Com um misto de decepção e de disposição para seguir lutando, o procurador-geral do Ministério Público de Contas, Rafael Alcântara, revela:

– A decisão já está tomada, coletivamente, e o caminho a ser adotado é o da Justiça. Nós vamos brigar pelo direito de ter uma vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do estado de Alagoas.

Convidado do Ricardo Mota Entrevista deste domingo, às 8h30 (em função do horário de verão), na TV Pajuçara, Alcântara afirma textualmente que sabe que o embate é tão somente político: “Não há dúvidas do ponto de vista legal”.

O representante do MP de Contas narra a conversa que teve com o governador Renan Filho, muito antes de ele receber a relação dos três procuradores que poderiam ocupar a vaga deixada por Luiz Eustáquio Toledo:

– Ele nos disse que tinha certeza de que a vaga era do MP de Contas, mas, infelizmente, mudou de opinião.

Como explicar a transformação?

É difícil para qualquer um que não conheça o governador Renan Filho dizer o que houve.

Eu sugiro que entremos na avaliação que se pode fazer dos atuais profissionais da política brasileira: palavras são só palavras, e o vento leva.

Ricardo Mota Entrevista

Domingo, às 8h30, TV Pajuçara

Convidado: Rafael Alcântara, procurador-chefe do MP de Contas

Genericamente falando
Palácio revela 'na baixa' o motivo real do projeto do AL Previdência
  • Jorge

    é esperar prá ver… muita coisa tá acontecendo e, vai acontecer muito mais por esses dias no nosso Brasil véio, cansado de ser roubado!!!

  • JEu

    Acho que, doravante, todos têm que fazer como o índio Juruna: levar um aparelho que grave as conversas, quando for falar com políticos, principalmente aqui neste Estado! Muito embora, sempre ficará o dito pelo não dito (ou maldito!!!!!)…

  • O grito!

    Espero que não ganhe! Mais um Conselheiro do Grito no TCE não dá!

  • Servidora

    O procurador do MPC tem direito à vaga e é um funcionário público concursado, com grande conhecimento jurídico e no TC a maioria dos conselheiros vieram da Assembléia, já basta.

  • Ambujara

    Todo mundo sabe que a vaga do MPC é que. Está com atual Presidente que junto com o Isnaldo fez este concurso que deveria ter sido elaborado pelo Poder Executivo, trocando em miúdos é um sarapatel jurídico como sempre aqui em Alagoas