6 de fevereiro de 2016

Mais folia gastronômica, do Surburguer a buchada

SURburguer de filé ganhou uma fatia de queijo coalho grelhado com mel de engenho, e a batata frita ganhou a versão chip
SURburguer de 180 gramas é impossível resistir
De sexta para sábado  de carnaval, descobri que mais chefs e donos de Botecos estão dispostos a dar mais prazer ao feriado de momo em Alagoas. Entre as opções já citadas por mim, eu sugiro saborear o surburguer ou jantar no Sur, tomar o chope da Cevada Pura, se esbaldar na feijoada da Maria Gorda, ou brincar nos bares alternativos de Garça Torta. Sigam mais um roteiro de frevo de comilanças.
 180 gramas – O surburguer (hambúrguer artesanal), uma criação dos chefs Serginho Jucá e Felipe Lacet, vai ter todos os dias de carnaval, no Sur. Os mais queridos são os Brieburguer com queijo brie, burger de filé, alface, tomate, cebola caramelizada e o PrimadonnaBurguer, com os mesmo acompanhamentos. A diferença é o queijo holandês, primadonna. Os molhos são o catchup de goiaba picante e maionese surreal (base de leite, e sem ovos). Para abocanhar o surburguer, a dica dos chefs é apertar o sanduba com as mãos.
Arroz negro com camarão e anéis de lula com molho espanhol e creme de jerimum
Jantar de carnaval no SUR: Arroz negro com camarão e anéis de lula
Frango grelhado com queijo parmesão deixa saudades. Nota 10
Frango grelhado com queijo parmesão deixa saudades. Nota 10

 

Pasteis de carne e queijo é de pedir bis
Nalu, na praia da Jatiúca: pasteis de carne e queijo é de pedir bis
Receita da felicidade: chope da Cevada Pura e Pasteis de rabada, no Pier 39. Vamos?
Receita da felicidade: chope da Cevada Pura e Pasteis de rabada, no Pier 39
Na Buchada do Galego, o carneiro guisado também divide os corações dos clientes
Na Buchada do Galego, o carneiro guisado também divide os corações dos clientes

Variedade–  No cenário da gastronomia popular de Maceió, o Galego, dono de um dos lugares mais badalados: a Buchada do Galego. Além da buchada, lá tem de tudo: rabada, sarapatel, carneiro, mocotó, sururu, boi guisado, chambaril, porco guisado, carne de sol, galinha ao molho pardo, peito de frango, galinha guisada, peixe, língua, fígado, bisteca de porco, feijoada, lombo paulista ao molho de cerveja..  Telefone: 9978-9852

Garça Torta: festas alternativas no
Garça Torta: festas alternativas no Quintal do Osman e Milke
Jazz – Sem frevo e nem samba, mas até 9 de fevereiro – a partir das 16h lá no Quintal do Osman, na beira da linda praia da Garça Torta, tem jazz com os veteranos Ricardo Lopes, Felix Baigon e Carlos Bala. Não conheço o lugar, mas muitos amigos bacanas indicam e os meninos do jazz são bons. O evento é batizado de Let´s Jazz.
Bailinho Milk–  Uma opção ao ar livre e perto da praia, é o bailinho do barzinho Milk Beach Pub, na Garça Torta. O Milk oferece no domingo (7) uma tarde especial, voltada para adultos e crianças. O Bailinho Milk vai contar com dois Djs tocando marchinhas antigas de carnaval, a partir das 13h. O couvert custa R$ 5,00s. Endereço: Rua São Pedro, 194 – Garça Torta.
5 de fevereiro de 2016

Ficou em Maceió? Vamos comer, passear e beber

Pra família, o leitão a pururuca, tradição mineira no Divina Gula
Pra família, o leitão a pururuca, tradição mineira no Divina Gula

Carnaval bateu na porta de muita gente, uns de malas prontas para Recife, Salvador,  Rio de Janeiro, e tantos outros destinos. Mas para quem ficou em Maceió longe da folia, eu montei o roteiro comer, beber e passear, com as postagens publicadas no meu blog. Tem para todos os gostos, bolsos e sabores.

Beleza: praticar stand Up nos cânions do Rio São Francisco
Beleza: praticar stand Up nos cânions do Rio São Francisco

Cânions

Minha paixão é o Rio São Francisco, sua água doce é refrescante, principalmente no sertão alagoano. Então, a primeira dica é o passeio saindo de Maceió rumo a Delmiro Gouveia até o restaurante Castanho. Agora, tem que acordar cedo, às 4 da matina, para pegar ônibus de turismo às 5 horas com os primeiros raios do sol, e retorna ás 16:30, chegando em Maceió às 21h. É aventura mais válida da vida. O roteiro inclui o passeio de catamarã pelos cânions do Rio São Francisco e almoço no restaurante Castanho, o mais charmoso na Reserva da Caatinga. É amor a primeira vista pelo nosso mar doce, cercado por rochas imensas.

Restaurante Castanho na reserva preservada da caatinga em Delmiro Gouveia, o ponto de partida da felicidade
Restaurante Castanho na reserva preservada da caatinga em Delmiro Gouveia, o ponto de partida da felicidade

Inove Tur Viagens – Valor R$ 200,00 por pessoa, com transporte, almoço e passeio pelos cânions, até o Restaurante Castanho. Criança até 6 anos não paga. De 7 ao 10 anos, é R$ 100,00, cada. Telefone: 99677.9495

A beleza do mangue do rio do povoado de Lagoa do Pau, Coruripe
Trilha dos Sanambis: beleza do mangue do rio do povoado de Lagoa do Pau, Coruripe

Trilha dos Sanambis

No povoado Lagoa do Pau, na cidade de Coruripe, tem outras belezas intocadas, como a trilha dos Sanambis. O auge do passeio é navegar pelo Rio, passando pelo túnel de árvores do mangue, um verdadeiro emaranhado de raízes gigantes, com seus galhos construindo um telhado natural. E, de tão fechado, apenas alguns raios de sol conseguem dourar a água. A caminhada se estende pela terra para conhecer a fazenda de tilápia e pirarucu da região, e ainda tem os pastos com carneirinhos da raça dorper. Ideal para as crianças conhecer. Para comer, aposte na tilápia e na panela de polvo.

Polvo cozido verão petisco, o melhor prato da casa
Polvo cozido verão petisco, o melhor prato da casa

Enseada Praia – Lagoa do Pau, Coruripe, litoral sul de Alagoas. S/N – Telefone: 82 99991.1476/ 3273.9068

Alô Betânia

Lagostins direto da balança do peixe para a barraca da Betânia, chef da gastronomia dos mares
Lagostins direto da balança do peixe para a barraca da Betânia, chef da gastronomia dos mares

O carrinho fogão (uma versão popular food truck) da Betânia, funciona assim: a pessoa vai até a balança de peixe da Pajuçara, compra os frutos do mar  e os leva para a chef. Eu comprei camarão e peixes e os levei para Betânia preparar, fritos, na casca. Ela cobra R$ 15,00 para preparar um quilo do pescado. Mas também tem almoço. Ela oferece porções de feijão caseiro (feito com charque, maravilhoso), arroz e uma saladinha. E tem mais, a  nossa alagoana tem jangada para passear pelas piscinas naturais da Pajuçara.  Betânia – Praia da Pajuçara – Atrás da Balança do Peixe – Telefone: 99663.2155

Caipiroscas Divinas

Misturando frutas, ervas e até pimenta biquinho nas caipiroscas, ótima dica de carnaval
Misturando frutas, ervas e até pimenta biquinho nas caipiroscas, ótima dica de carnaval

O Divina Gula abre de sábado a quarta-feira de cinzas com roteiro de caipiroscas inovadoras, como a de morango, pitanga e pimenta biquinho, super refrescante. Um verdadeiro duelo: o morango corta o amargo da pitanga, ela por sua vez neutraliza doce do morango, e o leve picante da pimenta, divino. Pra comer indico o leitão pururuca (pele de porco pra lá de crocante), e só é bom quente. A tradição mineira com feijão tropeiro, farofa de ovo e banana, arroz e batata frita é para compartilhar com os amigos e família. Segundo o chef André Generoso, o leitão é marinado no vinho branco, ervas aromáticas, cebola, alho e vai para o forno durante seis horas. Depois é retirado, dividido em partes e retorna ao forno numa temperatura de 250 graus. Viva a tradição mineira!  Divina Gula – Av. Eng. Paulo Brandão Nogueira, 85 – Jatiúca, Telefone:(82) 3235-1016

Camarão do Anamá

Delicia do bobó de camarão do Camarão do Anamá
Delicia do bobó de camarão do Camarão do Anamá

Começar pelo pastel de bacalhau (farto) ou Bobô de camarão? Saborear os dois é a mais sábia decisão. Toda salada é sempre um bom primeiro passo, mas quando a gente olha para o pastel crocante… é impossível resistir! Assim é a rotina do restaurante Anamá, que nas festas de momo abre para almoço e jantar e reserva para a noite uma sopinha leve, ou o mini cuscuz que vira também ótima alternativa para quem não pode comer glúten. A massa de milho é molhadinha e tem com, ou sem recheio. Provei a de carne de sol com queijo manteiga, outro item importante da culinária alagoana. Se quiser com ovo, é só pedir.  Anamá – Av. Silvio Carlos Viana, 2501 – Ponta Verde –  Telefone: (82) 3305-4405

Galinha com cuscuz

Galinha guisada com cuscuz de massa puba, deixa saudades
Mestre Cuca: Galinha guisada com cuscuz de massa puba, deixa saudades

O Mestre Cuca é ótima opção rápida e saboroso para almoço ou café regional. Um dos pratos que mais apreciado é o feijão com arroz e bife acebolado, um clássico do Mestre Cuca, com evidência para o feijão à base de legumes e lingüiça. É um pecado, é de se pedir bis. O bife no sal é uma simplicidade que encanta nosso paladar. Mas siga o que o restaurante tem de bom. A galinha guisada é nota 10, com direito a graxa com pouquíssima gordura e pedaços de quiabos. Para acompanhar, o cuscuz de massa puba é nota 10. Mestre Cuca – Rua Deputado José Lages, telefone: 3317.1970

Pão Nosso

Pão francês grelhado na manteiga e queijo manteiga, ótima opção para jantar ou café da manhã
No Bodega do Sertão: Pão francês grelhado na manteiga e queijo manteiga

Amo de paixão o Bodega do Sertão. Lá tem uma coisa bem legal, um pequeno fogão de carvão para grelhar os pães franceses, seda ou de macaxeira. O carvão dá um gosto especial, muito diferente do feito na chapa, e para aguçar o paladar tem manteiga ou nata. E quando a gula fala mais alto, acrescento uma fatia de queijo manteiga assado. Benza Deus. No Bodega tem o fortificante natural “Cabeça de Galo”, dizem que levanta até defunto. A receita, leva ovos, farinha de mandioca e os cheiros verdes que dão tempero à iguaria nordestina.  Eu já provei, é saboroso, bem temperado e, realmente, dá muita sustança. Bodega do Sertão – Av. Dr. Júlio Marques Luz, 62 – Jatiúca.  Telefone: 3327-4446

Garça Torta

Lombo de panela receita de Cleia é o trem bão de Minas Gerais na praia da Garça Torta
Lombo de panela receita de Cleia é o trem bão de Minas Gerais na praia da Garça Torta

Comer bem é um dos motivos de curtir Divininha e Arri na Praia de Garça Torta. Adoro o Lombo de Panela, receita mineira de dona Terezinha (mãe da Cleia). Na receita, o porquinho vem com molho à base de creme de cebola, além do alho e pimenta.  A iguaria é servida com pão sírio, e tanto a carne e o molho são coisas pra se guardar do lado esquerdo do coração. É o trem “bão” da Garça Torta. Divininha e Arri Praia – Epaço Malibu – Garça Torta (litoral Norte de  Maceió)

Abará, acarajé cozida com camarão seco, vatapá e caruru, tradições da cozinha afro
Abará, acarajé cozida com camarão seco, vatapá e caruru, tradições da cozinha afro

Abará ou Acarajé?

Acarajé é o clássico do Akuaba, mas o Abará (acarajé cozido no vapor) é comida forte e saborosa. Para fazer a iguaria, a massa é temperada com camarão defumado, azeite de dendê e creme de cebola (natural, batido no liquidificador) e  um pouquinho de gengibre. Enrolado na bananeira, é cozido no vapor e vem escoltado por vatapá, caruru e camarão seco. E claro a pimenta, outra tradição da culinária afro. No candomblé, o Abará é comida-de-santo, oferecida a Yànsán, Obá e Ibeji.  Akuaba – R. Ferroviário Manoel Gonçalves Filho, 6 – Jatiúca. Telefone:(82) 3325-6199

4 de fevereiro de 2016

Jantar a dois, no carnaval

Risoto de frutos do mar criado pelo chef Thiago para o projeto Luna Praerô, na Barra de São Miguel
Risoto de frutos do mar criado pelo chef Thiago para o projeto Luna Praêro

Barra de São Miguel é um destino de sol e mar, mas no carnaval a cidade do litoral sul lota com gente bonita e bronzeada, que vai lá para brincar, encontrar os amigos, comer  e “cervejar”. Neste lugar das praias mais bonita de Alagoas, o chef Thiago Falcão Farias assina o cardápio do projeto Luna Praêro, com proposta de jantares românticos.  O projeto fica em cartaz na sexta-feira (5) e sábado (6), no Praêro.

Durante o dia o Praêro é restaurante e bar com petiscos de frutos do mar, bebidas e almoço. A novidade é a piscina para as crianças se esbaldarem e o redário para relaxar. Para compartilhar, tem o tradicional camarão e as caipiroscas de fruta, que fazem a festa em qualquer mesa.

Vejam as dicas do chef Thiago para o Luna Praêro

Acarajé sem feijão e com macaxeira com recheio de camarão
Acarajé sem feijão e com macaxeira com recheio de camarão

Sertão – Parece acarajé, mas não é. São bolinhos de macaxeira com queijo coalho e um toque de azeite de dendê com recheio de camarão. Chef Thiago batizou de “Acarajé Sertão Vira Mar”.

Risoto de carne de sol com nata, ótima pedida para jantar a dois
Risoto de carne de sol com nata, ótima pedida para jantar a dois

Nordeste – o risoto de carne do sol é bem legal, preparado com arroz arbóreo no caldo de legumes, carne do sol na nata, queijo coalho, tomate confit, macaxeira palha, pesto de manjericão e finalizado com manteiga de garrafa. Boa mistura para ser apreciada.

Massa crocante com queijos e molhado de tomate com molho pesto
Massa crocante com queijos e molhado de tomate com molho pesto de manjericão

Flor de cacto: é uma cestinha de massa fina e crocante, recheada com queijos derretidos de coalho e gouda , tomate confit e molho pesto de manjericão. Bom começo.

Salgadinho de carne de sol
Palitode carne de sol. Foto do chef Thiago

Carne do sol – A massa folhada, fina e delicada, é batizada de palito de carne do sol e requeijão, uma outra boa entrada para compartilhar a dois. Para brindar, tem Chandon, felicidades, paixões e até carnaval.

Mais dicas

Casquinha de siri bem elaborada
Casquinha de siri bem elaborada

Chef Thiago é proprietário do restaurante de comida regional Mestre Cuca e presta consultoria aos restaurantes. De suas criações no Praêro, a casquinha de siri merece atenção. A carne desfiada do molusco leva um pouco de leite de coco com temperos tradicionais e, no final, o queijo é maçaricado.

Pata de caranguejo, tradição alagoana
Pata de caranguejo, tradição alagoana

A pata de caranguejo apenas na água e sal, é sempre boa, mas para saborear esta tradição alagoana tem que consultar o garçom,  porque ela  é bem requisitada no bar.

Rota Praêro

Os donos do Praêro Alexandre e Patrícia Carnaúba,  reformaram a casa. A mudança atingiu toda a estrutura do estabelecimento, que ganhou piscina, novos gazebos, sofás e puffs.

Preço do projeto Luna Praêro: R$ 26,90 (prato do prato principal para uma pessoa) – Durante a noite é cobrado couver artístico R$ 5,00 (por pessoa).

Durante o dia o sistema é day use no valor de R$ 25,00 (por pessoa) – Aceita cartão

AV..Leonita Cavalcanti s/n, loteamento solemar, Barra de São Miguel, Alagoas.  Mais informações: 99955.2409

 

 

 

1 de fevereiro de 2016

Novidades na Maria Gorda

Galinha caipira com pirão, a boa novidade do restaurante Maria Gorda
Galinha caipira com pirão, a boa novidade do restaurante Maria Gorda

Fazia um tempão que eu não saboreava a feijoada da Maria Gorda, preparada com esmero pela alagoana e suas cozinheiras. Sua feijoada deixa saudades, porque tem banana da terra e batata doce, o agridoce necessário para comer no feijão com charque.

Eu sabia que o empreendimento familiar tinha passado por mudanças, mas felizmente não interferiu no tempero e, para minha grata surpresa, trouxe boas novidades, como a galinha caipira com pirão e a aceitação de cartões de crédito e débito para os pagamentos.

o novo gestor André e as fiéis cozinheiras, Josineide com 20 anos de casa, Célia com 17, e Alrelita com 19. Equipe da Maria Gorda, responsável pelo sabor e padrão do restaurante
O novo gestor André e as cozinheiras, Josineide com 20 anos de casa, Célia com 17, e Alrelita com 19. Equipe Maria Gorda, responsável pelo sabor e padrão do restaurante

Duas novidades que agradaram aos fiéis fregueses da Maria Gorda que, desde maio do ano passado, conta a gestão do sobrinho André Heliodoro Souza Pereira, que impulsionou o empreendimento de 20 anos no bairro do Tabuleiro.  Maria continua na cozinha, agora com suporte maior vindo do sobrinho, mais garçons e atendimento rápido.

O importante é que a tradição prossegue. A galinha caipira vem de Maribondo para ser cozida nos temperos de orégano, semente de coentro, cominho, alecrim e legumes. Chega à mesa com ovo cozido, pirão e arroz. Mas quem desejar, pode acrescentar feijão, maionese e macarrão. As porções são para  2,3 e 5 pessoas e são generosas.

Paixão

São 40 caldeirões (cada um de 60 litros) de feijoada por semana e são usados dois mil pés de mocotó/mês.
São 40 caldeirões (cada um de 60 litros) de feijoada por semana e são usados dois mil pés de mocotó/mês. Além dos legumes, a iguaria leva banana da terra e batata doce

A feijoada da Maria Gorda é a mesma gostosura. A preparação da iguaria começa a noite. Primeiro, ela cozinha o mocotó por três horas, em seguida, adiciona o charque e o feijão e no dia seguinte acrescentam-se os legumes, temperos e bacon, linguiça, mocotó de boi, bucho, tripa, batata doce, banana terra, couve em fios e feijão preto. São 40 caldeirões (cada um de 60 litros) por semana e são usados dois mil pés de  mocotó/mês.

Frango grelhado com queijo parmesão deixa saudades. Nota 10
Frango grelhado com queijo parmesão deixa saudades. Nota 10

O frango grelhado, polvilhado com queijo parmesão, é outra beldade da Maria Gorda. Bem crocante, a ave é temperada como manda a tradição do Nordeste, com alho, sal e cominho. O diferencial é o orégano. A ave é assada e depois ainda vai para a frigideira para ficar crocante, e vem acompanhada de arroz, feijão (caseiro, tropeiro ou de feijoada), arroz e o macarrão temperado no colorau, mas apenas para dar a cor.

Maria dos Santos Cavalcante, a dama da feijoada em Alagoas
Maria dos Santos Cavalcante, a famosa Maria Gorda, a dama da feijoada em Alagoas

Maria aprendeu sozinha a arte de cozinhar. “Casei cedo, com 16 anos, tive quatro filhos e precisei colocar a cabeça para funcionar. Primeiro fiz feijoada como encomenda, depois veio o restaurante”, conta Maria. Agora com a gestão do sobrinho André, tudo ficou mais saboroso e mantida a tradição, mas vale lembrar que o lugar é simples, não tem ar condicionado, só ventilador, mas a comida é decente e o preço muito legal.

12655979_946274308781518_2066862449_o

Rota Feijoada da Maria Gorda

Galinha caipira com pirão para 3 pessoas – R$ 60,00

Feijoada  a partir de R$ 20,00 (para uma pessoa, mas come bem duas)

Funciona todos os dias, das 11 até as 16h – Aceita cartão

Travessa Edgar Barros Monteiro, 120 – Santos Dumond – Telefone: 3354.1649

Como chegar: Na Avenida Lourival de Melo Mota (BR-104), sentido Ufal-Centro, entra na primeira rua à direita após a passarela da universidade .

 

 

 

 

 

 

29 de janeiro de 2016

Do mar ao mangue, com sabor

Restaurante e receptivo Enseada dos Caetés é especializado em frutos do mar, na praia da Lagoa do Pau, Coruripe
Restaurante e receptivo Enseada dos Caetés é especializado em frutos do mar, na praia da Lagoa do Pau, Coruripe, litoral Sul de Alagoas

Lagoa do Pau, povoado de Coruripe, até há pouco tempo era privilégio dos alagoanos. Sua praia serena, por si só, é convite para curtir dias de sol, mas esta cidade do litoral sul de Alagoas tem outras belezas intocadas, como a trilha dos Sanambis.

O auge do passeio é navegar pelo Rio, passando pelo túnel de árvores do mangue, um verdadeiro emaranhado de raízes gigantes, com seus galhos construindo um telhado natural. E, de tão fechado, apenas alguns raios de sol conseguem dourar a água. Para se admirar, ainda tem um exuberante espelho ‘d´gua’ e o chão de folhas.

A beleza do mangue do rio do povoado de Lagoa do Pau, Coruripe
A beleza do mangue do rio do povoado de Lagoa do Pau, Coruripe

A trilha de barco é uma das opções do restaurante e receptivo turístico, Enseada dos Caetés, entre o mar e o mangue.

O mangue naturalmente cria um túnel para passear de barco para admirar a beleza
O mangue naturalmente cria um túnel para passear de barco para admirar a beleza

A cozinha do lugar, sob a batuta do chef Cícero Harri, é especializada em frutos do mar. De lá, sobressai o polvo no leite de coco, cozido nos legumes, peixe tilápia e o camarão empanado na farinha panko de pão japonês, acompanhado com três tipos de molho de frutas.

Polvo cozido verão petisco, o melhor prato da casa
Polvo cozido (porção individual), o melhor prato da casa

No restaurante, decorado com indumentárias indígenas, tem um painel do artista plástico Persivaldo Figueiroa, sobre o episódio de Dom Pero Fernandes Sardinha, onde historiadores defendem que foi o local onde o bispo teria sido devorado por índios caetés no ano de 1556.

Bom, verdade ou lenda, o povoado de Lagoa do Pau agora tem um respectivo para os turistas conhecer mais um éden alagoano. Então, vamos destrinchar o novo empreendimento.

Painel do artista plástico Persival Figueroa sobre a história sobre o bispo Sardinha
Painel do artista plástico Persivaldo Figueiroa sobre a história sobre o bispo Sardinha

Gostei

Camarões e os molhos de frutas para descobrir os sabores
Camarões e os molhos de frutas para descobrir os sabores

Adivinhe a fruta – Tem camarões na versão empanados na farinha panko, ou na tempurá (prato clássico da culinária japonesa), onde o crustáceo é envolvido numa massa. Textura do camarão macia, mas a novidade são os molhos chutney (condimento de origem indiano), agridoce e picante. Um dos molhos tradicionais é o de manga, mas coube ao pai dos proprietários Fernando Chaves e Henrique Beltrão, o médico Chicão, que gosta de cozinhar, bolar a ideia de fazer os molhos das frutas tamarinho, jenipapo, cajá, uva, banana, abacaxi, maça…

E se adivinhar os sabores do molho indiano, o cliente ganha o petisco de graça. Um jogo difícil, principalmente quando se junta duas ou três frutas misturadas com pimenta. Apenas a mais forte dá o tom. Mas é divertido, e os molhos agregam sabor aos camarões e tilápia.

Caipiroscas de fruta
Caipiroscas de fruta

Mais frutas – As caipiroscas de frutas são boas e, no verão, melhor ainda. Na praia de cadeiras e sombrinhas, combinação perfeita para bebericar.

Os barquinhos prontos para navegar pelo manguezal
Os barquinhos prontos para navegar pelo manguezal

Passeio – A trilha pelo manguezal é bem legal, mas leve chapéu ou até mesmo sombrinha, porque até chegar ao túnel natural do mangue, é muito sol. Depois, é só fotografar a obra da natureza. Mas a trilha se estende pela terra para conhecer a fazenda de tilápia e pirarucu da região, e ainda tem os pastos com carneirinhos da raça dorper. Nem precisa escrever, as crianças amam apreciar a vida rural.

Trio de doces: pé de moloque, bolo de rolo e bolo Souza Leão
Trio de doces: pé de moloque, bolo de rolo e bolo Souza Leão

Bem, o restaurante é receptivo, mas é aberto ao público e com boa opção de comida.

Enseada dos Caetés

Praia Lagoa do Pau, cidade de Coruripe
Praia Lagoa do Pau, cidade de Coruripe

Preços: a partir de R$ 19,90 petisco e prato de frutos do mar a partir de R$ 76,90 (pra duas pessoas) – Aceita cartão

De teça a domingo, das 8 até 16h. Fecha nas segundas-feiras

Passeio da trilha do Sanambis – R$ 40,00 (por pessoa)

Praia Lagoa do Pau, Coruripe, litoral sul de Alagoas. S/N

Telefone: 82 99991.1476/ 3273.9068

O restaurante e receptivo turístico Enseada dos Caétes
O restaurante e receptivo turístico Enseada dos Caétes
27 de janeiro de 2016

Picadinho, do chef

Picadinho do chef Thiago Brandão para Comedoria Gourmet por R$20,00
Picadinho do chef Thiago Brandão no Comedoria Gourmet por R$20,00

Em Brasília, os amigos do chef Thiago Brandão são sempre acolhidos no Ap.44, como ele identifica a sua residência no Instagram, com comidinhas especiais. Quando está de férias, seu destino é Alagoas, sua terra amada, mas mesmo no bem bom da praia, sol e família, ele não fica longe das panelas.  Assim, criou receitas para o restaurante Comedoria Gourmet, a exemplo de uma nova leitura do prato paulista picadinho de carne.

Na nova leitura, a carne é reduzida no vinho do Vale São Francisco (o sabor fica mais forte) e vem escoltada pela farofa Panko (farinha de pão japonês), que deixa ela bem crocante, arroz, ovo cozido com a gema mole mas, quem não gosta, pode mudar para o ovo estrelado. E a boa novidade é a banana caramelada, em vez da milanesa. Pois, o Picadinho é uma das novidades do cardápio executivo no valor de R$ 20,00, e com direito a uma entrada. Então vamos lá conferir.

Gostei

Queijo coalho de Major Isidoro com tomates a moda italiana
Queijo coalho de Major Izidoro com tomates a moda italiana

Os cubos de queijo coalho, de Major Izidoro, receberam uma leve camada da farinha panko para ficar mais crocante. A dupla de queijo vem coroada com minis tomates no azeite. Detalhe, o risco de mel de engenho com pimenta. Muito bom.

Pirão do queijo coalho com carne do sol na manteiga de garrafa e cachaça
Pirão do queijo coalho com carne do sol na manteiga de garrafa e cachaça

A cachaça e manteiga de garrafa misturadas ao sumo da carne de sol, faz toda a diferença no prato executivo que vem com pirão de queijo coalho, arroz de jerimum e fatias de carne de sol, a mesma carne do antigo restaurante Carne do Sol do Picui. Bem macia, e o sal na medida.

Risoto de camarão e polvo servido no coco
Risoto de camarão e polvo servido no coco

O risoto de camarão e polvo, não é prato executivo, é uma receita da casa, preparada pela cozinheira, que o chef Thiago Brandão incrementou, mas ele próprio faz questão de dar todo o mérito à Keia Comed, comandante da cozinha.

Chef Thiago Brandão gosta de cozinhar desde menino. De férias em Maceió, sua terra natal criou um menu para o Comedoria Gourmet
Chef Thiago Brandão gosta de cozinhar desde menino. De férias em Maceió, sua terra natal criou um menu para o Comedoria Gourmet

Thiago Brandão é coordenador e professor dos Cursos Técnicos do IEBS (Instituto de Educação Superior de Brasília) e, como costuma dizer, gosta de cozinha desde menino. Segundo ele, aos 4 anos fez a sua primeira pizza. Thiago é fã de cuscuz e da culinária nordestina, não tem restaurante,  faz consultoria e, nas horas vagas, cozinha para os amigos no AP.44.

Rota

Prato executivo  de terça a sábado- Uma entrada e mais um prato principal (picadinho ou carne de sol no pirão coalho). Preço R$ 20,00 por pessoa

Endereço: Avenida Almirante Álvaro Calheiros, 110 – Jatiúca (depois do Akuaba) – Telefone: 3313-0697

Aceita cartão

 

25 de janeiro de 2016

Jonatas: chef dos Mares e Lagoas

Jonatas, ele literalmente está nos céus com sua cozinha criativa, cotado com um dos chefs mais promissores do Brasil pelo chef francês Laurent Suaudeau. E tem mais, o destaque dado a ele por Suaudeau foi publicado no jornal Valor Econômico.
Jonatas, literalmente está nos céus com sua cozinha criativa, cotado com um dos chefs mais promissores do Brasil pelo chef francês Laurent Suaudeau.

Maria Aparecida Queiroz da Silva não é famosa, mas do seu quintal, na Lagoa Manguaba em Marechal Deodoro, sai uma das riquezas culinárias para a cozinha dos restaurantes da família Moreira (leia-se Akuaba e Espaço Vera Moreira), usadas em várias receitas por Vera Moreira e seu filho Jonatas, a exemplo do filé de siri, preparado com queijo coalho, ingredientes da lagoa e do campo unidos pelo sabor.

E por falar em Jonatas, ele literalmente está nos céus com sua cozinha criativa, cotado com um dos chefs mais promissores do Brasil pelo chef francês Laurent Suaudeau. E tem mais, o destaque dado a ele por Suaudeau foi publicado no jornal Valor Econômico.

Risoto no caldo de peixe uma bela posta de serigado com ervas
Risoto no caldo de peixe uma bela posta de serigado com ervas

Não digo que foi muito chão, mas foi muito mares, lagoas e terra para inspirar o chef Jonatas Moreira a conquistar uma indicação como essa. Ele faz por merecer. Formado pelo Instituto Paul Bocuse, na França, trouxe nas malas a técnica, os conhecimentos e experiências, mas fugiu do clássico e apostou nos ingredientes alagoanos, em especial os vindos dos mares e lagoas.

Também construiu uma relação fraterna com seus fornecedores, como Maria Aparecida, que há mais de 14 anos fornece o filé de siri para a cozinha dos Moreira. Eu tive o privilégio de ser apresentada à catadora pelo chef. Na casa modesta de Maria, ela preparou o siri, camarão e ainda o peixinho manjuba (seco ao sol no sal) com farinha, tudo simples e bom.

Filé de siri da fornecora Maria vira uma delicioso casamento do queijo coalho, um clássico do Akuaba
Filé de siri vira uma delicioso casamento do queijo coalho, um clássico do Akuaba

Dessa simplicidade, entre chef e fornecedor, é o principio da cozinha do Jonatas da gastronomia de vanguarda, criativa e alagoana, com modernas técnicas e sabores surpreendentes.

Para desvendar os sabores da cozinha do Jonatas, minha dica é o menu do chef de terça a sexta-feira, no Espaço Vera Moreira, das 12 até às 15. São pratos inesquecíveis, como a rabada desfiada sem gordura, servida com pirão. E digo que é a melhor rabada de Alagoas. O polvo é um dos ingredientes queridos do chef.

Chef Jonatas Moreira no quintal da Maria na Lagoa Manguaba, Marechal Deodoro
Chef Jonatas Moreira no quintal da Maria na Lagoa Manguaba, Marechal Deodoro

Minhas paixões

Atum temperado com azeite de mostarda é uma das entradas de sucesso do almoço executivo sob a batuta de Jonatas Moreira
Atum temperado com azeite de mostarda é uma das entradas de sucesso do almoço executivo sob a batuta de Jonatas Moreira

Atum cortado em cubos, é marinado no shoyo e, para aguçar mais o sabor, ganha o molho de azeite de folhas de mostarda.  Simplesmente soberbo ao olhar e ao paladar.  Mas, para a receita ficar perfeita, o fruto do mar tem que ser colhido no dia, fresquinho… Este zelo é a marca registrada da nova cozinha alagoana ao presentear os comensais com ingredientes de qualidade e com sabores inovadores.

Filé serigado: surpreendendo o nosso paladar com a criatividade do chef Jonatas
Filé serigado: surpreendendo o nosso paladar com a criatividade do chef Jonatas

O filé serigado, peixe nobre dos mares, não precisa muito, apenas sal, e um pouco de óleo ou azeite para fritar, mas coube ao nosso chef Jonatas Moreira incrementar o peixe com ingredientes inusitados, a exemplo do arroz sete grãos, mel, molho shoyo, e até a cenoura (em mini pedaços) entrou na história. Uma mistura e tanto, surpreendendo o nosso paladar.

o chef Jonatas Moreira, apostou na dupla de lagostins e polvo com purê de grão de bico. Os frutos do mar de carne macia, e o grão de bico na versão de purê ficou bem legal. E para coroar, a dupla dos mares alagoanos recebeu o molho reduzido do próprio lagostim.
Lagostins e polvo com purê de grão de bico.

Dupla de lagostins e polvo com purê de grão de bico. Os frutos do mar de carne macia, e o grão de bico na versão de purê ficou bem legal. E para coroar, a dupla dos mares alagoanos recebeu o molho reduzido do próprio lagostim.

Pão produzido na cozinha Espaço Vera Moreira com atum e maionese mostarda djon. O pão fica umedecido no azeite. Pra repetir
Pão produzido na cozinha Espaço Vera Moreira com atum e maionese mostarda djon. O pão fica umedecido no azeite. Pra repetir

Rota Espaço Gourmet Vera Moreira 

Menu do chef – valor R$ 50,00 (entrada, prato principal e sobremesa) por pessoa

De terça a sexta-feira – Aceita cartão

Endereço: Rua Ferroviário Manoel Gonçalves Filho, 6- Jatiúca – Telefone: 82- 3325 6199 | 3355 8005

 

22 de janeiro de 2016

Hoje não tem comida, tem seresta

Seresteiros da Pitaguinha tradição da prévia carnavalesca em Maceió
Seresteiros da Pitaguinha tradição da prévia carnavalesca em Maceió

Nesta sexta-feira não vou falar de comida, um dia de folga pra cair no frevo

Maceió não tem carnaval, todo mundo foge para o Sul, Norte, Sertão, Recife, Salvador, Rio do Janeiro… Porém, é antes da festa de momo que acontece a melhor prévia carnavalesca da cidade, com os blocos de ruas e bailes.

“Ó abre alas/Que eu quero passar”

Baile de Máscaras dos Seresteiros da Pitanguinha homenageia a historiadora e museóloga Carmen Dantas, uma das baluartes da cultura alagoana
Baile de Máscaras dos Seresteiros da Pitanguinha homenageia a historiadora e museóloga Carmen Dantas, uma das baluartes da cultura alagoana

Logo mais, às 23 horas, no Centro Cultural de Exposições Ruth Cardoso (Centro de Convenções de Maceió), será a vez da tradição das marchinhas de carnaval, de samba e de frevo nas vozes dos Seresteiros da Pitanguinha, colocar seu bloco de Pierrôs, Colombinas, Palhaços, Carmen Miranda, Mulher Maravilha, ou qualquer fantasia, para brincar a festa mais brasileira de todas.

Este ano o XIII Baile de Máscaras dos Seresteiros da Pitanguinha homenageia a historiadora e museóloga Carmen Dantas, uma das baluartes da cultura alagoana, nascida na cidade de Penedo, cidade dos anjos, do Rio São Francisco, das ladeiras, das igrejas e dos casarios, o que, certamente,  explicam a paixão de Dantas pela história alagoana.

Sorriso da Carmen é alegria contagiante do carnaval
Sorriso da Carmen é alegria contagiante do carnaval

Carmen Dantas é uma navegante que não conta a idade, deixa a vida levar e, de alma carnavalesca, vai contagiar o Baile Seresta da Pitaguinha que, para alegria dos fãs, traz de volta o Maestro Spok e Orquestra Recife. É frevo.

“Ó abre alas/Que eu quero passar”

Rota Baile Seresta da Pitaguinha

De Penedo a Pitanguinha, ninguém segura a Filhinha

Homenageada: Cármen Lúcia Dantas

Abertura da casa: 22h

Atrações: Seresteiros da Pitanguinha

Maestro Spok e Orquestra Recife

Ingressos

Individuais: R$ 50,00 (meia-entrada) e R$ 100,00 (inteira)

Mesas: R$ 500,00 (para 4 pessoas, valor a depender da localização)

Pontos de venda: Casa das Tintas – Farol – Av. Fernandes Lima, 2229 – Ponta Verde – Av. Dep. José Lages, 897 -Loja Alethia Maceió Shopping – térreo eParque Shopping – 1º andar

Mais informações:: 82 3235-5301 / 99928-8675 / info@suechamusca.com.br / @suechamuscaoficial

Crie a sua fantasia e caia na folia meu bem
Crie a sua fantasia e caia na folia meu bem

Tendências do Frevo

A estampa criada por Carol Vasconcelos tem o colorido do carnaval e a imagem de Carmen Dantas, uma diva pop, e  frutas tropicais. Criada especialmente para o baile Baile de Máscaras dos Seresteiros da Pitanguinha
A estampa criada por Carol Vasconcelos tem o colorido do carnaval e a imagem de Carmen Dantas, uma diva pop, e  frutas tropicais. Criada especialmente para o baile Baile de Máscaras dos Seresteiros da Pitanguinha
As tiaras tropicais de Marta Emília estão fazendo a cabeça da mulherada. São coloridas, com frutas, legumes, pássaros, bolinhas de natal... Ela aceita encomenda, afinal, tem Jaraguá Folia e carnaval
As tiaras tropicais de Marta Emília estão fazendo a cabeça da mulherada. São coloridas, com frutas, legumes, pássaros, bolinhas de natal… Ela aceita encomenda, afinal, tem Jaraguá Folia e carnaval. Telefone 99341.1330
Sexta-feira, 29, no Museu Theo Brandão tem a concentração do Bloco Filhinhos da Mamãe. Para ajudar a tradição do bloco irreverente, tem a camisa com desenho criado pelo artista plástico Agélio Novaes
Sexta-feira, 29, no Museu Theo Brandão tem a concentração do Bloco Filhinhos da Mamãe. Para ajudar a tradição do bloco irreverente, tem a camisa com desenho criado pelo artista plástico Agélio Novaes
Sábado, desfila o nosso Pinto, o encantador de multidões na orla da Pajuçara, o bloco de todos alagoanos, com frevo no coração
Sábado, desfila o nosso Pinto, o encantador de multidões na orla da Pajuçara, o bloco de todos alagoanos, com frevo no coração
No Escurinho do Cinema, bloco criativo do Jaraguá Folia
No Escurinho do Cinema, bloco criativo do Jaraguá Folia

Registro

No último sábado, 16, aconteceu no Jaraguá Tênis Clube o Baile Vermelho e Preto, sob a batuta de Wedja Miranda com a banda do maestro Almir Medeiros, e Wilma Araújo. A folia raiou o dia com comidinhas bem legais, pasteizinhos, caldinhos. Para o ano que vem, tem mais vermelho e Preto.

Domingo, 17, foi o bloco Vulcão e o samba de Ibgnon Rocha debaixo de sol, numa verdadeira chuva de suor e muito samba no pé, na orla de Maceió.

Quem será o mascarado?
Quem será o mascarado?

E tem muito mais blocos e bailes

20 de janeiro de 2016

Franguinhos com arroz

Pedaços da coxa e sobrecoxa de frango com ervas e arroz incrementado com legumes
Pedaços da coxa e sobrecoxa de frango com ervas e arroz incrementado com legumes

Para inicio de conversa, o frango no balde é uma franquia, dizem que é comida típica dos americanos, mas a minha resenha de hoje eu dedico aos pedacinhos da ave crocante, que conheci no bairro da Serraria, e que não é franquia e muito menos americana. O frango é inspirado numa receita lá de João Pessoa (PB), e coube à consultora Simone Muniz elaborar o cardápio com algumas novidades< a que mais gostei é o frango com ervas.

O frango (pedaços da coxa e sobrecoxa) Crokant Ervas fica 24 horas marinado com alecrim, cebolinha verde bem fininha e salsa. Depois, é frito em alta temperatura. Para acompanhar, indico o Arroz Crokant Sabor, colorido com mini pedaços de legumes.

Para dois: Frango no balde, batata frita e macarrão ao molho de tomate
Para dois: Frango no balde, batata frita e macarrão ao molho de tomate

O empreendimento foi  batizado de “Comedoria Crokant Sabor”, do casal Érica Cristina e Elvio Oliveira, ela  engenheira de produção e ele engenheiro químico. Eles resolveram investir nos sabores. Além da consultoria da Simone Muniz, também buscaram ajuda do Sebrae com cursos de planejamento de negócios. No começo, apenas com serviço de delivery, agora está aberto ao público para almoçar, jantar, ou simplesmente petiscar o frango no balde, de 750 gramas.

Gostei:

Coração de frango do balde, ótimo para compartilhar com os amigos
Coração de frango do balde, ótimo para compartilhar com os amigos
Macaxeira frita, crocante por fora e macia por dentro
Macaxeira frita, crocante por fora e macia por dentro
O macarrão, seja com bacon ou molho de tomate caseiro, para escoltar os franguinhos.
Macarrão, seja com bacon e alho ou molho de tomate caseiro, para escoltar os franguinhos.

 

Rota Comedoria Crokante Sabor

Preço: frango no balde R$ 20,00 (pra duas pessoas) – Arroz Crokant Sabor – $ 4,00 (porção pra dois)

Aceita cartão

Funciona de terça das 11 ás 15h, de quarta a domingo das 11 ate ás 23h

Endereço: Rua Lourival de Aguiar Pessoa, 115 – Serraria – Maceió telefone: (82) 3185.4454

18 de janeiro de 2016

Trio danado de bom

Pirão do cozido do restaurante Fusion, no Santo Eduardo
Pirão do cozido do restaurante Fusion Grill, no Santo Eduardo
Existe coisa melhor do que pirão? Bem feito, então… Virgem Maria, é uma benção ao paladar. O caldo deve ser bem temperado e com sabor de carnes, aves ou peixe. Depois, é só adicionar a farinha da mandioca e ter cuidado para não embolar. Quando chega à mesa, quentinho, eu até dispenso o arroz, mas gosto de colocar os legumes cozidos na carne, charque e linguiça, junto com o pirão.
Tive o prazer de saborear o cozido em uma segunda-feira, no restaurante Fusion Grill, do chef Fernando Costa, que começou em 2013 com carnes grelhadas, destaque para as costelinhas de porco. Mas desde o ano passado que ele inovou trazendo a gastronomia brasileira à prioridade do cardápio. Além do cozido na segunda, galinha com pirão na quarta-feira e feijoada na sexta-feira, em porções individuais e muito bem servidas.
De outro ângulo: as carnes são macias e uma porção bem generosa
De outro ângulo: as carnes são macias e uma porção bem generosa
No cozido do Fusion, chef Fernando segue a tradição, com a diferença que bate no liquidificador a cebola, pimentão, tomate, alho e coentro, depois que refoga nesses ingredientes o chambaril e o acém. O resultado é o pirão perfeito e as carnes macias. Quem não come muito, pode pedir uma porção para dois.
Pirão de galinha caipira
Pirão de galinha de capoeira
Quarta-feira é dia de galinha capoeira com pirão. A carne da ave é mais tenra e o tempero é melhor absorvido. Ela é temperada de forma tradicional com tomate, cebola, pimentão e, depois de cozido, o caldo vira o saboroso pirão.
Tradicional feijoada com caldo do feijão bem encorpado. nota 10
Tradicional feijoada com caldo do feijão bem encorpado. nota 10
A tradicional feijoada é nas sextas-feiras. A iguaria vem com linguiça de porco, charque (dianteiro), acém, orelha e pé de porco (todas bem macias) no feijão preto com caldo bem grosso. Para acompanhar, arroz, farofa, couve e laranja. Não tem torresmo. Adorei, porque aprecio o caldo do feijão bem encorpado. A porção é ideal para uma pessoa, se for em três, duas dá bem.
O abacaxi vem com mel de engenho e canela. Perfeito
O abacaxi vem com mel de engenho e canela. Perfeito
 Todo dia – Para a sobremesa, rodela de abacaxi (bem generosa) com mel de engenho e canela, é o meu doce predileto.

 

Rota Fusion Grill

Cozido, galinha de capoeira e feijoada – R$ 23,90 (Prato individual)

Funcionamento: de segunda a quinta, das 11h às 15h. De sexta a domingo, das 11h às 16h.  Aceita cartões

Avenida Capitão Marinho Falcão, 1112, Santo Eduardo (a principal do bairro; a mesma da Victor Artes). Telefones: 3024-3005/8845-0344