Veja o que mudou no New Fiesta 2018
Renault presenteia primeiro comprador do Kwid; Veja fotos do modelo

Lançado para ser o terceiro membro da família de SUVs da Honda, o WR-V chegou em abril e a cada mês vem crescendo nas vendas. Posicionado abaixo do líder HR-V, o WR-V quer conquistar o público que está na transição de um hatch para um SUV.

Recebemos o carro na versão EXL, topo de linha, para um teste de longa duração em Maceió. Durante sete dias experimentamos o WR-V em diferentes situações, inclusive em necessidades reais do dia-a-dia, como o transporte de uma máquina de lavar roupas. Contarei mais adiante.

 

Veja ao lado o nosso vídeo do teste drive exibido no Pajuçara Auto na TV Pajuçara, afiliada a Record TV em Alagoas

O Carro

Mesmo sendo baseado no Honda Fit, o WR-V é muito bem resolvido e não é apenas um outro carro em cima de uma mesma carroceria. O design externo do WR-V destaca a robustez do SUV.

A frente é elevada e design expressivo dos faróis com luzes de uso diurno (DRL) em LED. Já o design traseiro é forte, com as lanternas que se prolongam pela linha de cintura.

A posição alta de dirigir é explicada pela boa altura do solo e conjunto de roda/pneu com grande diâmetro, o entre-eixos também é mais largo.

Motorização

O WR-V é equipado com o motor 1.5 i-VTEC FlexOne, com controle eletrônico variável de sincronização e abertura de válvulas. Criada pela Honda, a tecnologia i-VTEC varia o tempo e a profundidade de abertura das válvulas para obter a máxima eficiência em diferentes regimes de rotação. A transmissão CVT possui conversor de torque, proporcionando uma resposta mais rápida e aceleração linear.

 

Espaço Interno / Equipamentos

Internamente o Honda WR-V também traz boas soluções. O design do painel é moderno e funcional. A central multimídia, disponível na versão EXL, é de sete polegadas e conta com GPS e até navegador de internet via hotspot. Você pode conectar ao celular ou a uma rede sem fio. Tem ainda conectividade completa via Bluetooth, cartão SD e duas entradas USB.

 

O espaço interno é outro diferencial, inclusive para quem vai no banco de trás. Aquela incômoda barra central não aparece e por isso não atrapalha os pés, além de facilitar o rebatimento dos bancos.

Em todas as versões a câmera de ré está presente, além do CD player, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD), exclusiva estrutura de deformação progressiva ACE e barras de proteção nas portas, garantindo a máxima proteção nas diversas situações de colisão.

O WR-V traz de série o sistema de bancos Ultra Seat que permite diversas configurações de assentos e a acomodação de objetos de grandes dimensões. O modo Utility, por exemplo, permite formar uma superfície plana, que amplia o espaço útil para acomodar bagagens, com mais de 1.000 litros, com os bancos rebatidos.

No dia-a-dia

Durante nosso período de testes pude utilizar o modelo para tarefas do dia-a-dia, como levar meus dois filhos a escola, ir ao trabalho e fazer feira no supermercado por exemplo. Mas a melhor maneira de mostrar a capacidade de carga do WR-V foi quando precisei levar uma máquina de lavar roupa que comprei para substituir uma antiga.

Bastou rebater o banco traseiro e ter uma espaço amplo e reto. Não tive dificuldades de colocar a máquina e ainda sobrou espaço. O WR-V passou no teste do espaço. Eu compraria.

Em Alagoas

Quem quiser fazer o teste também basta ir a Taiyo Honda, concessionária Honda em Alagoas. Mais informações pelo telefone 3215-2200