Campanha que mostra a diversidade do país não foi bem vista pelo presidente (Foto: Reprodução/YouTube)

O Banco do Brasil se tornou um dos assuntos mais comentados na internet nesta quinta-feira (25), depois que o presidente Jair Bolsonaro vetou uma campanha publicitária voltada prioritariamente para o público jovem e que celebra a diversidade racial e sexual, com atores e atrizes (uma é transexual) negros, “descolados” e com uma pegada bem atual.

A peça, que aparentemente não foi bem vista por Bolsonaro, resultou na exoneração do diretor de Comunicação e Marketing do banco, Delano Valentim, conforme noticiou o blog do jornalista Lauro JardimSegundo a Folha de S. Paulo, o banco confirmou a ligação do presidente para Rubem Novaes, presidente do BB, e que o executivo atendeu ao pedido de Bolsonaro. Oficialmente, Novaes disse que foi “uma decisão de consenso”, de acordo com o jornal.

Confira a peça publicitária:

O vídeo tomou as redes sociais, e boa parte dos internautas reagiu de forma negativa à decisão do presidente. E o veto terminou resultando em uma divulgação ainda maior da campanha, já que muita gente publicou o vídeo em seus perfis, como forma de protesto. O assunto chegou a liderar os trending topics no Twitter.

Veja alguns dos tweets com a repercussão negativa:

  • Henrique

    Está mais que certo. A propaganda é de um banco, tem que falar sobre banco, finanças etc, não sobre diversidade.

Deixe uma resposta Henrique
Cancelar reply