Lessa marca para segunda nova reunião com Rui para discutir eleição
Após alerta, Assembleia aprova em primeira votação reajuste retroativo dos servidores

É grande ainda a repercussão política do anúncio feito no último domingo, em Delmiro Gouveia, do apoio do prefeito Padre Eraldo ao deputado Chico Tenório, para a Assembleia Legislativa.

O ato político aconteceu no povoado de Pedrão, na zona rural do município, com as presenças de Marx Beltrão e Maykon Beltrão.

Aliás, o candidato a senador criticou duramente o ex-aliado do prefeito de Delmiro, Ronaldo Medeiros, com ele quem rompeu.

Tenório, por sua vez, no discurso que fez na propriedade de um apoiador do Padre Eraldo, disse que antes de participar do ato político que consolidou a aliança havia conversado com o próprio Ronaldo Medeiros, seu colega de Assembleia Legislativa e de bancada governista (Medeiros é líder de Renan Filho na Casa de Tavares Bastos).

O arremate do seu discurso foi bem próprio da linguagem “política” da Região.

Além de dizer que o Padre Eraldo “não está mais só”, garantiu que agora ele “tem um amigo”.

– Mexeu com você, mexeu comigo.

O recado, ao estilo, estava dado.