CSA tem intensidade, vence Salgueiro e se mantem na zona de classificação do Nordestão – Blog do Marlon
Joias garimpadas em meio à mesmice
Em tarde inacreditável de Zé dos Gols, CRB fica no empate com misto do ABC

Patrick Fabiano comemora o gol da vitóiria do CSA sobre o Salgueiro – Foto: Pei Fon

 

Em um grupo com equipes com melhor aproveitamento, o CSA consegue a segunda vitória consecutiva e segue invicto na Copa do Nordeste e na briga para a classificação para 2ª fase.

Com uma semana cheia de trabalho, o CSA foi mais intenso, principalmente no 2º tempo e derrotou o Salgueiro, time eficiente e muito bem treinado por Sergio China, com um gol do artilheiro da Copa do Nordeste, Patrick Fabiano e grande atuação de Régis.

 

1º TEMPO – Marcação agressiva do Salgueiro. CSA teve dificuldade para jogar nos três corredores – Imagem: Taitcal Pad – Marlon Araújo

O time azulino terá uma nova semana cheia e mais um período de treinamento para os novos jogadores contratados. O CSA segue em evolução e com a chegada de jogadores com qualidade deverá melhorar sua performance na reta final do alagoano.

O jogo tático

1º TEMPO – Espaço pouco explorado pelo Didira. Didira e Dhawan ficaram presos e não conseguiram jogar pelo corredor central. Os corredores laterais estavam bem marcados – Imagem: Marlon Araújo – Tatical Pad

 

CSA modelado da maneira que veio para o clássico contra o CRB, jogadas com profundidade pelas laterais e com Régis no lugar de Hiago. Mas o CSA fez um tempo inicial muito abaixo do que é esperado para um time que está na Série A. O CSA enfrentou um Salgueiro muito bem treinado por Sérgio China, com volantes muito agressivos na marcação e sem ter um centroavante centralizado.

O jogo até ofertava um espaço pelo corredor central, mas Didira e Dawhan não atacavam este espaço e Matheus Sávio não tinha a mesma movimentação apresentada no clássico com Victor Paraíba. Celsinho e Rafinha pouco ultrapassavam e quando Rafinha conseguiu ultrapassar foi próximo aos 30 minutos Tudo isso deixou o time previsível.

Durante o intervalo avaliei que o CSA precisava adiantar o posicionamento de Didira e que os corredores , tanto o direito, quanto o esquerdo, precisavam ser ativados. Marcelo Cabo voltou com Hiago no lugar de Victor Paraíba e com isso, o CSA conseguiu encaixar melhor sua movimentação ofensiva.

2T – CSA – Mais participativo na 2ª etapa, Didira faz um passe em profundidade e encontra Hiago livre pelo corredor esquerdo que cruza para Patrick Fabiano que sozinho desperdiça mais uma chance clara de abrir o placar.

Os extremos começaram a flutuar para o corredor central, ocupando espaços entre linhas nas costas do volante, Hiago flutuava por dentro pelo corredor central, Sávio fazia o facão pra fora por corredor lateral esquerdo e Rafinha atacava espaço em velocidade. Essa triangulação era ajudada por Didira que iniciava a jogada com um posicionamento muito adiantado. Com isso, CSA começou a chegar. Hiago fez a jogada pelo lado, Patrick Fabiano subiu sozinho para quase marcar.

Marcelo Cabo percebeu o momento e resolveu também ativar o corredor direito. Saiu Celsinho, o jovem Gersinho veio para o jogo, Régis foi recuado para a lateral mas passou a atacar demais o espaço pelo corredor direito. Dois minutos depois, Régis recebeu a bola, com a perna direita ameaça ir para o fundo, corta para dentro e com a perna esquerda dá uma assistência perfeita para Patrick Fabiano cabecear e marcar o gol do CSA.

Depois Régis ainda protagonizou as principais jogadas pelo lado direito efetivando corredores.

CSA começou a ser mais intenso, aumentar a velocidade e como o Salgueiro vem desgastado e havia corrido muito no primeiro tempo, foi presa mais fácil. O time azulino conseguiu uma vitória absolutamente decisiva na busca por classificação.

Indiquei Régis como –literalmente – dono do jogo. Foi o garçom e craque da partida. Marcelo Cabo foi o melhor treinador.

  • Luiz Carlos

    Marlon, estive no jogo e cada dia mais fico admirado com Matheus Sávio. Joga muito. Ele é meio time do CSA. Como sempre, acompanhei o pós jogo na Rádio Pajuçara, e , o que eu escutei foi vocês enaltecendo o Regis como o melhor em campo, que descordo, apesar de feito uma grande partida. Para mim foi o Matheus. Melhor jogador que atua em Alagoas. Joga muito acima da média dos outros jogadores. É um prazer vê ele jogando, o cara está em todos os lados do campo com a bola e sem abola marcando. Muito acima da média. Um abraço a todos.

  • Olympio

    Com a chegada dos novos reforços a tendência é o nosso AZULÃO crescer. Mas aproveito o espaço para indicar um volante que com certeza seria de muita utilidade para o CSA. Ele agora está defendendo o São Caetano. O nome dele é Vinicius Kiss. Joga muito e cairia como uma luva nesse time do CSA. Estou usando este espaço para indicar este jogador , porque tenho certeza que os dirigentes AZULINOS acompanham.

  • Ayrton

    NaN

  • AZULINO BEBEDOURO

    O futebol do CSA apresentado na magra vitória diante do fraco time com nome de escola de samba é o mais do mesmo, ao longo desses dois primeiros meses de trabalho do Azulão do Mutange. O time é fraco, o planejamento foi fraco e a diretoria maruja acordou e resolveu contratar. Ainda faltam dois jogadores para reforçar o elenco. O time azulino não tem muito o que oferecer. É esperar os reforços estrearem para sabermos se o futebol do CSA vai melhorar. CSA é o único campeão brasileiro de futebol de Alagoas, chora não comédias. E SE FICAR PUTO É PIOR

  • alexandre

    Excelente análise Marlon!
    Para garantir os três pontos o placar foi suficiente, porém, uma melhor eficiência nas conclusões em gol poderíamos ter saído com um placar bem melhor, mesmo assim o time mostrou evolução ofensiva.
    Acredito que com Apodi apoiando o Régis e Manga Escobar dando velocidade pelas beiradas junto com Matheus Sávio o CSA vai melhorar bastante. Bolas alçadas pro Patrick Fabiano não faltará!

  • Roger

    Excelente análise Marlon!
    Para garantir os três pontos o placar foi suficiente, porém, uma melhor eficiência nas conclusões em gol poderíamos ter saído com um placar bem melhor, mesmo assim o time mostrou evolução ofensiva.
    Acredito que com Apodi apoiando o Régis e Manga Escobar dando velocidade pelas beiradas junto com Matheus Sávio o CSA vai melhorar bastante. Bolas alçadas pro Patrick Fabiano não faltará!

    Obs.:
    O comentário foi postado anteriormente equivocadamente com outro nome. Peço desculpas ao Alexandre.