A busca por curtidas nas redes sociais nem sempre termina bem (Foto: Reprodução)

Pesquisadores da Índia divulgaram um estudo que aponta que 259 pessoas morreram tentando tirar selfies, entre 2011 e 2017. Segundo o “Journal of Family Medicine and Primary Care”, que contabilizou apenas os acidentes divulgados na mídia, os dados apontam para um problema de saúde pública.

Os pesquisadores informam que o número de mortes pode ser bem maior, já que as selfies não são catalogadas como causas de mortes oficialmente, e somente reportagem publicadas em inglês foram documentadas no estudo.

Xenia Ignatyeva morreu após tirar selfie e cair de uma ponte em São Petersburgo, na Rússia (Foto: Reprodução)

De acordo com os dados do estudo, 72,5% das vítimas são homens, com idade média de 23 anos. O país com o maior número de mortes foi a própria Índia (provavelmente pela facilidade de acesso dos pesquisadores aos dados no país), seguida por Rússia (obviamente), EUA e Paquistão.

A causa mais comum de mortes durante selfies foi afogamento (70 casos), incluindo botes que viraram, pessoas sendo levadas por ondas ou que ignoraram avisos de perigo. Mortes por “transportes” vêm na sequência (51 casos), principalmente atropelamento por trens.

Prática é mais comum do que você imagina (Foto: Reprodução)

Quedas (48 casos), incêndios (48 casos), choques elétricos (16) e ataques de animais (8 casos) também figuram na lista. Nos EUA, o maior número de vítimas registradas foi relacionados a armas de fogo (11 casos). Era de se esperar…

Geralmente, as vítimas tentam fazer selfies arriscadas pela garantia de likes e comentários nas redes sociais. Para os pesquisadores, uma forma de combater a “moda” seria a instituição de zonas proibidas para este tipo de fotografia. No entanto, como bem sabemos, o ser humano não costuma respeitar avisos ou proibições, não é mesmo?

#donottellmewhattodo

Posted by Hugh Jackman 2.0 on Wednesday, February 8, 2017

No YouTube, vários vídeos compilam casos bizarros de selfies que terminaram em mortes. Se você não é dos que se impressionam facilmente, dá uma conferida:

Fonte: Ars Technica

Atualmente não há comentários.