Se eu disser que seu WhatsApp corre o risco de ser “clonado”, talvez você ache estranho, ou até que seja uma brincadeira, mas infelizmente não é. Se pararmos pra pensar, a ideia faz muito sentido, tendo em vista que o aplicativo é, atualmente, um dos maiores meios utilizados para aplicar golpes online, já que quase todo mundo usa. Então que tal prestar um pouquinho de atenção e tomar alguns cuidados pra evitar mais essa cilada?

Os bandidos estão de olho! (Reprodução/TecMundo)

A maracutaia foi descoberta pela Polícia Federal recentemente, e contava até com a participação de funcionários de operadoras de telefonia. Eles desativavam os números das vítimas e cadastravam em um novo chip, que era repassado pros bandidos. Com o número – e consequentemente, acesso ao WhatsApp – das vítimas, eles podiam fazer o que quisessem, inclusive solicitar dados bancários e até transferências sem que ninguém percebesse.

“Meu Deus, vou agora mesmo deletar meu zap e correr para as colinas!” Calma, não precisa fazer isso (e eu sei que você não iria aguentar de saudades daquela mensagem de bom dia da sua tia que você não vê há 12 anos). A primeira coisa a fazer é ativar a autenticação em duas etapas na sua conta. Assim, você recebe um alerta como esse no seu telefone sempre que alguém tentar acessar seu WhatsApp:

Com a verificação em duas etapas, você fica mais seguro (Foto: Reprodução/Olhar Digital)

Pra fazer isso, ir nas configurações do aplicativo, clicar em CONTA, depois em VERIFICAÇÃO EM DUAS ETAPAS e ATIVAR. Então, basta criar uma senha com seis dígitos, que será necessária toda vez que você for registrar seu número no WhatsApp novamente. Nem precisa dizer que não é pra escolher uma combinação fácil, né? Nada de 123456…

Tá, mas e se você desconfiar que seu número já foi clonado? Aí o caminho é ligar para a sua operadora e solicitar que o número seja bloqueado por perda ou roubo, e depois desativar sua conta no WhatsApp. Pra isso, você vai ter que mandar um e-mail para [email protected], e escrever “Perdido/Roubado: Por favor, desative minha conta” no campo “assunto”. No corpo do e-mail, coloque o número que você usa na sua conta, mas tem que seguir o padrão internacional, com o código do Brasil e o DDD. Assim: +55 82 90000-0000 (onde +55 é o código do país e 82 é o DDD – neste caso, o de Alagoas).

Não corra riscos! (Foto: Reprodução/Pexels)

Depois que você seguir esses passos – e vale dar uma passada na sua operadora pra assegurar que tá tudo certo com seu número – é só entrar na sua conta do WhatsApp novamente. Ah, também é bom avisar aos seus principais contatos para tomar cuidado com qualquer mensagem suspeita. Desconfiou, melhor dar uma ligada pra saber se tá tudo certo, né?

Bom, é isso. Parece trabalhoso, mas é melhor do que correr riscos. E pra ajudar a diminuir esses riscos, vale compartilhar esse post com os amigos. Só não manda junto com aquele GIF medonho com um ursinho cheio de brilho dando “bom dia”!

Fonte: Olhar Digital

  • Mariana Lessa

    Ótima matéria!!

    • Bruno Felix

      Obrigado, Mariana! Se tiver alguma sugestão de outros assuntos que queira ver por aqui, é só falar! 😉

Deixe uma resposta Mariana Lessa
Cancelar reply