CRB melhor, mais efetivo e CSA mudando postura em um bom clássico – Blog do Marlon
Vitória com autoridade em um clássico aumenta moral do CRB
Virtudes e defeitos

CSA veio com um modelo 4-3-3 sendo que se defendia no 4-1-4-1 para atacar no 4-3-3, utilizando principalmente a jogada de velocidade na transição ofensiva. Era um time que tinha a linha de quatro com Norberto dando lugar e no gol, Thiago Rodrigues,  Diego Renan, à frente da linha de 4, o Geovani . O 4-1-4-1 trouxe no corredor central um triangulo invertido: na base o Geovani, no lado direita o Richard Franco, no lado esquerdo o Yago, dois extremos que completavam a segunda linha de quatro, do lado direito o Allano e do lado esquerdo, Rodrigo Pimpão, com Diego Mauricio vindo como referência.

Com isso, o CSA marcava mais baixo e saia de forma reativa no contra-ataque.

Por sua vez, o CRB vinha em um 4-2-3-1 tradicional. A linha de quatro com Igor e Lucas Mendes nas laterais, sem o Xandão trouxe o Thalisson Kelven pelo lado direito e o Ewerton Páscoa pelo lado esquerdo, dois volantes Claudinei e Carlos Jatobá e frente, o Longuine com dois extremos Maurinho do lado direito e o Erick pelo lado esquerdo, com Léo Gamalho mais a frente.

Diferente do CSA que defendia no 4-1-4-1, o CRB defendia no 4-4-2, deixando o Rafael Longuine mais a frente das linhas, sem ter a incumbência de acompanhar a subida dos volantes. O CRB veio para o jogo de propositura, posse, circulação de bolas mas não conseguia infiltrar. Na principal finalização, Longuine bateu, a bola desviou e Thiago Rodrigues fez a defesa. Teve uma cabeçada do Gamalho, uma finalização do Claudinei fora do gol e mais nada.

Aos 28 minutos, uma disputa entre Geovani e Longuine, a bola sobra, o CSA liga um jogada de transição, o CRB está com o sistema defensivo sem a proteção dos volantes, e Richard Franco ataca espaço, faz o gol: CSA 1 a 0.

Assim terminou a etapa inicial O CSA ainda teve duas finalizações, uma com Diego Mauricio chapando por fora e outra com Yago chutando após boa jogada de Diego Mauricio. Ai o CSA parou ai.

CSA já demonstrava uma diminuição da intensidade na marcação. Não era mais aquela marcação agressiva, intensa, que obrigava o portador da bola a tocar para trás ou tocar para o lado. Isto fez com que o CSA se desgastasse muito e isso foi agravado pelo fato do CRB circula demais a bola. Com 15 minutos você já observa o desgaste de Geovani e Richard Franco. Mas atentem que o que caiu primeiro, que mais sentiu foi o mais jovem: Yago. Ao sair o Yago, o CSA trouxe Jean Kleber. O time começou a não ter mais a mesma mecânica, a mesma dinâmica do primeiro tempo, sentindo o jogo. Os extremos do CRB, por exemplo, começaram a Flutuar por dentro, ora para arrastar o lateral, ora para flutuar entre as linhas do 4-1-4-1, obrigando o CSA a abrir o corredor para Lucas Mendes, Igor Carius e Erick. Com isso, o CRB começou a martelar, a mostrar superioridade, o CSA começou a sentir o desgaste e fazer todas as trocas por desgaste. Não é verdadeira a desculpa que o CSA sentiu o jogo, sentiu o desgaste, só ficou fragilizado fisicamente após a expulsão não é verdade, porque todas as trocas foram feitas por desgaste. Os três volantes estavam desgastados e foram trocados e ainda tinha Allano, Diego Mauricio e Pimpão sentindo. Barbieri começou a fazer trocas para recompor o corredor central e trouxe Gustavo Hebling e Bruno José. O CSA ficou com linha baixa, abriu o clarão e para completar, Alan Costa ainda foi expulso e Jean Kleber veio para compor a dupla de zaga. Neste momento o CSA estava sem volantes. Neste instante, o CRB chegou ao empate, com Longuine e após o empate, o CRB engatou a quinta marcha, pressionou, conseguiu criar chances mas Tiago Rodrigues fez pelo menos duas grandes defesas e garantiu o empate para o CSA.

Escolhi:

Marcelo Cabo – melhor técnico – A equipe finalizou mais o dobro que o CSA, teve mais posses, circulou a bola, repertório para buscar a mudança de jogo

Thiago Rodrigues – O dono do jogo

Destaque para Rafael Longuine que tem cinco dos sete gols marcados

Garçom – Yago do CSA

  • Anônimo

    O problema do azulão é de junta! “JUNTA TUDO E JOGA NO LIXO”.

  • Antônio R.

    Realmente o maior de roteiro foi muito melhor do quê o AZULÃO, o Marcelo Cabo deu um nó tático no bobão do Barbieri, coitado ficou perdido em campo e o CSA não perdeu o jogo por sorte, muita sorte.

  • Almeida

    Rumo a série C ….de Caranguejo kkkkkkkkkkkkkk

    METAS ALCANÇADAS 2020
    *eliminado Copa do Brasil
    *1 ponto no nordestão
    SFPP

  • José O de Oliveira

    Péssimo sinal, pouco mais de um mês CSA já dispensa seu treinador. CRB dominou o segundo tempo, porque o primeiro tempo foi pau a pau, CSA teve até chance de matar o jogo se tivesse feito o segundo gol. CRB precisa de um zagueiro Everton Paschoa é um bom reserva mais pra ser titular ele é fraco, tem bola que ele fica olhando o atacante cruzar em vez de fechar o espaço. Tudo indica que o CRB vá precisar também de um centroavante Léo Gamalho talvez esteja velho, bola dele dominar no peito e escolher o canto, negócio dele é cabecear, detalhe ainda não fez gol de cabeça, único gol que fez porque acreditou no rebote do goleiro do independente. Cruzamento rasteiro o melhor cruzamento que existe, ele nunca aparece para desviar pra o fundo da rede. No mais, foi um belo jogo. Cuidado com ASA, fantasma está descansado querendo vencer, CRB ainda não venceu no Alagoano.

  • Alissom Farias

    Nem nas suas melhores fases financeira o CSA consegue hegemonia diante do CRB. É por essas e outras que todos sabem que o CRB é e sempre será o pai de todos os times aqui de Alagoas. Afinal, só em cima do CSA são quase 40 vitórias à mais.ISSO É FATO.

    • LUIZ R S FILHO

      ALISSOM……..é a unica coisa que vocês comemoram…..essas vitórias à mais no confronto QUE NÃO REPRESENTAM NADA!!!!! ou seja, não foram transformadas em conquistas, jogos que não foram decisivos (a maioria). CSA desceu ao inferno (2a divisão do Alagoano), ficou 10 (dez) anos sem Título Estadual…..e o quê o Roteirense fez? NADA!!!! como diz o Chico Buarque ficaram na “janela, vendo a banda (AZULÃO, O MAIOR DE ALAGOAS) passar” e ainda apostando – 39 VEZES CAMPEÃO ALAGOANO, CAMPEÃO BRASILEIRO E DE QUEBRA ACESSO INÉDITO NO FUTEBOL BRASILEIRO – DA SÉRIE D À SÉRIE A EM SEQUÊNCIA!!!! PRECISO DIZER QUE ISSO É FATO?????????

      NÃO desanime!!!! continue comemorando, enquanto isso VAMOS CONQUISTANDO TÍTULOS – o 40° ALAGOANO está à caminho.

      CUIDADO COM O ASA!!!!!!

    • Pedro filho

      Luiz, babaca. Não sabe contar não, é? O azulixos tem 40 títulos, vocês não contam a conquista do campeonato alagoano da 2.a divisão?

      • Luiz R S Filho

        Pedro Filho…..quanto ao adjetivo que me imputa…lhe digo que não sou mais do que vc….hipocrisia, idiotice, imbecilidade não se fazem presentes na minha pessoa.

        O Torcedor Roteirense , vc e outros aqui, não todos, são tão frustrados que não tem argumentos para admitir que patinam no futebol.
        Só participam das competições.Vez por outra vencem um Estadual e mais nada.
        Isso dói.
        Olho no ASA, mais tarde.

  • ANTONIO MARTINS

    Há muito que eu escuto que o Estádio Rei Pelé é muito pequeno, pois cabe poucos torcedores. Entretanto, constatamos que o povo de Maceió não gosta muito de futebol, porque, se assim fosse, aquela praça de esportes estaria sempre lotada. Dá-me a impressão que o Rei Pelé ainda é muito grande em relação ao gosto por futebol do alagoano.

  • Juliano

    Infelizmente Antonio, a valorização é maior para os times de fora onde a própria mídia com exceção de algumas emissoras(TV PAJUÇARA) fazem propaganda maior do que pra os nossos. Isso só vai acabar quando esses torcedores enlatados tomarem vergonha na cara é começarem à torcer pelo time do seu estado.

  • Pedro filho

    É porque a maioria gosta de time de fora de Alagoas. Eles pagam 270, reais por uma camisa de Flamengo e Corinthians mas não pagam 80, por uma camisa de cêsiá ou cerebê.
    Babacas.

  • Almeida

    Pedro Filho…, Deixa de ser IDIOTA e BOBÃO. Futebol é paixão, não tem nada a ver com ter nascido ou não num estado ou noutro. Você nunca vai saber o que é ser campeão brasileiro de verdade (1a Divisão), nunca sentirás a emoção de ser campeão da libertadores e de decidir um campeonato mundial de clubes. Fica só com o teu campeonato alagoano BESTÃO kkkkkkkkk que nós ficamos com as emoções do campeonato Alagoano, Brasileiro, da América e Mundial. Você nunca sentirá o tamanho da emoção que nós sentimos na final da última libertadores que o MENGÃO foi campeão, e ainda tivemos o gostinho de disputar o mundial de clubes. Tenho pena de você e de outros que pensam assim, mas ainda dá tempo de se corrigir, torcedorzinho de campeonato alagoano.kkkkkkkkķkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkklkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • ivo

    E o Galo em! Pois é, deu um chocolate no Asa. Deu um sinal de competência no alagoano, eu acredito que apartir de agora os caranguejos fiquem com uma pulga atrás da orelha. Caranguejos com orelha é dose kknkkkkkkkkk esses marujos sem barco, lá pras bandas do Nelsinho não tem lagoa,aliás é uma poeira da gota serena, parece mais reforma de puxadinho de vila, estão caindo na real, time pequeno o sonho é curto,acabou, o sonho acabou! Mais um periódo de jejum, triste mais é real.O GALO DE CAMPINA É FORTE!

  • Cardoso

    Eu já falei aqui várias vezes, não existe nosso senhor do bom começo, só existe um, Nosso Senhor do Bom Fim

  • ivo

    A profecia esta se cumprindo a risca, segundo o profeta caranguejo, de A, pra B, de B pra C, e daí em diante é profecia cumprida KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK toma tenência profeta de balcão de bodega kkkkkkkkkkkkkkkk, o cego é aquele que vê mais faz de conta que não vê.