Morte de jovem de 15 anos alerta para perigos de usar celular no banho – Planeta Tera

Irina Rybnikova tinha apenas 15 anos, mas já era campeã russa de pankration, uma arte marcial da Grécia antiga. No entanto, uma fatalidade terminou resultando em sua morte por eletrocussão no dia 8 de dezembro. A lutadora usava o celular durante o banho quando o aparelho, que estava carregando, caiu dentro da banheira.

Jovem russa de 15 anos era lutadora de pankration (Foto: Reprodução)

De acordo com a imprensa russa, a jovem morreu na hora. O corpo de Irina foi encontrado pela irmã, na cidade de Bratsk. Ela havia sido convocada para integrar a equipe nacional de pankration.

Apesar de parecer um caso isolado, esta não é a primeira vez que este tipo de morte é registrado. Há menos de um mês, outra jovem, de 17 anos, morreu da mesma forma em Pas-de-Calais, no norte da França. Em julho de 2017, Madison Coe, de 14 anos, também morreu de forma parecida no Novo México, nos EUA.

Vale lembrar também que dezesseis mortes por eletrocussão, especificamente durante tentativas de selfies, foram registradas entre 2011 e 2017, de acordo com um estudo – o tema inclusive já foi abordado pelo blog e você pode ler clicando aqui.

Casos de eletrocussão na banheira não são tão incomuns quanto se pensa (Foto: Reprodução/Shutterstock)

E no chuveiro?

Se você acha que o risco é só para quem usa banheiras, está enganado. “Isso não depende da área”, explica Rafael Clemente, engenheiro de segurança da Eletrobras Alagoas. “Locais onde se sabe que há a possibilidade de molhar, não deve ser utilizado de forma alguma”, completa. Segundo ele, chuveiros, pias e áreas perto de piscinas são todas perigosas, mas não só elas.

“Mesmo que você esteja na sala, no quarto… Se o celular estiver carregando e você tiver que atender uma ligação, mandar uma mensagem, manusear o aparelho de qualquer forma, o indicado é tirar o carregador da tomada e aí sim fazer o uso de forma segura”, esclarece o engenheiro. “E locais onde se sabe que há a possibilidade de molhar, não deve ser utilizado de forma alguma. Tem que evitar até carregar o aparelho nessas áreas, longe de piscinas, principalmente nessa época de confraternizações.”

Tem gente que faz de tudo pra não largar o telefone (Foto: Reprodução/The Times)

Rafael falou ainda sobre o uso de baterias externas, que por armazenar carga (amperagem) pode ter um tipo de descarga, a depender da integridade do cabo que conecta o aparelho à bateria externa. “Claro que não na mesma intensidade de uma tomada ligada à rede elétrica, mas pode ter uma descarga, então é bom evitar”, explicou.

Fonte: EsporteFera


Já sabem, né? Nada de selfies no banheiro com o celular no carregador. Mas vale contar nos comentários se você costuma ir com seu smartphone pro banho!

Atualmente não há comentários.