Deu o que falar! O que bombou na internet em 2019 (Parte 2) – Popzeira

2019 foi um ano de tantos acontecimentos no universo pop que não seria possível resumi-lo em apenas uma matéria, por isso dividimos em duas. A primeira delas você já acompanhou por aqui, e a segunda segue abaixo e traz a volta de Sandy e Junior, o sucesso do brega funk pelo país e mais.

Sandy e Junior – um retorno para a história

Ainda em 2018, alguns burburinhos se espalhavam pelas redes sociais indicando uma suposta negociação para um retorno dos irmãos como dupla. Pouco a pouco, ambos foram revelando sinais da veracidade da informação e, em março deste ano, foi confirmado: Sandy e Junior voltariam aos palcos para uma turnê especial chamada “Nossa História”.

Não sabendo que fariam jus ao título da turnê, os irmãos não somente lotaram os 18 shows marcados, como geraram uma fila de espera por ingressos de mais de 500 mil pessoas, vendas por cambistas com valores exorbitantes e arrecadação milionária ao ponto de alcançarem o segundo lugar entre as turnês mais lucrativas do mundo por show.

Brega Funk – de Pernambuco para o Brasil

Até alguns dias atrás conhecido somente como brega, o gênero que se mistura com batidas de funk, alavancado pela chegada de MC Loma e as Gêmeas Lacração na internet, ganhou o país, ultrapassando os limites dos estados e ganhando o gosto de outros artistas, como Leo Santana, Pedro Sampaio, Pabllo Vittar e mais.

Hoje é o que tem nas baladas e faz todo mundo entrar na onda do passinho.

Rízia no BBB mostrando o que é empoderamento feminino

A alagoana Rízia Cerqueira foi de uma jornalista desempregada a um dos grandes exemplos de empoderamento feminino no Brasil quando entrou na famosa casa do “Big Brother Brasil”. Apesar de ter se esquivado de algumas discussões no reality e ter se auto colocado no paredão que a eliminou, a jovem mostrou o que é se aceitar para milhares de telespectadores, exibindo suas curvas fora do padrão imposto pela sociedade, seus cabelos naturais e autoestima pra vender e distribuir.

Rízia e sua irmã Raíssa foram também protagonistas de um dos momentos mais icônicos e emocionantes da temporada.

Existir na mesma época que Pabllo Vittar

Pabllo Vittar foi um nome extremamente importante em 2019, um dos anos em que mais vimos situações de intolerância em relação ao público LGBTQ+. Em contramão com o que os haters, ignorantes e preconceituosos tentavam, a drag ganhou prêmio de melhor artista brasileira do EMA, o prêmio de melhor clipe do APCA, fez músicas em parcerias com artistas internacionais e mostrou para o Brasil que é maior que qualquer tipo de ódio.

O estouro de Duda Beat

Mulher, nordestina, empoderada e feminista. A pernambucana Duda Beat, que já tinha uma carreira musical admirada, ganhou o público brasileiro com sucessos do que tem sido chamado de nova MPB, uma mistura do gênero com o brega. “Bixinho”, “Chega” e “Meu Jeito de Amar” são alguns dos hits que estão na boca do povo e a fizeram vencer o Prêmio Multishow na categoria “Artista Revelação”.

Atualmente não há comentários.