Atenção à matrícula e reajuste escolar
Vale a pena antecipar o 13º salário?

black-fridayNo próximo dia 27 de novembro, acontece a edição 2015 da Black Friday, onde sites e lojas prometem produtos com grandes descontos. Mas, o que muitos consumidores não sabem é que as compras realizadas durante  esse período seguem as regras do Código de Defesa do Consumidor. Isso significa que as ofertas anunciadas precisam ser cumpridas e, se não forem, o consumidor pode reclamar.

Nas compras feitas fora do estabelecimento comercial , o prazo para desistência é de até sete dias e sem necessidade de justificar sua decisão. No caso das lojas físicas, se produto apresentar algum problema, a loja ou fabricante deve reparar a falha em até 30 dias, caso o conserto não ocorra nesse prazo, o consumidor poderá escolher entre três opções: exigir sua troca por outro produto em perfeitas condições de uso; a devolução integral da quantia paga, devidamente atualizada ou; o abatimento proporcional do preço, a troca do produto sem defeito só será feita se a loja permitir.

É comum que os sites e lojas aproveitem esse momento de ansiedade dos consumidores para “maquiar” os preços dos produtos, elevando o preço dos itens pouco antes do período das liquidações ou anunciando como promocionais, produtos com preços semelhantes aos verificados antes do período dos descontos. Tal prática caracteriza-se como publicidade enganosa e o estabelecimento que a adotar pode ser penalizado.

Para não cair nessas falsas promoções, é importante que o consumidor faça uma lista do que pretende comprar e pesquise os preços em estabelecimentos diferentes, com pelo menos duas semanas de antecedência, se possível.

O consumidor que se sentir lesado em compras realizadas durante o período da Black Friday pode e deve efetuar uma reclamação ao Procon, ou propor diretamente uma ação nos Juizados Especiais Cíveis.

  • Roberto Fridman

    Rodrigo, você que é um homem bem informado, sabe quando o Estado começará a pagar o 13º Salário???????