O superintendente da SMTT, delegado federal José Pinto de Luna, resolveu ignorar as críticas feitas ao órgão que ele dirige pelo ex-deputado Paulão, do PT, com quem nunca teve boas relações.

O ex-parlamentar foi indiciado pela PF na Operação Taturana, exatamente quando Luna era o dirigente maior da instituição em Alagoas.

Atualmente, o delegado é o segundo suplente de deputado federal da coligação de que o partido fez parte no ano passado.  E pode passar à condição de primeiro suplente caso Paulão – como se espera – assuma a vaga de Joaquim Beltrão depois das eleições municipais.

Luna observa que as críticas ao caótico trânsito de Maceió são generalizadas e que os problemas da cidade só serão resolvidos no longo prazo.

Ele tem uma aposta, porém: a licitação do transporte coletivo urbano, que deve ser realizada na sua gestão.

O pai da criança

A idéia de trazer o projeto “bico legal” para Maceió é do promotor Flávio Gomes, que a apresentou ao vereador Galba Novaes. O integrante do MP acredita que esta é uma boa idéia – já em execução em outras cidades -, mas precisa ser debatida com a sociedade.

MP em Rio Largo

A promotora Amélia Campelo, que recebeu a solidariedade dos seus pares,em Rio Largo, ainda responde a um procedimento na Corregedoria-Geral do MP, a pedido do advogado Adriano Soares.

Segundo ele, Campelo não deu ao atual prefeito do município, Toninho Lins, o mesmo tratamento destinado a Vânia Paiva. E garante que fundamentou suas denúncias com documentos.

É esperar a decisão do corregedor Antiógenes Lira, que tem tido uma atuação destacada no posto.

Santana: que juventude é essa?

Não houve o concurso de cavalo de pau na Festa da Juventude, em Santana do Ipanema. Foi substituído pela disputa do “som” nos carros – ganhou o mais potente.

Mais “educativo e cultural”, impossível.

Mano e Olavo Calheiros se livram de Ação de Improbidade no caso Gautama - Lessa, não
TRE rejeita por unanimidade Ação de Lessa contra Vilela