Perdeu o ticket de estacionamento? Saiba seus direitos
Novas regras para cancelamento de plano de saúde

pizza-meio-a-meioQuando você pede uma pizza meio a meio (de dois sabores), é comum a pizzaria dizer que cobra o preço cheio do sabor mais caro. Isso é correto?

Essa tem sido a dúvida de muitos brasileiros após o Procon de Fortaleza iniciar uma operação para proibir a cobrança de pizza de dois sabores com o preço da mais cara em pizzarias da capital cearense no último dia 7 de dezembro, por considerar essa prática abusiva e injusta. Segundo o órgão, se cada sabor tem um preço diferente, a cobrança deve ser feita proporcionalmente. A entidade defende que a comercialização da pizza toda pelo preço do sabor mais caro é “excessiva” já que o cliente só consome metade do produto pelo valor que pagou.

Vale para outros lugares além de Fortaleza?

Não necessariamente. Como não existe uma lei específica sobre situações desse tipo no país, vale a interpretação do Código de Defesa do Consumidor. O Procon de cada cidade ou Estado pode ter um entendimento diferente sobre isso.

Aqui em Alagoas, a orientação é a mesma do Procon de Fortaleza. O estabelecimento deverá cobrar do consumidor aquilo que foi consumido. No caso de uma pizza com dois sabores, soma-se o valor das duas pizzas e divide por dois. Ex: em uma pizza metade Calabresa e metade Mussarela, onde as duas custam respectivamente R$ 30,00 e R$ 45,00, soma-se 30 + 45 e divide por 2, e a pizza custaria
R$ 37,50.