Se existe uma expressão que está na boca de todo mundo nos últimos tempos é “fake news”. As notícias falsas (em tradução literal) se popularizaram e se espalharam de forma tão absurda que chegaram a influenciar as eleições de países como Brasil e Estados Unidos. E para combater essa prática extremamente perigosa, o WhatsApp resolveu limitar o compartilhamento de mensagens para no máximo cinco conversas.

WhatsApp tenta evitar propagação de fake news (Foto: Reprodução/The Hans India)

Se você não sabia, o limite anterior era 20 conversas ou grupos. Agora, com a mudança, o reenvio máximo passa a ser de 1/4 do anterior. E se você se espantou, fique sabendo que essa alteração não ocorreu só no Brasil, e sim no mundo inteiro.

A iniciativa começou na Índia, em julho de 2018, quando boatos compartilhados no aplicativo resultaram na morte de pelo menos vinte pessoas por linchamento, e no espancamento de várias outras. As vítimas foram acusadas de fazer parte de um grupo que sequestrava e traficava crianças.

As mudanças estão sendo implementadas no app de forma gradual, e serão realizadas primeiro em usuários de Android, e posteriormente em aparelhos iOS. Mas antes mesmo da limitação ser realizada, já há quem critique a medida, como o deputado federal Eduardo Bolsonaro. No Twitter, ele recomendou que os usuários migrassem para outras plataformas, como o Signal ou o Telegram:

Apesar da “preocupação”, a medida pode ser pouco efetiva no combate real às mentiras espalhadas pela internet, como avaliaram especialistas consultados pela Agência Brasil, até mesmo porque é possível reenviar a mensagem de cinco em cinco vezes. E considerando que cada grupo de WhatsApp pode ter até 256 integrantes, a propagação pode continuar sendo feita, somente de uma forma mais trabalhosa.

Fonte: Olhar Digital


Você acha a mudança importante? Conta a sua opinião nos comentários, e siga o blog no Instagram, no Twitter e no Facebook para acompanhar as novidades!