Que tal um pouco de história e (re)conhecimento neste Dia da Consciência Negra? Vamos falar sobre negros e negras que marcaram a ciência e a tecnologia no Brasil e no mundo? A lista que você confere abaixo vai de grandes nomes que contribuíram para o desenvolvimento de consoles e games a profissionais cujos trabalhos ajudam a melhorar a vida de milhares de pessoas.

Enedina Alves Marques

(Foto: Reprodução)

Curitibana, Enedina foi a primeira mulher a se formar em Engenharia no estado e a primeira engenheira negra do Brasil, formada pela Universidade Federal do Paraná em 1945.

Gerald “Jerry” Lawson

(Foto: Reprodução)

Engenheiro eletrônico norte-americano, ele inventou o Fairchild Channel F, um sistema de videogame baseado em cartucho, e também a função de pause nos games. Fundou a VideoSoft, que fabricava cartuchos para o Atari 2600.

Hadiyah-Nicole Green

(Foto: Reprodução)

Física norte-americana e professora na Universidade de Tuskegee, Hadiyah atualmente desenvolve um tratamento revolucionário que usa nanopartículas ativadas a laser no tratamento do câncer.

Otis Frank Boykin

(Foto: Reprodução)

Engenheiro eletrônico e inventor afro-americano que patenteou 28 dispositivos eletrônicos e foi responsável por aprimorar o marca-passo, adicionando uma unidade de controle eletrônico ao mecanismo, que ajuda a manter os batimentos regulares.

Philip Emeagwali

(Foto: Reprodução)

Bacharel em Matemática, doutor em Computação Científica pela Universidade de Michigan e com dois mestrados pela Universidade George Washington, esse nigeriano ficou conhecido no mundo da tecnologia por usar 65 mil processadores para inventar o computador mais rápido do mundo, que realiza 3,1 bilhões de cálculos por segundo.

Sônia Guimarães

(Foto: Reprodução)

Paulista, Sônia é a primeira negra brasileira doutora em Física pela University of Manchester Institute of Science and Technology e compõe, há 24 anos, o corpo docente do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). Atua na área de Física Aplicada, com ênfase em Propriedades Elétricas de Ligas Semicondutoras Crescidas Epitaxialmente, e já conduziu pesquisas sobre sensores de radiação infravermelha;

Jane Cooke Wright

(Foto: Reprodução)

Oncologista americana pioneira no tratamento e pesquisa do câncer e cirurgiã com grandes contribuições para a quimioterapia. Deixou sua marca na inovação por desenvolver técnicas de cultura de tecidos humanos em testes de efeitos colaterais de drogas em células cancerosas ao invés de utilizar cobaias, como ratos.

Fonte: CanalTech