Regras para CSA e CRB fazerem a final do Alagoano – Blog do Marlon
Separados definitivamente?
As dificuldades dos clubes do interior continuam as mesmas

Através de uma videoconferência, a Federação Alagoana de Futebol (FAF) reuniu as oito equipes integrantes da 1ª divisão para discutirem providências que possibilitassem o retorno do Alagoano.

Mas as definições tomadas pelos clubes demonstram que condições foram impostas para que os clubes que não desejam o retorno pudessem dar o ‘sim’ para a retomada da competição. A principal delas atende o aspecto de não ter rebaixamento em 2020. Isso fere um artigo do Estatuto do Torcedor, que por sinal, é uma Lei Federal. Mas o ‘pecado’ não é só da FAF e dos clubes alagoanos. Isso já foi indicado no Rio Grande do Sul, fala-se em São Paulo e até mesmo no Rio de Janeiro, que já definiu os rebaixados, o próprio TJD pediu para a FERJ não homologar os rebaixados pois era preciso discutir um pouco mais o assunto. Até mesmo, o projeto de Lei que tramita no Congresso Nacional prevê que as federações tenham autorização de não determinar os times rebaixados.

Além disto as outras medidas para a viabilidade claramente direcionam os dois da capital para uma final. CSA e CRB já são superiores no aspecto estrutural, técnico e financeiro. Para fortalecer ainda mais os dois da capital, eles ainda iniciaram os treinamentos pelo menos três semanas antes dos demais, intensificando uma diferença já existente.

Para retornarem os clubes também optaram pela possiblidade de poderem inscrever dez jogadores da base, em uma clara sinalização de retomar a competição com menos investimento e com times apenas protocolares.

Se não bastassem aspectos técnicos, físicos e financeiros, a aplicação do protocolo contra COVID-19 é outra situação que poderá ser afrouxada. A maioria dos clubes não retomaram atividades e ainda precisarão realizar a primeira testagem, enquanto CSA e CRB já estão na terceira. Com a ‘pressa’ para o retorno, perguntas feitas ainda não tem respostas. Em caso de testagem positiva, os jogadores são afastados ou o clube também passa a não poder atuar? No Rio para viabilizar a realização empurraram a primeira opção, mesmo com outros jogadores da mesma equipe terem contato, estarem assintomáticos, mas terem potencial de transmitirem o vírus.

A necessidade da competição acontecer de qualquer maneira poderá colocar em risco até mesmo o trabalho criterioso feito por CSA e CRB. São questões que ressaltam a necessidade de que não haja nenhuma concessão em relação a segurança das equipes, dos jogadores e de todos os envolvidos. Em conversa com o próprio presidente da FAF, a ideia é que não haja nenhuma concessão e até que a FAF tome mais providências para fortalecer a diminuição de riscos.

Felipe Feijó está consciente do prejuízo existente na competição deste ano mas pondera que a necessidade de terminar a competição em campo, oferta menores prejuízos. O presidente da FAF também busca manter a credibilidade do mercado no produto ‘campeonato estadual’, cumprindo o encerramento da competição dentro de campo. Ele também aponta que os protocolos sanitários serão reforçados, principalmente, no interior. Vamos aguardar os desdobramentos.

  • Francisco

    Mata-mata com ida e volta e semi-final sem torcida.

    A final deixariam pra realizar lá pra depois de outubro.

    Sou regatiano,mas os outros 6 times têm direito de participar.

  • Jocélio

    Decisões em pênaltis. Melhor saída. Menor custo e menor risco.

  • Antonio Ferraz

    Inscrever e não “escrever” 10 jogadores.

    • Marlon Araújo

      Obrigado! 👍

    • Bene’

      acho que não temos atualmente clima para competição o caso é mas sério do que imaginamos todas famílias perderam no mínimo alguém muito próximo para essa doença

  • Edson Lins da Silva

    Final CSA X CRB, como assim, e os outros times já foram eliminados, sou azulino e não concordo com esse arrumadinho, isso e uma vergonha…

  • santos

    UM QUADRANGULAR FINAL COM PONTOS CORRIDOS !!!!!!!!! OU UM MATA MATA IDA E VOLTA ATE CHEGAR A FINAL .
    MURICI 12
    CRB 10
    CSA 10
    CSE 7

    CORURIPE 6
    CEO 4
    ASA 4
    JACIOBA 2
    HUMMM DIFICIL EM ???????

  • Gustavo Alfredo de Oliveira Santos

    Maior e único beneficiado do momento é o ASA porque o rebaixamento já batia na porta.

    Independente do campeão ficou sem graça, nem torcida vai ter. Só encerra logo pra acabar com isso mesmo, infelizmente.

  • Victor lance

    Campeonato da incerteza só não vão fazer um arrumadinho pra csa e crb pq o murici está em primeiro ser não essa federação juvenil antecipava uma final com os dois time da capital

  • Aristóteles Leão

    Antigamente existia “TORNEIO INICIO” se não me engano em um único dia.
    Acho que poderia tentar fazer isto!