#ForaMarcosBarbosa expõe desgaste após dez anos no poder – Blog do Marlon
Resultados ruins em noite de questionamentos a desempenho dos treinadores
Em clássico com pouca inspiração, Ramon opta pelo feio com desempenho bonito

Na presidência do CRB por um longo período de dez anos, o presidente do CRB, Marcos Barbosa enfrenta seu maior desgaste como mandatário regatiano. Isto será potencializado caso ao término desta temporada – novamente – o CSA consiga o acesso e o CRB permaneça na Série B.

Nem quando o CRB caiu de divisão, sendo rebaixado para Série C, o presidente regatiano sofreu tantos desgaste. Tudo isso tem duas situações, uma natural e outra circunstancial. A natural responde pela quantidade de anos que ocupa o poder como presidente. A circunstancial tem o marco principal em 2018 quando em seu primeiro ano na Série B, o CSA assegurou o acesso a Série A, fato que por mais de duas décadas, o Galo nunca conseguiu.

Sejam somadas a tudo isso, o poder das redes sociais, terra de ninguém, onde o torcedor também usa para desovar suas frustrações, decepções e insatisfações. Neste ambiente Marcos Barbosa esquece a importância do seu cargo e muitas vezes responde as críticas de maneira forte e no mesmo tom de torcedores.

Apesar de muitas críticas ao jeito centralizador de administrar, Marcos Barobsa também tem méritos – e, muitos – no comando do Galo. Dos dez anos no comando do clube, em nove esteve nas finais do Alagoano conquistando seis títulos, participou diretamente da construção do centro de treinamento do clube e resgatou a credibilidade administrativa ao pagar e manter compromissos do clube em dia.

Ao final deste temporada, o CRB passará por um processo eleitoral para definir o nome do seu presidente para mais um biênio. Em tese, Marcos Barbosa não poderá mais concorrer isto ao menos a luz do estatuto do clube, mas a lei maior do clube poderá até ser modificada para caber um novo mandato. Isto poderia acontecer principalmente se o Galo chegar a Série A. Mas a verdade é que não existiu a construção de nenhuma liderança capaz de assumir o comando do clube. Nomes de peso e com tradição no CRB declinam da possibilidade ou não demonstram interesse e novos nomes são afastados do processo, como acontecem com Cícero Santana que originou a primeira candidatura de Marcos Barbosa e Márcio Lessa que tentou concorrer na última eleição e lhe foi tolhida a possibilidade.

Caberá ao conselho encontrar um caminho que precisa ser o melhor para o CRB. Também nas conversas com conselheiros e no mundo do futebol, surgem alguns nomes como o próprio Márcio Lessa, Thiago Paes, integrante do departamento de futebol, Kenedy Calheiros,presidente do Conselho, Silvânia Barbosa e até mesmo André Carneiro, conselheiro do clube. O processo precisará ser natural e será salutar que o CRB tivesse uma ‘eleição’ com a colocação de ideias, propostas para o bem do clube, após dez anos, obvio que com a presença de Marcos Barbosa. Mais isto é assunto para um outro post.

  • Miral

    O grande problema do MB foi a falta de ambição. Pensa e age como dirigente de time pequeno. Se contenta com o título de campeão alagoano. Com ele, o CRB passa mais 30 anos se dividindo entre séries B e C.
    Enquanto isso, o CSA pode chegar a série A novamente. O mesmo pode acontecer com Confiança e Sampaio Correia.
    Ao CRB de MB resta o mesmo de sempre: lutar para não ser rebaixado.

  • Marcos Regatiano

    Não adianta, há vários anos sempre tocamos na mesma tecla, entra ano e sai ano e nada mudou, essa é nossa sina, essa diretoria nos engana com o fraquíssimo campeonato alagoano, campeonato esse que só tem 2 times, fazemos sempre uma fraca copa do Nordeste, ficamos rindo de uma vez ou outra quando presidente fala do rival ou do RT (Que doa a quem doer, dá de 10 a 0 no MB em gestão, competência, visão e ambição) depois vem a nossa realidade e o tapa na cara, lutar pelo rebaixamento na série B, ou se iludir com um acesso a série A, no ano que quase conseguiu (2016), aconteceu derrotas estranhas, e todos sabem que envolveram apostas esportivas, aí citam CT e zero dívidas, blz…mas foi concretizado por conta da venda do campo da Pajuçara, patrimônio nosso, lógico que tinha que ser feito algo…fora isso, o que de grandioso essa diretoria nos entregou? Servimos apenas de trampolim político, usa o clube como “seu” manda e desmanda com várias atitudes amadoras, e ano de eleição já sabem né? Enquanto o rival tava na série A, tava nosso presidente nas caminhadas políticas e rindo a toa, e pasmem, leva até jogador e funcionários do clube, esse ano, advinha qual o foco? Acesso a série A torcedor? Negativo! Reeleição da esposa, chega! Estamos cansados, não aguentamos mais, precisamos de mudanças na direção do clube, chega dessa direção arcaica, amadora e sem ambição! Precisamos de metas e vôos maiores, o CRB é nosso nação regatiana, não tem Dono! Não tem ditador! Vamos tomar nosso CRB de volta! Ele não tem dono! FORA MARCOS BARBOSA! JA DEU! #ForaMB

  • Gabriel

    Parabéns ! Só você tem coragem de colocar o dedo na FERIDA ! MB respeitarei sua história, mas chegou a hora de alternar o poder no clube , URGENTE !

  • Marcos

    Não adianta, há vários anos sempre tocamos na mesma tecla, entra ano e sai ano e nada mudou, essa é nossa sina, essa diretoria nos engana com o fraquíssimo campeonato alagoano, campeonato esse que só tem 2 times, fazemos sempre uma fraca copa do Nordeste, ficamos rindo de uma vez ou outra quando presidente fala do rival ou do RT (Que doa a quem doer, dá de 10 a 0 no MB em gestão, competência, visão e ambição) depois vem a nossa realidade e o tapa na cara, lutar pelo rebaixamento na série B, ou se iludir com um acesso a série A, no ano que quase conseguiu (2016), aconteceu derrotas estranhas, e todos sabem que envolveram apostas esportivas, aí citam CT e zero dívidas, blz…mas foi concretizado por conta da venda do campo da Pajuçara, patrimônio nosso, lógico que tinha que ser feito algo…fora isso, o que de grandioso essa diretoria nos entregou? Servimos apenas de trampolim político, usa o clube como “seu” manda e desmanda com várias atitudes amadoras, e ano de eleição já sabem né? Enquanto o rival tava na série A, tava nosso presidente nas caminhadas políticas e rindo a toa, e pasmem, leva até jogador e funcionários do clube, esse ano, advinha qual o foco? Acesso a série A torcedor? Negativo! Reeleição da esposa, chega! Estamos cansados, não aguentamos mais, precisamos de mudanças na direção do clube, chega dessa direção arcaica, amadora e sem ambição! Precisamos de metas e vôos maiores, o CRB é nosso nação regatiana, não tem Dono! Vamos tomar nosso CRB de volta! Ele não tem dono! FORA MARCOS BARBOSA! JA DEU! #ForaMB

  • Duarte

    Sempre elegante até para criticar , O esporte Alagoano não pode prescindir de alguém como vc , o que vemos é um jogar confete nos presidentes e vejo vc inversamente contrário a maioria da crônica . Parabéns sou seu fã !

  • guilherme Brito

    Tudo é um ciclo , o do presidente chegou ao fim, mas os conselheiros tem medo ou sei la o que , que nao aparece ninguem disposto assumir e alternar o poder

  • BRUNO

    Marlon AMANHA O MB VAI TE PEGAR KKKKKKKKKKK

  • Cláudio

    Quero ver esse analfabeto fazer as ameaças dele como ele gosta de fazer com quem não tem como se defender ..e ele só tem coragem de fazer porque anda com um monte de chumbeta e capacho, porque sozinho não é homem…#ForaMB

  • Agra

    Comentarista ta insinuando ja uma chapa com a bencao do todo poderoso MB e fica tudo como está , Silvania seraaaaaaaaaaaaaaaaaaa presidente

  • Jose Wilton Leite

    Inegável o que o deputado fez pelo CRB. A torcida não tem o direito de exigir agora o que nunca exigiu antes. Quando o CSA era um time sem eira nem beira e o CRB o “melhor produto do futebol alagoano” todos se contentavam e se jactavam de competir na série B. A luz amarela acendeu com a conquista pelo CSA, do titulo da C em 2017 e a vermelha em 2018 com o acesso à A. Por mais ditatorial que seja o “modus operandi” do MB, não se pode crucifica-lo agora por algo que ja vinha sendo feito ao longo dos anos, sem contestação!

  • Carnauba

    Esse carniças vão ter q se contentar em vê de novo o azulão na série A. Tem jeito ? Tem.

  • Fora MB

    Parabéns pelo posto. Na minha visão o resumo é o seguinte… Esse senhor foi o presidente que mais teve recurso a frente do CRB, e me refiro a recursos do clube, com a venda do nosso patrimônio e o que foi que ele fez… Nada! CT meia boca, ônibus velho, enfim… Menciono outro ponto que ele vive se gabando, “Para dirigir o CRB tem que ter dinheiro!” Como ele não é gestor ele não planejou o clube para o futuro e deixa tudo na sua dependência e com isso, vai ficando, ficando,… E aí já sabemos o final da história!

  • Carlos A Toncelli

    Já devia ter desaparecido do GALO a 200 anos. Torcida fraca. Enquanto essa mísera tiver no galo, nada tem futuro só ele e a família dele. Vamos derrubar igual foi feito com o boca mole.

  • Almeida

    Esse time atual do CRB não faz medo nem a time da série D. Jogadores já entram em campo derrotados. O time tem medo de atacar o adversário. O time não chuta ao gol. Time desmotivado. Ramon Menezes até agora não mostrou o que veio fazer aqui. CsA foi embora, Confiança foi embora, Sampaio Corrêa foi embora, Cruzeiro foi embora, só o CRB parou no tempo.

  • Sampaio

    Enquanto políticos usarem os clubes para ganhar vantagem, vamos ver esse filme várias vezes. Esse ano o CRB ganhou muito dinheiro poderia fazer um time superior a esse. Minha pergunta pra onde foi esse dinheiro? Suas prioridades foram cumprida com louvor. Sua esposa eleita seu objetivo alcançado. Pobre torcedor ,vai aguardar mais um ano ! Esqueci ano que vem tem campanha outra vez. Pobre CRB.

  • Guido

    Política e futebol. Administra-se o clube como se faz política, ou seja enganando o povo.

  • Jorge

    Claro que existem inúmeros motivos para o torcedor ficar desolado com o time, mas o ganhar e perder faz parte do jogo e devemos nos alegrar ou sofrer juntos, independente da fase do time. E assim vivermos juntos essa maluquice chamada futebol.

    Marcos Barbosa completa uma década na presidência do CRB, por inúmeras vezes foi reeleito por não ter outro conselheiro que quisesse ou tivesse a coragem de assumir a presidência do CRB. Foram gestões de oscilações, mais temos muito a agradecer ao presidente Marcos Barbosa que recebeu o CRB no fundo do poço, com dívidas – para muitos impagáveis, sem crédito na praça e credibilidade junto à torcida. Levantou a moral do time, conquistou títulos, acesso, resolveu os problemas financeiros e administrativos, construiu um moderno Centro de Treinamentos na Barra de São Miguel, adquiriu o Casarão do Galo em Maceió, ônibus para o time, vem garantindo a permanência do CRB na Série B, entre tantos outros benefícios para o nosso CRB.

    Ah, muitos reclamam da venda do estádio da Pajuçara, mas se não tivessem feito a venda, hoje não teríamos nada e provavelmente o time não existiria mais.

    Dez anos de uma mesma gestão é desgastante para qualquer um, mesmo para um apaixonado torcedor, é tempo demais. A mudança é necessária para uma oxigenação, mas essa mudança precisa ser ampla, com pessoas de pensamentos diferentes, que possam aplicar no CRB um modelo de gestão mais moderna e ambiciosa com responsabilidade, principalmente a financeira. Só assim vamos saber qual o modelo mais eficaz para o CRB.

    Sejamos mais coerentes em nossas palavras, pois a finalidade de todos nós é o sucesso do CRB.

    É assim como penso.

  • Maria José

    Como pode um Presidente de clube ser dono de Bancas de apostas de futebol?
    Todos sabem da corrupção que assolam o Brasil com essas bancas em MANIPULAÇÃO DE RESULTADOS E COMPRA DE JOGADORES para que os mesmos comentam pênaltis,façam corpo mole,joguem a bola para escanteio etc
    Como pode um Presidente está com palhaçada em redes sociais,atacando adversários políticos?
    Sendo ridicularizado por todos e expondo o nome do clube nessa imagem negativa !

    Muda CRB !!!

  • Victor

    André Carneiro, ótimo nome para administrar o clube. 👏🏼👏🏼