O GECOC apresenta agora pela manhã denúncia contra o empresário Sérgio Murillo, o Sérgio do Ovo, considerado um dos principais responsáveis pelo assassinato do vice-prefeito eleito de Satuba, Célio Barateiro. No documento, que será entregue aos juízes da 17ª Vara Criminal da Capital, os promotores apontam o prefeito Cícero Ferreira, o Titor, como o autor intelectual do homicídio.

A morte do vice-prefeito se deve, apurou o GECOC, à disputa pela divisão do "bolo" na prefeitura de Satuba, além de um dívida no valor de R$ 150 mil que o prefeito Titor havia contraído junto a Célio Barateiro – e que vinha sendo cobrada. O comerciante assassinado – provavelmente por seis pistoleiros comandados por Sérgio do Ovo – era ligado politicamente ao ex-prefeito Adalberon de Moraes, que teria coordenado a campanha do vitorioso Titor de dentro do presídio. A denúncia contra o prefeito, entretanto, só poderá ser feita formalmente pelo procurador-geral de Justiça, Eduardo Tavares. 

Judson Cabral se mantém contra aliança do PT com Almeida
Assessor do Senado vem a Maceió pedir porte de arma para empresário - Luna diz "não"
  • Henrique Moura

    Não sou de Satuba e não conheço os envolvidos, porém, como todo alagoano atento aos acontecimentos da política, sei que é complicada a situação política de Satuba. Acho que estão desconsiderando a condição e a ligação política que tem o candidato derrotado! Jogo Político pesado!

  • Adalberto Paulo

    Ate que fim houve justiça ao querido Celio Barateiro, esse prefeito nao vale nada. Pousa de santo e de evangelico, mas no fundo e um verdadeiro band…

  • Maria

    Existe algum municipio deste Estado que nao tenha problemas com ploticos, assassinatos,roubos? Ricardo, estamos carentes de cronicas mais profundas, informaçao por informaçao nao causa mais efeito nenhum num Pais que faz ver as crianças menores em primeira fila diante de corpos mortos…

  • carla

    Henrique moura muitos sabem e ate um cego pode ver que o jogo é pesado demais…acho que não seria necessario da parte do prefeito fazer isso por tão pouco afinal se existe dividia se tinha 4 anos pra pagar ate muito mais que 150 mil..enquanto a parte derrotada ninguém nem ouve falar

  • José Alfredo

    Este crime tem que ser esclarecido, uma coisa é certa: “o envolvimento do condidato derrotado é uma hipotese remota”; “o envolvimento do candidato eleito é uma hipotese aceitavel”. Na lógica dos acontecimentos as coisas estão guasse esclarecidas, falta apenas a confisão dos culpados.

  • Rita

    No que a política transforma as pessoas. Elas ficam cegas pelo poder e pelo dinheiro. E, pra se resolver os problemas antes que eles se tornem imensos, manda matar, poxa. DORMINDO COM O INIMIGO!

  • ENTENDA

    MINHA GENTE VICE É VICE QUEM ASSINADA E MANDA É O PREFEITO… ERA MAIS FACIL SER O CONTRARIO

  • kkkkkkkkk

    150 mil o que 150 mil em 4 anos essa acusação é uma piada.

  • vigilante

    ESSES PÁIRAS, DA DOCIEDADE:OS POLÍTICOS, NÃO QUEREM ENTENDER, Q AS COISAS ESTÃO MUDANDO. POIS AGORA É P/ VALER:M.P.ACORDOU DA LETARGIA E A P. F. ESTÁ ATENTA. ESSA NÃO DORME, P/ NOSSO ORGULHO. MUDA ALAGOAS:SUBSTITUI ESSES VIGARISTAS P/ SANGUE NOVO! XÔ TATURANAS E SUA TRUPE!

  • Ricardo O da Silva

    Tinha algo errado para que esse prefeito “comunista” fosse eleito numa cidade que não tem tradição política de esquerda. Gente do perfil de Ciro,de Adalberon e de Barateiro tinham que financiar a campanha deste farsante. E agora direção do PCdoB alagoano??? Ricardo Orestes

  • Luiz Antonio Maciel

    Esse prefeito é um santo.. tão piedoso

  • fofucha

    quando satuba esta em paz;chega o diabo para atenta.mais deus vai mostra a verdade e o prefeito vai sair dessa .tenha fe satubense deus esta no comando.