O senador Renan Calheiros, no recesso, fará um tour pelo interior do Estado. Uma prática que mantém desde sempre.

O presidente do Senado não enfrenta dificuldades de relacionamento com prefeitos e vereadores – conta com o apoio da grande maioria.

O problema tem sido sempre a rejeição que enfrenta junto ao eleitorado mais politizado – um mal que não atinge apenas a ele.

Só que Calheiros, nesse período de “férias escolares” não pode apresentar muitos resultados concretos dessa nova fase de “trabalho acelerado” no Senado Federal.

Nada, praticamente, está definido de tudo que foi “aprovado”. É claro que a responsabilidade não é só dele, mas foi Calheiros quem anunciou a grande virada do Senado.

Só para citar um exemplo do que foi divulgado como a resposta imediata do Congresso às manifestações de rua: o transporte gratuito para os estudantes ainda depende de outra votação.

Além disso, o Palácio do Planalto já sinalizou que, se aprovado, o projeto será vetado pela presidente por causa do impacto nos cofres públicos (que vai pagar a conta?).

Definição dos investimentos na Saúde, na Educação, tudo está em aberto. E não há sinais de que sejam resolvidos tão cedo.

Fato concreto: tão logo as manifestações foram escasseando ou sendo assumidas pelas entidades oficiais, o furor democrático do Congresso foi também sendo atenuado.

É verdade: durante quase um mês o Senado Federal, principalmente, se reuniu como não acontece há muitos anos. Mas, aos poucos, vai se confirmando que a perda de representatividade de detentores de mandato, de forma geral, não aconteceu por acaso.

Talvez não seja uma atitude inteligente apostar que junho foi apenas o mês das fogueiras de São João.

Estaleiro Eisa: o filho bastardo de tantos pais
Vilela e Biu se reúnem para definir nome da Educação
  • Observador na Gávea

    O navio faz agua.Sera que há alguma semelhança com certos aliados do governo central?

  • ronerio

    Legislação-álibe: introduzir um sentimento d “bem-estar na sociedade, solucionando tensoes e iludindo as massas( Marcelo Neves)

  • Sara

    Ótimo texto!O certo seria q na próxima eleição,houvesse uma renovação geral,mas o povo…

  • Rosita Cardoso Silva

    Eles continuam zombando do povo.

  • Sylvio De Bonis Almeida Simões

    Essas pessoas são mesmo cansativas e merecem o esquecimento dos cidadãos alagoanos nas futuras eleições. Chega a dar gastura e tristeza.