Boato sobre ‘Uber do Sexo’ circulou na internet (Foto: Reprodução/Alamy)

Sempre que uma notícia parecer duvidosa, desconfie. Cheque, recheque e, só por desencargo de consciência, cheque mais uma vez. Se todo mundo fizer isso, o número de fake news circulando por aí vai diminuir. Aí não teremos mais boatos como este, de que uma empresa holandesa vai trazer um “Uber de sexo” para o Brasil.

A tal notícia circula há semanas pela internet, mas até o momento, não há nenhuma confirmação de que se trata de um fato verídico. Inclusive, se você fizer uma busca rápida no Google, vai ver que nenhum grande (e confiável) portal banca a história. Portanto, é seguro afirmar que não passa de fake news.

Maquineta é coisa do passado, a moda agora é pegar carona pelado? (Foto: Reprodução)

Apesar disso, quem “conta o conto” realmente “aumenta um ponto”. O boato é cheio de detalhes, como a informação de que o app chegaria ao Brasil no ano que vem, e funcionaria com uma assinatura mensal, custando entre R$ 15 e R$ 20. O serviço permitiria a escolha de gênero, tanto de passageiros como de motoristas, e a “modalidade sexual” referente à viagem seria definida antes.

Uma coisa eu destaco: é fake news, beleza, mas alguém aí duvida que em breve isso pode se tornar realidade?

Atualmente não há comentários.