Mark Zuckerberg quer mesmo dominar a internet. Depois de “matar” o Snapchat ao implementar os mesmos recursos do app no Instagram, o magnata das redes sociais parece querer fazer o mesmo com o Tinder, já que planeja lançar o Facebook Dating, novo serviço de namoro da plataforma.

E parece que a coisa tá caminhando rápido. A novidade foi anunciada há dois meses na F8 (conferência anual de desenvolvedores do Facebook), e nesta sexta-feira (03) já temos confirmação que os testes internos com o serviço estão sendo realizados com funcionários da empresa. Quem fez a descoberta foi a pesquisadora independente Jane Manchun Wong. Posteriormente, o site The Verge confirmou a informação com o próprio Facebook.

Em um post no Twitter, Wong mostrou várias telas do Dating. Ela disse que não conseguiu passar da tela de registro, porque ainda está em fase de “pré-lançamento”, mas dá pra ter uma ideia básica de como vai funcionar. O serviço explica que seus amigos atuais não poderão ver seu perfil de namoro – só se você desejar. Isso, claro, depois que for lançado. E SE for lançado…

Será possível especificar seu gênero, e também em quais gêneros você tem interesse: homens, mulheres, homens/mulheres trans ou pessoas não-binárias (lembrando que as opções podem mudar). Até o momento, a ideia é de que os perfis nos dois serviços sejam “independentes”, há a possibilidade de que o usuário se identifique com um gênero diferente em cada um.

(Foto: Tirachard Kumtanom/Pexels)

Segundo informações do próprio Facebook, na apresentação do novo serviço, o funcionamento vai ser parecido com os serviços de namoro que já existem: quando duas pessoas se derem likes, elas poderão entrar em contato. Uma novidade será a possibilidade de permitir que pessoas que estejam no mesmo evento que você vejam seu perfil. No evento, Zuckerberg disse que a intenção do Facebook Dating será criar “relacionamentos reais, de longa duração, e não apenas ‘ficadas’”.

Será que vai dar rolo?

Fonte: The Verge

Atualmente não há comentários.