Ah, os japoneses… “Esses nipos maravilhosos, que saem inventando”, já diria o narrador Luiz Roberto, nos trouxeram mais uma novidade do mundo do tecno-romance. A empresa Vinclu anunciou o início das vendas da Gatebox, a primeira “namorada holográfica” do mundo!

Parece uma cafeteira, mas essa é a Gatebox! (Foto: Reprodução/Gatebox Labs)

Em desenvolvimento há anos, o aparelho é uma espécie de assistente virtual como o Amazon Echo ou o Google Home, só que com uma interface holográfica em estilo de anime, que atende pelo nome de Azuma Hikari. Da mesma forma que os outros aparelhos, a Gatebox responde a comando de voz e interage com o usuário, fornecendo previsão do tempo, lembretes e também realizando ações como ligar/desligar aparelhos como ar-condicionados e luzes.

A principal diferença entre a Hikari e a Alexa (interface do aparelho da Amazon), por exemplo, é que a “namorada holográfica” também simula um relacionamento com o dono do aparelho. No vídeo de apresentação da Gatebox, a simpática garota de cabelos azuis manda mensagens durante o dia para o rapaz, dizendo que está com saudades, e pedindo para que ele volte logo para casa. Ao final do dia, os dois assistem a um filme juntos, e eles até comemoram três meses de relacionamento (assista abaixo). Interessante, né?

Mas antes que você considere o aparelho mais uma geringonça completamente desnecessária (como eu fiz), pense no seguinte: existem milhares de pessoas que moram sozinhas no mundo, sem ninguém para interagir, seja por rotina, timidez extrema ou inúmeros motivos. Campanhas de prevenção do suicídio sempre mostram que uma palavra ou gesto de bondade muitas vezes podem salvar vidas, e talvez não importe se essa palavra seja dita por uma pessoa real, por algum funcionário treinado em uma ligação telefônica ou por uma personagem virtual em cima da mesinha de cabeceira.

Esta realidade, inclusive, é representada no vídeo da Gatebox. “É muito bom ter alguém esperando por mim em casa. Pensei nisso voltando do trabalho”, diz o rapaz, enquanto olha para a janela de casa, com a luz acesa. Realmente, é algo a se pensar.

Vai dizer que a Hikari não é uma gracinha? (Foto: Reprodução/Gatebox Labs)

Para quem se interessou pelo produto: a versão final só deve sair no início de 2019 (e essa data já foi adiada algumas vezes), e infelizmente ele só funcionará no Japão, a princípio. O preço divulgado é de 150 mil yens, aproximadamente R$ 5,4 mil, e também será necessário pagar uma assinatura mensal para usar o serviço.

Fonte: TecMundo

Atualmente não há comentários.