8 motivos para você fazer uma previdência privada – É da Sua Conta

Tem muita gente que acha que é preciso desembolsar grandes quantias para fazer uma previdência privada, mas saiba que dá pra começar a poupar para uma futura aposentadoria com apenas 50 reais por mês. Isso mesmo! Tudo vai depender da sua idade (que você tem hoje) e o dos seus planos para quando decidir parar de trabalhar.

Além disso, a previdência privada não serve apenas para a aposentadoria, pois pode ser vista como um investimento a longo prazo. Vou colocar aqui alguns benefícios e razões pra você fazer a sua:

  1. Qualidade de vida na velhice. A Previdência privada pode ser um complemento da previdência pública (INSS) para que você não dependa apenas do governo para se sustentar e manter o seu padrão de vida quando se aposentar.
  2. Você escolhe o valor da contribuição mensal. Quando se é mais velho, normalmente a contribuição precisa ser maior, por isso, quanto antes você começar, melhor! Você também define o prazo do contrato e quando quer começar a receber o valor. Vale lembrar que o valor do resgate e dos futuros rendimentos será proporcional ao valor investido. Assim, quanto maior o investimento hoje, mais rendimentos você terá no futuro.
  3. Poupança forçada. Muita gente tem dificuldade para guardar dinheiro e a previdência é uma forma de você se planejar e manter a regularidade dos depósitos. A maioria das operadoras oferece a opção de débito automático, o que facilita muito e ainda evita que você gaste o dinheiro com outras coisas.
  4. Previdência privada não entra no inventário. Em caso de morte do titular, o dinheiro acumulado costuma ser liberado mais forma mais rápida para os beneficiários.
  5. Benefício fiscal: No modelo PGBL (Plano Gerador de Benefícios Livres), você pode abater até 12% da sua renda bruta tributável anual no Imposto de Renda. Mas só vale pra quem declara pelo formulário completo.
  6. Menos tributos. O investidor só será tributado (ter desconto do Imposto de Renda) quando houver resgate do dinheiro aplicado.
  7. Rentabilidade maior que a poupança. Se comparada com a poupança, a grande vantagem da previdência privada é o rendimento. Os planos de previdência vão gerar rendimentos diferentes dependendo dos fundos em que serão investidos, mas, quase sempre, possuem rendimentos muito superiores aos da poupança.
  8. Facilidades com a portabilidade. Você pode transferir o seu dinheiro entre diferentes fundos sem ter que realizar um “resgate” desse dinheiro.

Eu fiz a minha previdência privada há 15 anos num valor pequeno, mas todo final de ano uso o dinheiro do décimo terceiro para fazer um aporte (depósito extra). Me programei pra isso. É uma estratégia para aumentar os rendimentos futuros, mas isso vai depender do propósito de cada um. Independentemente do valor, o importante é ter um reserva para a velhice, afinal ninguém saber como vão ficar as regras para a aposentadoria após a Reforma da Previdência.

No próximo post, vou falar sobre as diferenças entre os modelos de previdência privada VGBL e PGBL. Acompanhe!

 

 

 

Atualmente não há comentários.