Mesmo quem considera a Black Friday brasileira uma “Black Fraude” fica tentado a fazer compras nesta data que já virou tradição por aqui e promete descontos vantajosos em vários sites e produtos. Porém, muita gente fica com o pé atrás, sem saber se encontrou de fato uma promoção que valha o gasto. Então que tal conferir dicas essenciais para garantir economia de verdade?

Enganação? Aqui não! (Foto: Getty Images)

Confira o histórico de preço dos produtos

Sabe aquela história de “tudo pela metade do dobro”? Pois é, às vezes acontece mesmo. As lojas aumentam o valor dos produtos às vésperas da Black Friday, e no dia anunciam um desconto “falsiê”. Pra evitar cair nessa cilada, vale olhar o histórico do preço dos produtos, pra conferir se houve alguma variação recente, especialmente aumentos.

Para isso, recomendo o Zoom. Além de buscar o menor preço para o item que você quer comprar, o site também mostra as variações registradas nos últimos seis meses. Assim é possível saber se a loja é “sincerona” ou só quer passar a perna nos compradores.

Para usar a ferramenta, é só fazer uma busca pelo nome do produto, escolher o item exato na lista de resultados e, na página seguinte, conferir o box Resumo do Histórico de Preços. Confira no detalhe abaixo:

Encontre o produto desejado… (Foto: Reprodução)

…e veja se o preço variou muito nos últimos dias (Foto: Reprodução)

Crie alertas em sites de descontos

Uma ótima dica é “terceirizar” a pesquisa pelas ofertas. Nem sempre temos tempo de ficar garimpando os descontos, e também surgem muitas promoções em sites que são menos conhecidos. Para ajudar nesse quesito, o ideal é criar alertas para os produtos que você está desejando, para ser avisado sempre que pintar um precinho camarada.

O Zoom, já mencionado na dica anterior, oferece esse recurso, mas o que eu recomendo mesmo é o Promobit. Ele reúne centenas de ofertas em vários sites, inclusive aqueles que ninguém conhece. E não precisa se preocupar com a procedência, porque todas as promoções são cadastradas por usuários da própria plataforma (ou seja, pessoas que também estão querendo economizar) e só são validadas pelos administradores do site se a loja for segura.

Crie alertas para seus produtos e monte sua lista de desejos (Foto: Reprodução)

Criar alertas é bem fácil, mas requer um cadastro bem simples no site. Clique em [Entrar] (mesmo sem ter cadastro), e na janela que abrir, crie sua conta usando o Facebook, o Google ou usando e-mail e senha. Depois de cadastrado, você pode buscar o produto que deseja e ver se já tem alguma promoção ativa, ou então adicioná-lo em sua Lista de Desejos. Quando algum desconto for cadastrado na plataforma, você receberá um e-mail com o aviso, mas o ideal é instalar o app do Promobit (iOS | Android), para receber as notificações em tempo real.

Cheque se a loja é realmente confiável

Essa dica já é manjada, mas ainda tem gente que não leva a sério. SEMPRE confira se a loja onde você vai fazer a compra é segura e confiável. Para isso, eu recomendo duas pesquisas básicas. A primeira é da reputação da loja na plataforma Ebit, e a segunda é com o perfil do estabelecimento no Reclame Aqui.

A Ebit é uma certificação de e-commerce (comércio eletrônico) que dá um bom nível de segurança para os consumidores. De acordo com vários requisitos, medidos nos últimos 90 dias, os sites recebem medalhas que mostram qual a probabilidade de os compradores voltarem a comprar na loja e o percentual de entregas feitas no prazo prometido. Os níveis são Diamante (o mais alto), Ouro, Prata, Bronze e Em avaliação (quando a loja ainda não completou 90 dias no sistema. Se a loja tem selo da Ebit (geralmente fica no fim da página), já é um bom sinal.

Medalha do Ebit mede confiabilidade das lojas online (Foto: Reprodução)

Como segurança nunca é demais, depois de procurar o selo da Ebit, acesse o portal Reclame Aqui e confira o “boca a boca” dos compradores sobre a loja. Ao encontrar o perfil dela, você pode ver a reputação por períodos (últimos 6/12 meses, anos anteriores ou geral), constando o percentual de reclamações (respondidas ou não) e de compradores que voltariam a fazer negócio, o índice de problemas resolvidos e a nota do consumidor para a loja. Na mesma página, você pode ver algumas das reclamações feitas e também quais os principais problemas registrados na plataforma, inclusive por categoria de produto.

No Reclame Aqui, você pode ver a reputação das lojas (Foto: Reprodução)

Abuse do cashback e ganhe dinheiro de volta

Se você não sabe o que é cashback, está perdendo uma das melhores formas de “economia reversa” da web. Numa tradução literal, significa algo como dinheiro de volta, e é exatamente isso: uma forma de receber de volta uma parte do pagamento que você faz, ou, em outras palavras, um desconto.

Existem várias plataformas de cashback, mas aqui recomendo duas. A primeira é o Méliuz, que se identifica como um programa de fidelidade que recompensa os compradores com dinheiro, ao invés de pontos. Para isto, é só se cadastrar no serviço e depois instalar a extensão do Méliuz no navegador (infelizmente, só funciona com o Google Chrome). Assim que você entrar no site da loja, a extensão vai te avisar se há cupons disponíveis, e quais são. Aí é só ativar e garantir o dinheiro de volta!

A extensão do Méliuz avisa quando há cupons disponíveis (Foto: Reprodução)

Já o Ame Digital é quase uma forma de pagamento própria da rede B2W (Americanas, Submarino, Shoptime…) que oferece cashback quando você a utiliza. Talvez você até já tenha visto em alguma compra, mas não prestou atenção no botão [Comprar com Ame], que abre uma janelinha contendo um QR Code. Para ganhar o desconto/cashback, você precisa se cadastrar na plataforma e instalar o aplicativo do Ame (iOS | Android), que será utilizado para escanear o código e efetuar o pagamento (com um cartão de crédito cadastrado, claro). Aí você pode escolher a forma de pagamento dentro do próprio app e conferir os benefícios disponíveis.

Com o Ame Digital é possível conseguir cashback nas compras (Foto: Reprodução)

Atualmente não há comentários.