Vitória com autoridade em um clássico aumenta moral do CRB – Blog do Marlon
Noite de explicações porque o CSA perdeu um mês de trabalho
CRB melhor, mais efetivo e CSA mudando postura em um bom clássico

Jogadores abraçam Luidy(20): gol e boa participação após ouvir orientações táticas de Marcelo Cabo – Foto: Pei Fon – TNH1

 

CRB começou o jogo com a propositura do jogo, assim como fez no começo do clássico, tomando conta das ações ofensivas, mas com oito minutos, o ASA conseguiu uma jogada com sua principal característica: o ataque direto, a casquinha ou o desvio do Reinaldo Alagoano e os atletas ficam posicionados para atacar o espaço após o primeiro toque. O ASA tinha está característica e o CRB permitiu que este jogo fosse realizado e com estes oito minutos, o João Paulo entrou na área após o toque do Reinaldo, chutou rasteiro e a bola beijou o poste e no rebote, Junior Araújo desperdiçou o que poderia ser a abertura do marcador.

CRB respondeu em uma tabela entre Longuine e Léo Gamalho, Longuine disputou a jogada com o goleiro do ASA e ai houve somente o toque na bola, a trajetória da bola ajudou o árbitro a tomar a decisão correta, nada a marcar, segue o jogo e o CRB desperdiçava, a chance clara, um contra um, o goleiro do ASA contra o 10 do CRB.

Marcelo Cabo fez a leitura do 1º tempo perfeita . Os extremos não funcionaram , CRB não conseguiu desequilibrar no terço final do campo. O time veio com Luidy 20 no lugar do apagado Maurinho , mas o “ Nó “ veio com FALSO EXTREMO Direito – R.Lounguine 10 e o Falso Meia Centralizado – Luidy 20, Sendo assim o Volante Caio desencaixou a marcação individual que fez no 1º tempo em Rafael Longuine

O ASA veio responder em uma falta batida do Junior, defesa do Edson Mardden e no rebote, Lucas Freire desperdiçou. O último lance foi para o CRB quando Erik fez grande jogada individual, finalizou e Gideão precisou intervir em duas oportunidades Este lance igualou as chances no 1º tempo, sendo duas para cada lado.

No intervalo chamei atenção que o Marcelo Cabo estava muito irritado com o baixo rendimentos dos extremos do CRB. Erik e Maurinho tinham feito apenas uma jogada característica dos extremos, forçando o goleiro a fazer boas defesas. No transcorrer do primeiro tempo, ele chamou o Luidy e mostrou para ele, o que precisaria ser feito no segundo tempo.

Logo aos seis minutos da etapa final, chamei atenção para uma sacada tática que o Marcelo Cabo fez. No primeiro tempo, Rafael Longuine recebeu uma marcação praticamente individual do  Caio Breno e com a entrada do Luidy, Marcelo Cabo optou por usar o falso extremo e o falso meia e posicionou o Longuine aberto como se fosse o extremo e o Luidy por dentro centralizado, quando o CRB articulava uma jogada, como o jogo apoiado, começando em um lado e terminando no outro corredor, eles se deslocavam e com isso, Caio Breno desencaixou a marcação no Luidy, mas Longuine começou a flutuar, recebendo a bola por trás do volante, ficando na frente dos zagueiros como se fosse um segundo atacante, muito mais próximo do Léo Gamalho e ai começaram a surgir as oportunidades.

O CRB montou sua blitz que durou dez minutos, marcando alto, de forma agressiva e evitando que o ASA tivesse efeito na sua principal jogada, no ataque direto.

Até que em um escanteio batido rápido, em um cochilo da defesa alvinegra, Igor Carius bateu rápido, Erik dominou, a defesa do ASA ainda foi se posicionar para defender, Erik já havia feito a assistência, Rafael Longuine bateu de perna esquerda, vencendo Gideão , abrindo o caminho para o que seria uma goleada regatiana.

CRB não baixou o ritmo e seguiu pressionando o alvinegro. Até que fez o segundo gol com Luidy, que já havia desperdiçado uma chance chutando por cima, ele faz uma diagonal e com um leve desvio, matou o goleiro Gideão, fazendo o segundo gol.

Depois dai, Longuine faz uma jogada fantástica, levanta a bola e chuta forte, Gideão defende, mas dá o rebote e Léo Gamalho pega o rebote, bate de primeira e amplia para 3 a 0 e a finalização do marcador acontece após o Jobert tentar criar uma falta, Denis Riberio Serafim dá sequência ao lance, Bruno Lopes invade, faz o passe e de carrinho, Léo Gamalho dá números finais a partida.

Craque do jogo: Rafael Longuine (CRB)

Melhor treinador: disparado, Marcelo Cabo

Garçom: Erik (CRB)

  • ivo

    Ficou a lição, pra ganhar bem tem que ralar, não se pode achar que faz o gol a hora que quiser, já dizia o bom técnico Murici Ramalho, a bola pune. Com nome ninguém ganha nada. O Galo deu uma demonstração de competência, não pense os senhores caranguejos, que o Galo é imbatível, isso não existe no futebol, existe sim, o momento, e, no momento o Regatão é o dono da bola do futebol alagoano, podem chorar, profetizar asneiras, mas estamos diante de números, copa do Brasil, copa do Nordeste, e no alagoano, estamos chegando, quanto a murujada faz barulho no alagoano e só, mesmo com um orçamento galático, melhor dizendo, um orçamento chinês, kkkkkkkkkkkk segundo os caranguejos tolos.

    • LUIZ RIBEIRO DA SILVA FILHO

      IVO…concordo plenamente….Roteiro ganhará tudo esse ano, Alagoano, Copa do Nordeste, chegará a fase final da Copa do Brasil, e de quebra acesso à ELITE – SÉRIE A, irão sair do marasmo, da inércia.

  • Jr Malafaia

    Um time treinado pelo Marcelo Cabo fez 4 gols num único jogo, e um tempo só 😱!!!
    Como torcedor desse time, não sei se fico feliz ou preocupado…

  • Cardoso

    Pelo jeito o maior de roteiro deslanchou e prá segurar esse time no momento eu acho muito difícil, haja vista que o time engrenou e tem de tudo prá ser campeão alagoano, brigar prá chegar a semi final ou a final da copa do Brasil, como também será muito difícil tirar o maior de roteiro do acesso e na minha opinião esse time é uns dos melhores quê o maior de roteiro formou, portanto eu já vou cantar o ano, maior de roteiro, campeão alagoano, campeão da taça do nordeste, finalista da copa do Brasil e campeão da série b, será um ano prá os rosinhas não esquecerem, por isso eu concordo com o Ivo, chupa pedra, meus parabéns ivo pelos seus comentários.

  • ivo

    Ninguém aqui está aqui se achando a última bolacha do pacote, mas diante de fatos não existe argumentos, toda essa ironia dos caranguejo, Luiz Ribeiro e Cardoso, está comprovada diante do jogo cê-si-ah e CSE, esses jogares não enganan ninguém, não sómente pelo empate, mas pela pelada. Se essa for a bola que esses meninos jogam,é mais um ano de vergonha,aliás, precisam contratar mais um tecnico, um só é pouco para dirigir tanto perna de pau, eu acho que a cigana que leu a mão de quem contrtou esses perebas levou uns trocados kkkkkkkkkkkkkkk esse CSE é bom de bola, grata surpresa, acabou o cem por cento, que será que vão criar agora? Deixa pra lá, afinal caranguejo não tem juízo.

  • Juliano

    Tenho uma certa curiosidade; quem treina em Itaquera, no caso o Corinthians, chama de Itaquerao; o rei pele no trapiche chama de trapichao. E quando o CSA construir seu estadio na mata do rolo? Treinará no ROLAO?

    • Jr Malafaia

      🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣
      Questão altamente pertinente!
      E aí, amigos azulinos, o caranguejo rio-larguense vai treinar onde mesmo?

  • Jussara

    A matéria foi sobre o CRB aí vem e fala do CSA?