Novo CSA deixa boa impressão em primeira observação – Blog do Marlon
Castigo e pragmatismo no empate do CSA e equilíbrio e susto na vitória do CRB
Base do CSA empata com Murici na estreia do Alagoano; CRB ganha sem jogar

Comemoração dos gols do CSA: boa vitória – Foto: Augusto Oliveira – ASCOM CSA

O CSA goleou o Jaciobá por 4 a 1 com uma referente tranquilidade. CSA que na escalação poderia ter trazido o Danilo pois se falou tanto da base. Não é um CSA tão equilibrado principalmente no momento ofensivo, quando você tem um zagueiro como lateral. Demonstra o mesmo modelo com mais intensidade, com mais saúde que a formação que terminou.

Vimos Silas sendo Yago, Dellatorre sendo Paulo Sérgio, o Nadson começando muito bem, o Pimpão mantido, o Gabriel começando muito bem como extremo, já que na maioria das vezes jogava por dentro. Deu para perceber que Nadson e Gabriel estavam absolutamente encaixado preenchendo o espaço da ausência de lateral.

Norberto com a bola sendo um meia. Fez uma assistência perfeita para o gol do Silas. Mais fazendo uma raio-x do CSA que termiou aquele atacar espaço era o Yago que fazia. Agora o Silas é muito mais voluntarioso, marca muito bem, ataca espaço e já chegou finalizando. É lógico que é necessário avaliar que o Jaciobá ofereceu pouca resistência defensiva, mas já deu para ver o Dellatorre fazendo aquilo que o camisa 9 no modelo do Moazrt exige sair, criar espaço como meia para que os extremos apareçam neste espaço criado para que os zagueiros possam ser arrastados para fora da linha de quatro.

Não deu para fazer u uma leitura tão precisa dos zagueiros, repito, o Jaciobá não criou dificuldades. Filemon já conhecemos e Lucão será preciso observar melhor. No tempo final, os meninos da base e o Bruno Mota tiveram pouco tempo e com o CSA já diminuindo o ritmo.

A alternativa de ter um zagueiro pelo lado foi observada, mas em momento nenhum, o CSA jogou com três zagueiros. Ele tinha três zagueiros em campo, com um dos zagueiros fazendo a função de defender pelo corredor esquerdo. Mais a frente veremos se isso é tendência ou se foi apenas uma improvisação.

Por fim,a avaliação de Thiago Rodrigues mostrou que o goleiro ainda não tem a explosão, algo absolutamente normal para o começo de temporada. No gol tomado apresentou um reflexo com retardo da ação.

Para o começo e com apenas onze dias de treinamento, o CSA deixou uma boa impressão.

  • Luiz R S Filho

    Marlon e Amigos….embora o Jaciobá não tenha sido um adversário que exigiu, as peças estreantes no CSA mostraram boa desenvoltura.
    Dos remanescentes, Geovani e o Thiago Rodrigues é que estiveram abaixo do que podem render normalmente. Domingo contra o TREZE da PB, começaremos uma avaliação melhor. Que venha outra vit´ória para espantar o fantasma de estréia e performance nas Copas em anos anteriores.

  • Carlos Nascimento

    Coisa boa é empurrar bebo de ladeira a baixo, esse Jaciobá na Série do Brasileirão apanhou mais que pandeiro de Chegança.

  • Luiz Gustavo

    E o W O lá em Coruripe foi mais difícil. Fala sério roteirenses sem noção. Venceram o grande ASA que havia empatado com Jacioba. No sufoco técnico ainda foi expulso.