Palácio resolve que partidos que têm secretaria devem compor no Chapão de deputado
Efeito Rodrigo Cunha: Marx Beltrão deve decidir desistência do Senado até sexta

O desembargador Washington Luiz tem se mostrado muito otimista em relação ao seu retorno ao Tribunal de Justiça de Alagoas.

Quando deve acontecer?

No próximo mês de junho, quando deverá ser julgado pelo Conselho Nacional de Justiça o último processo contra ele – o da merenda escolar, que envolve a empresa SP Alimentos, na época em que mantinha contratos com a prefeitura de Maceió (e foi rescindido).

O processo está concluso, e embora tramite em “segredo de Justiça”, deve ser favorável ao magistrado, garante um importante integrante da defesa do magistrado junto ao CNJ.

Se for julgamento favoravelmente ao desembargador, ele retorna automaticamente ao posto no Tribunal de Justiça, depois de praticamente dois anos de afastamento.

O caso da SP Alimentos – merenda escolar – é o único que ainda persiste entre as quase dez acusações apresentadas contra o magistrado.

A última a ser rejeitada dizia respeito a um suposto favorecimento ao ex-prefeito de Marechal Deodoro, Cristiano Matheus, que foi genro do próprio desembargador Washington Luiz.

Se ele não voltar, será aposentado.