Depois da “guerra” que foi a eleição da Mesa Diretora da Assembleia, o deputado Luiz Dantas viajou para o interior e mergulhou.

Até o dia 15 de fevereiro, terá tempo para meditar sobre um conselho que recebeu de aliados – derrotados na disputa – na Casa de Tavares Bastos.

Eles sugeriram que Dantas renuncie à presidência da Assembleia, onde ocupará um cargo que passou a ser apenas simbólico.

Depois do que ele ouviu no dia da eleição, ficou claro que quem vai mandar no Legislativo Estadual é o grupo comandado pelo deputado Marcelo Victor, eleito primeiro-secretário.

Aliás, será ele a decidir sobre os gastos e sobre pessoal – cargos comissionados – na Casa de Tavares Bastos.

Com a saúde notoriamente abalada, o deputado Luiz Dantas cumpre o seu último mandato parlamentar – deve lançar o filho, Paulo Dantas, para sucedê-lo no cargo em 2018.

Aliás, Paulo Dantas tem sido o fiel escudeiro do pai e sabe do tamanho da encrenca que Luiz Dantas pode enfrentar – na Justiça, inclusive – se permanecer onde está.

O problema é que o Palácio República dos Palmares não quer que ele renuncie à presidência da Assembleia – o vice é o deputado Chico Tenório – e acena com a possibilidade de um apoio interno mais efetivo do deputado Olavo Calheiros, quem tem seu jeito de lidar com os personagens hoje na direção da Casa de Tavares Bastos.

Na definição de um deputado “pacífico”, a Assembleia pode ter voltado aos velhos tempos, em que não era recomendável ao cidadão comum andar por lá despretensiosamente.

Na sessão em que houve a eleição da nova Mesa Diretora, o deputado Luiz Dantas deixou clara a sua fragilidade ao lidar com o grupo governante.

Alfredo Gaspar pode colocar Rui e Renan Filho na mesma mesa
PTC de Alagoas quer Arnon de Mello Neto (Collor) para federal em 2018
  • Joâo Melo

    Quem planta tâmara colhe tâmara, o próximo tombo será o de Paloca nas urnas em 2018, até lá.

  • Homem da Capa Preta

    Procura-se jagunço para efetuar mandados em Alagoas…

  • rezende

    Quero ver até quando os alagoanos vão continuar elegendo esses.

  • Amaro do Ferrão

    Essa PMAL não tem jeito.Continua as promoções beneficiando filhos de coronéis em detrimento aos oficiais da tropa que vivem na rua,cidadão é promovido a um posto muito acima que merece e a sua turma se ferra.

  • Amaro do Ferrão

    Cuidado não, Luiz Dantas com as veredas do sertão.

  • NADO

    VAI COLOCAR O FILHO NO LUGAR. kkkkkkkkk

  • Paulo

    Essa ALE envergonha mais ainda o povo alagoano. Não faria falta nenhuma se fechasse, nunca teve autonomia e nunca terá. Enquanto isso… saúde e educação de qualidade é uma utopia.

  • JEu

    O caso é sério, ainda mais se um dia (quem sabe?) o povo conseguir a revogação da tal da lei da im(p)unidade parlamentar?!!!! Agora, quem quiser que desagrade à tal nova “mesa diretora” da ALE/AL… como diz o texto: será que vamos regredir à época da bruta lei do mais forte?!!!!

  • wal

    Faz falta não, a sociedade alagoana agradece…

  • Pedro filho

    Votem nele(MV) eleitor otário, nas próximas eleições.

  • O Realista

    Quem planta vento só colhe tempestade, quem prevalece é a lei dos mais forte.

  • José Ranulfo Correia

    ALAGOAS SEMPRE VAI SER TERRA DE NINGUÉM QUE AINDA SE ORGULHAM DE SEREM ESTÚPIDOS E ACHAM QUE SÃO ALGUÉM QUE PRESTA, ENQUANTO ISSO ALAGOAS VAI FICANDO MIUDINHA,E ELES SE ORGULHANDO DE SEREM OQUE SÃO COMO SE FOSSEM ALGUÉM QUE VALESSEM ALGUMA COISA, PENA QUE SÓ TEMOS CACIQUE FALTA INDIO.

  • Indignado com o (M)ais (V)alente

    MV TAVA DESESPERADO PQ QUER REAVÊ O Q PERDEU NA ELEIÇÃO DERROTADA DE RIO LARGO.

  • Ferro

    É sempre assim. De Pai pra Filho……..igual a música de Luiz Gonzaga. Política Alagoana é uma vergonha!!! Se supera a cada eleição.

  • jose alves

    titarei minha arma contra todos esses politicos em 2018. o nome de minha arma titulo de eleitor.

  • FLAVIO HENRIQUE BARBOSA

    E PORQUE O POVO DE ALAGOAS TEM A MEMORIA CURTA E NAO ESTUDA A SUA PROPRIA HISTORIA QUEM DERA QUE ELES FIZESSEM IGUAL A 13 DE SETEMBRO DE 1957 E SE ACABASSEM NA BALA SERIA UMA VITORIA GRANDE TALVEZ A MAIOR ATE HOJE ,SO TA FALTANDO UNS DEPUTADOS CABRA MACHO TIPO OSEIAS CARDOSO,HUMBERTO MENDES E OUTROS MAIS!!!!!!!!

  • Lucas Farias

    Prezado Ricardo Mota, sejamos claros e objetivos: Marcelo Victor fez um discurso claramente ameaçador contra o adiamento da eleição da mesa diretora. Em seguida, ao pé do ouvido, teria dito algo ao Luiz Dantas de conteúdo tão impactante que fez o presidente da ALE mudar de ideia, rejeitar a questão de ordem de adiamento e definir que a eleição ocorreria naquele mesmo dia. A intimidação foi tamanha que o Luiz Dantas admitiu, hesitante, que ouviu “coisas que ninguém gostaria de ouvir”, desculpou-se com o Olavo pelo desfazimento da decisão anterior (que, como representante do governo, queria o adiamento da eleição) e disse que não queria “dar o mote” ao Marcelo Victor. Basta olhar também as imagens da sessão. O Marcelo Victor se posicionou atrás do presidente Luiz Dantas, ficou de cabeça baixa com a mão no rosto, enquanto a assessoria militar e o filho do presidente ficaram próximos, de prontidão, para o caso de algum “imprevisto” acontecer. Mais evidente que isso, impossível.

  • Júnior

    Quem conhece essa família sabe que estão colhendo o que plantaram. Luiz há tempo não manda em nada, quem dá as ordens é o filho que anda pelo sertão com vários homens fazendo a sua segurança, exibindo armamento pesado e amedrontado alguns. Na verdade está mais do que provado que a “valentia” desse rapaz é de faz de conta, só para fracos. Mas ele se aproveita da ligação com o governo e da fama do tio ex prefeito “Zé Miguel” para fazer a vez de coronel! Está na hora de aparecer alguém na justiça desse estado para colocar freios nesse rapaz que gastou fortunas nas últimas eleições, e ainda dizendo onde chega que “a casa de Tavares Bastos aguenta cacete” com esses termos e com o apadrinhamento do governo ele já desafia aliados de outros parlamentares dizendo que vai ser o mais votado em 2018.