O que passou e o que está por vir – Blog do Marlon
CRB competiu, discutiu o jogo na Ilha, mas o resultado não veio
Esperança segue viva

Chegamos ao momento de interrupção das Séries A e B para a disputa da Copa América. A Série D seguirá normalmente.

Para as quatro equipes alagoanas nas competições nacionais, o final de semana foi de altos e baixos. Na Série D, 100% de aproveitamento. O Coruripe venceu sua única e última partida na competição ao derrotar o Sergipe por 1 a 0. Pelo mesmo placar, o ASA bateu a Jacuipense na sua despedida da 1ª fase. O Coruripe para. O ASA segue.

Na Série B, o CRB gerou a expectativa de entrar no G4, mas ao ser derrotado no Rei Pelé por 3 a 1 para o América-MG, ficou próximo da zona de classificação, mas deixou o torcedor de cabeça inchada. O time voltou a apresentar um problema de consistência defensiva e sem a proteção de um primeiro volante foi presa fácil para o Coelho.

Já na Série A, frustração é o resumo do enredo. O CSA fez uma bela apresentação diante do Botafogo. Mais uma vez mostrou evolução, crescimento no seu jogo. Teve média de finalização do Palmeiras, por exemplo, marcou um gol em uma jogada construída, cresceu na qualidade de jogo com o meia Jonata Gómez, mas acabou sofrendo uma virada e derrotado pelo Botafogo permaneceu na zona de rebaixamento. Marcelo Cabo, técnico do CSA, teve uma estratégia muito eficiente, trouxe desconforto para o Botafogo, fez sua equipe jogar e trouxe questionamentos nas mudanças e na postura da equipe após construir a vantagem.

Nestes questionamentos cabe uma discussão. Talvez os jogadores escolhidos, ou pelo menos, dois deles, não fossem a minha opção ou a opção do torcedor, mas as escolhas foram baseadas no treinamento, naquilo que o jogador entrega no trabalho. Infelizmente, Madson, um dos mais questionados, não entrou bem no jogo. Em relação ao modelo de jogo, Cabo vem fazendo isso em todo o seu trabalho. Quando teve acesso e nos jogos contra Palmeiras, Santos, Goiás, por exemplo, fez a mesma coisa mas com o resultado, o torcedor não xingou. Podemos até discutir o modelo, mas não a coerência do treinador em manter uma maneira de jogar que está posta.

Agora, o ASA terá como adversário o Itabaiana. Em tese, um adversário melhor de ser enfrentado. Deslocamento menor, clube do interior, assim como é o alvinegro, realidade mais próxima.

O CRB enfrentará o pesado Sport. Time que enfrenta um grande crise financeira, mas que tem o peso da camisa, bons jogadores e um ótimo começo de Série B. Parada dura para o CRB.

Já o CSA tem o questionado jogo em Brasília, como mandante, contra o Flamengo. O CSA será franco atirador e por linhas tortas, o clima criado após a derrota para o Botafogo, a pressão sobre Marcelo Cabo, jogar fora de Maceió, ficou até mais confortável para o time azulino. A estratégia de jogo será importante e decisiva para, quem sabe, o CSA surpreender o país e conseguir um resultado positivo.

Apenas desejar ‘boa sorte’ para as nossas equipes não basta. Com os adversários que terão pela frente também será necessário competência, pois CSA e CRB terão times mais fortes, de investimento superior e com peso de camisa. Em resumo, o que vier será lucro.

  • Luiz

    Caro Marlon.

    Sou azulino, mas, confesso que estou desestimulado com esse técnico, tem que mudar, o Marcelo Cabo não tem tática de jogo, todos os adversários do CSA já conhecem o manjado jogo, ou seja, quando o CSA está na vantagem, imediatamente recua, aí o adversário já sabe qual a forma de desbloquear a retranca, jogo aéreo, aí é só correr pra o abraço.
    É bom lembrar, o jogo contra o Flamengo será outra DERROTA para a coleção, o CSA não tem condições de permanecer na serie A, na próxima rodada será o Lanterna.
    Quem viver verá.

  • SANTOS

    Caindo sem dividas !

  • Luiz R S Filho

    Marlon….Com respeito ao CSA…..e batendo numa tecla que está tão usada que emperrou…. Não há mais condição do Sr. Treinador do AZULÃO continuar à frente de seu comando técnico. Inclusive este cidadão agora está inovando. Quando num jogo, mesmo o adversário sendo de melhor nível/camisa – se complica, o Sr. MC facilita as coisas, proporcionando a reversão da situação, ou seja, constrói uma situação favorável (vantagem) e depois destr´ói. Admitindo-se que o Sr. MC orienta a equipe quando procede as modificações e o time não obedece, não cumpre, é sinal de que perdeu o comando.

    As chances que o CSA tem de lutar/brigar pela permanência (que é muito difícil todos sabemos) é conquistar pontos (vitórias principalmente) em casa e com o apoio de sua Torcida, aproveitando os deslizes/irregularidades dos grandes adversários.

  • Antônio R.

    Time fraco, técnico retranqueiro, só tem três gols no campeonato, centravante horrível, zaga péssima e o técnico não tá nem ai, se fosse ele tinha vergonha na cara e pedia prá sair, chamou tanto o Botafogo prá cima e o Botafogo sem querer ir, foi porquê foi convidado e tem mais todos os times tem contra ataque, menos o CSA, eu queria quê o AZULÃO chegasse na série A, porém não estar aproveitando as oportunidades quê está aparecendo, o Botafogo pediu pra apanhar e no fim levou os três pontos, culpa do Marcelo Cabo quê é medroso e recuou tanto o time quê se a partida durasse mais o time ia ficar por trás das traves.

  • ivo

    Nós somos traídos pela paixão. Qual foi a cigana que leu a nossa mão? Ela disse realmente, que em Alagoas se pratica um futebol profissional?Amigos, o feito do csa foi louvável, agora imaginar que numa serie A, nós tenhamos um bom desempenho! Sei não, vai mudar técnico, e aí, quantos gols perdeu o Marcelo Cabo? Foi bom enquanto era ilusão, viola de boca todo mundo toca, quero ver no próprio instrumento. O CRB coitado tá quase parando, se tirar o técnico é pior, esta tirando leite de pedra, vamos lutar pra não cair.

  • Luiz

    Caro Marlon.

    Percebo claramente que a única solução é o divórcio de Marcelo Cabo com a Diretoria do CSA, ou seja, chegou a hora da Diretoria do CSA aproveitar a parada da Série A em razão da Copa América e, dispensar o técnico Marcelo Cabo, tem que contratar outro Técnico UU para tentar permanecer na série A.

Deixe uma resposta ivo
Cancelar reply