Em depoimento de processo de assédio sexual, Taylor Swift simplesmente cala a boca da sociedade – Popzeira

Muitos de vocês devem saber que estamos num mês que marca e muito a luta da mulher, primeiro pelo Dia de Combate à Violência Doméstica Contra a Mulher e, logo depois, pelo Dia da Igualdade Feminina. O que todos sabemos é que essas lutas são diárias, e hoje a cantora Taylor Swift mostrou seu poder em uma dessas batalhas, durante seu depoimento em um processo de assédio sexual contra David Müller.

Para quem não conhece o caso, a popstar moveu esse processo depois que Müller entrou na justiça acusando-a de difamação, após ter sido demitido da rádio KYGO, empresa que trabalhava até conhecer Taylor no Meet & Greet de um show da Red Tour.

Na hora de tirar uma foto, Taylor afirmou que Müller teria agarrado sua bunda. Quando a história chegou aos ouvidos dos executivos da rádio, demitiram o homem imediatamente.

Para Müller, a história é falsa e é por isso que ele a processa. Já Taylor o contra-processa, levando a juízo o caso de assédio – e, nesta quinta, ela precisou enfrentar o interrogatório do advogado de Müller. Acontece que, como diria a Pabllo Vittar, foi K.O. contra o cara! Respeitem essa mulher só pelo que ela respondeu (guardem isso):

***********

O advogado de Müller questionou a saia que não aparecia mexida na frente na foto. Taylor respondeu:

Porque minha bunda fica na parte de trás do meu corpo

Ele perguntou por que ela não reagiu na hora. Taylor deu àquela resposta que, não só o advogado precisava ouvir, como toda a sociedade:

Não vou deixar seu cliente tratar de forma alguma isso como se fosse culpa minha, porque não é. O que aconteceu foi produto das decisões dele, não das minhas”.

Aí ele questionou Taylor se a foto provava a acusação. Ela disse:

Eu não preciso de foto, tenho certeza que foi ele. Tenho a imagem perfeita em minha mente. Aconteceu comigo. Ele apalpou minhas nádegas. Foi comigo que aconteceu. Sei que foi ele”.

Quando questionada se o “toque” foi realmente proposital:

Ele não tocou minha costela, ele não tocou meu braço… Ele agarrou minha bunda”.

Para finalizar, o advogado teve a capacidade de dar quase uma afirmativa, dizendo que ela poderia ter feito algo na hora do assédio. Muito bem, Taylor retrucou lindamente:

Seu cliente podia ter tirado ter uma foto normal comigo”.

Sim, é um assunto muito sério esse, mas eu gostaria muito de dar um oclinhos do Thug Life para a Taylor Swift.