CSA e CRB repetem final pelo 5º ano consecutivo – Blog do Marlon
CRB recupera hegemonia e Marcelo Cabo faz história
Crônica de um dia anormal

CSA e CRB farão a final do Campeonato Alagoano pelo 5º ano consecutivo. Os dois chegaram a decisão em situações diferentes. O time azulino teve uma caminhada mais tranquila e atropelou o Murici por 4 a 0. Já o time regatiano passou por maus bocados e precisou de penalidades para se classificar contra o ASA. No tempo normal empate sem gols e nos pênaltis, 3 a 1 para o CRB.
Um desgaste menor do CSA não aponta favoritismo. Existe uma igualdade dos times e um equilíbrio natural no contexto, fato este, que é reforçado pelas últimas quatro decisões, com duas conquistas para cada lado.
Além disto a final será disputada em partida única e fortalece o equilíbrio e a igualdade neste cenário.
Vale ressaltar que as semifinais trouxeram claramente a força do poder econômico de CSA e CRB. Eles mantiveram os elencos, tem uma estrutura diferente e ainda tiveram condição financeira de manter o mesmo elenco. Este aspecto valoriza o desempenho dos times do interior, notadamente do ASA que ofertou resistência, lutou, aguentou a pressão e chegou a assustar o CRB.
Teremos uma grande final, cercada de expectativa e muita emoção. Que vença o melhor dentro deste condição possível para termos o final da competição. É realmente absurda a possibilidade de se jogar quatro jogos em um período de oito dias, com desgaste físico e emocional.
Vamos a mais uma grande decisão. O que você acha que vai acontecer: CSA tricampeão ou CRB quebrando a sequência azulina e recuperando a hegemonia?
Deixe seu comentário

CSA x Murici

Pimpão foi decisovo na classificaç~~ao do CSA para a final: dois gols e uma assistência – Foto: Pei Fon – TNH1

Um primeiro tempo que mostrou o CSA sem inspiração, que só veio entender o que pedia o jogo já no final do tempo inicial, quando o CSA chegou por duas vezes, inclusive colocando uma bola na trave e o Murici que chegou para finalizar uma vez. Veio o segundo tempo e brilhou a leitura do técnico Eduardo Baptista que trouxe algo que o jogo pedia, um homem que organizasse o jogo, que pifasse o atacante. Aos sete minutos surgiu o espaço que o CSA precisava.
Entendendo que o Murici já mostrava um forte desgaste físico e que sequer conseguia acompanhar a ultrapassagem de jogadores como Norberto, o CSA encaixou uma transição em velocidade com Michel Douglas, Andrigo jogando sem a bola, Nadson surgiu pelo corredor central fazendo uma assistência para Rodrigo Pimpão que chegou em condições de finalizar, batendo com categoria: CSA 1 a 0.
Depois o Murici ainda teve uma possibilidade com Etinho mas foi só. Após essa situação, o zagueiro Adautoainda foi merecidamente expulso. A superioridade numérica foi fatal, o CSA acelerou e fez o segundo, o terceiro, o quarto gol. Destaque para Norberto, que está jogando em alto nível, dando passes em grande qualidade e ainda ofertando a qualidade na bola parada.
Craque: Rodrigo Pimpão
Garçom: Nadson
Melhor treinador: Eduardo Baptista

CRB x ASA

Victor Souza defendeu duas penalidades: nome de destaque

A partida entre CRB e ASA apresentou com o CRB tendo o que mais se busca no futebol: criar oportunidades. Ao longo do jogo contei pelos menos seis oportunidades. No primeiro tempo, contei três Diego Torres finalizando e Deola defendendo, depois Magno Cruz chutou firme e Deola fez uma defesa excepcional e ainda Ewerton Páscoa errando uma cabeçada.
No segundo tempo, Diego Torres chutou uma bola por fora, Magno Cruz mandou por cima outra oportunidade e Igor Carius ainda tentou para Deola fazer um milagre. Sem contar com um chute de média distância de Erik que explodiu na trave.
O CRB tinha o merecimento de chegar a classificação, mas esbarrava na incompetência na hora de finalizar. O ASA teve o mérito de entender sua limitação, tem um time altamente experiente e muito competitivo. O time se despediu nesta retomada sem ter uma única derrota no tempo normal. Méritos de Léo Goiano que fez o simples conseguindo ler o jogo do CRB. Até quando não conseguia travar o CRB, Deola pegava.
Por falar no goleiro do ASA, ele foi o grande destaque na partida. Nos pênaltis, surgiu outro grande destaque que foi o Victor Souza. Já havia falado que o goleiro do CRB era pegador de pênalti. O CRB começou muito bem a disputa e fez os dois primeiros, mostrou mais competência e assegurou a classificação.
Assustou o desempenho que o Marcelo Cabo apostou para as trocas porque todos entraram muito mal. Normalmente nas mudanças de Cabo, o time cresce, mas neste caso, o galo não acresceu. Luidy entrou muito mal, Felipe Menezes ainda sem ritmo, João Carlos não tocou na bola, Thiaguinho não entendi e ainda tinha Bill no banco e quando o ASA perdeu um jogador estava claro que ele não iria atacar, então preferia ter um outro atacante do que um volante. Erik vive um grande momento pois é a melhor peça do sistema ofensivo.
Craque do jogo foi Deola.

  • José A de Oliveira

    Esse ataque do CRB está sem operacionalidade, Magno Cruz se desloca bem, mais conclui as jogadas muito mal, Erick é uma das principais peças do ataque mas joga muito de cabeça baixa principalmente para cruzar e chupar ao gol, o ataque sem si chutam muitas bolas meia altura que facilita para os goleiros, ai o treinador reclama que está perdendo muitos gols, se não concertar vai continuar perdendo. Depois da contusão do Rafael Longuine CRB perdeu aquele meia que chegava e concluía bem. Vamos torcer para ser campeão nessa quarta para quebrar escrita do CSA, tabu agora está ao contrário. Para série B se não trouxer um zagueiros, lateral que sabe cruzar e bater faltas como Paulinho do Cuiabá, atacantes como os do ano passado, se nao fizer boas contratações esse time vai passar vergonha novamente na série B.

  • Jadilson Marques

    Tem algum Campeão aqui?Há tem sim Galo Malucooooo, e tem algum tri aqui? Há tem sim o Marcelo cabo. kkkkkkkkk

  • NIVALDO

    Decepção esse time CeRieB bola que é bom não jogou,só cera e retranca, além do mais o juízo sem moral para controlar a partida, o goleiro parecia que tava num picadeiro,e os reservas invadiram o campo para tumultuar o jogo e o árbitro fez ouvido de mercador.

  • ivo

    O choro é livre…O jeito é esperar 2021,2020 já é do galo, o papai da cidade. Durma com um comentário desse…kkkkkkkk.