Aumento da procura por crédito aquece setor imobiliário – Habite-se

Após o fim do processo eleitoral no País, em novembro do ano passado, construtoras e imobiliárias que estavam passando  por uma difícil crise econômica começaram a ser requisitadas. A retomada do crédito com recursos da poupança e o aumento expressivo de lançamentos mais caros em 2018 apontam para um retorno das classes médias ao mercado.

Créditos: tripadvisor

Só o financiamento imobiliário no banco subiu 5,8% em 2018. Para este ano, a Abecip (associação das entidades de crédito imobiliário) apontou mais um crescimento de 20% do SBPE, a R$ 69 bilhões. A estimativa pode oscilar, a depender das reformas que serão aprovadas, especialmente a reforma da Previdência, considerada pelo mercado financeiro passo fundamental para um ajuste fiscal do país.

Outro fator que influenciou essa mudança foi a perspectiva de que as contas públicas entrem nos eixos, o que vai ajudar a derrubar os juros de longo prazo, medida importante para a composição das taxas imobiliárias nos bancos.

O grande impulso veio do salto de 33% nos valores financiados com recursos da poupança, o SBPE(Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), para R$ 57,4 bilhões.

Os dados da associação consideram crédito para a compra de imóveis prontos. Mas o crescimento expressivo de lançamentos voltados para a média e a alta rendas indica que incorporadores já antecipam alta da demanda também nos estandes de vendas, ou seja, uma boa notícia.

 

Fonte: Bruno Tenório Broker

Atualmente não há comentários.