembro agora em meio a outros tantos deixados para trás. É como disseram acima. A conta chegou. E os parasitas e áulicos que o orbitavam, bajulando-lhe e enriquecendo às custas dos cofres públicos, hoje , talvez, nem o seu telefone atendam. Para finalizar, lembro da campanha de 14 onde o meio político acreditava que Ciço teria 160 mil votos, pois bem, ao abrir-se as urnas verificou-se que o mesmo elegeu-se tão somente pelo coeficiente eleitoral, turbinado pelo empurrão de Val Amélio. É, o ciclo acabou.