Em tarde inacreditável de Zé dos Gols, CRB fica no empate com misto do ABC – Blog do Marlon
CSA tem intensidade, vence Salgueiro e se mantem na zona de classificação do Nordestão
CRB escapa de ‘mordida’ do Jacaré e dá uma ‘dentada’ em mais 600 mil

CRB teve várias chances e deixou a vitória escapar pelas mãos – Foto: Andrie Torres-ABC FC

 

Ás vezes o futebol é irônico. Zé Carlos tem o faro do gol. Tem no seu apelido a relação direta com o grande momento do futebol: Zé dos Gols. Mas no jogo contra o ABC de maneira quase inacreditável, Zé Carlos teve uma chance atrás da outra e desperdiçou todas. A valência finalização evitou que o CRB ganhasse do time dois, alternativo ou misto do ABC.

A invencibilidade de empate é uma invencibilidade de areia, a qualquer momento pode ser desconstruída. É necessário que rapidamente, o time consiga apresentar um bom desempenho. O que deixa um alento é que aquilo que o CRB apresentou no segundo tempo, com uma maior qualidade no terço final possa voltar a fazer as pazes com o gol. Time já está a 270 minutos sem saber o que é balançar as redes.

O Jogo tático

 

CRB do primeiro tempo que não funcionou ofensivamente , a dobra de lateral esquerdo Guilherme no 1º Tempo jogou como lateral . Junior (2) não conseguia ultrapassar e Hugo Sanches não entrou em campo. – Imagem: MarlonAraújo – Taitcal PAd

 

CRB no primeiro tempo veio modelado como o torcedor gosta, um time com apenas dois volantes. No entanto, o time voltou a apresentar dificuldade no corredor do lado esquerdo. Também apresentava Hugo Sanches no lado direito, Danilinho no centralizado e João Paulo no lado esquerdo.

Mais algo não funcionou. Roberto Fernandes trouxe a dobra de lateral com João Paulo na segunda linha e novamente Guilherme como lateral. Mas mesmo fazendo sua estreia, João Paulo até tentou ser este extremo, mas não chegou nem perto da qualidade que tem o Guilherme como extremo. Imaginei que Roberto Fernandes planejou um tempo para cada um na dobra.

Danilinho recebeu o encaixe da marcação, Ferrugem não conseguiu ultrapassar e Junior foi apenas lateral também sem apoiar, sem atacar espaço. Danilinho tentou a movimentação mais sumiu do jogo, havia uma boa marcação sobre ele, depois Victor Rangel sentiu, entrou Zé Carlos mas o Galo não conseguiu fluir  no 1º tempo.

O CRB do segundo tempo , foi o dono jogo , Mailson entrou e mudou a característica do time , sua principal característica de arrastar marcação , velocidade e excelente 1×1 , fez o CRB criar no mínimo 5 chances reais de gol , mas o expert em finalização , Zé Carlos não estava no dia de inspiração – Imagem: Marlon Araújo – Tatical Pad

 

O ABC tinha uma equipe mista, com apenas três jogadores do time titular visto que jogará na quarta-feira, a decisão do 1º turno contra o América. Ranielle fez um time espelhado no CRB com dois volantes, sendo um deles, Joílson (ex-CSA, Santa Rita) , na linha de três Wanderson pelo lado direito,  Valdemir centralizado, o uruguaio Pepe Alvarez no lado esquerdo e o jovem Vitinho de apenas 17 anos, mas foi muito abaixo do que se espera do atacante.

O primeiro tempo ficou muito lento, um jogo de intermediária a intermediária e com as equipes com o mesmo planejamento de jogo, saída em linha de três e projetando laterais ao mesmo tempo e fazendo saída em troca de corredor de bola longa e ataque direto. O jogo ficou monótono e apenas o ABC teve uma grande chance, após uma tabela entre Valdemir e Alvarez, o uruguaio entrou na área e Edson Mardden fez uma linda defesa.

No segundo tempo, Roberto Fernandes fez a leitura daquilo que o CRB precisava e trouxe Maílson, com a ideia de um extremo mais ativo, um jogador para usar o ‘um contra um’, com força e velocidade para quebrar a linha e inverteu o posicionamento de Guilherme, que até o momento é o melhor jogador pelo corredor esquerdo.

A partir disto, o CRB conseguiu criar jogadas ofensivas, criou com Zé Carlos quatro chances cristalinas, sem ter sucesso na finalização. O ABC incomodou apenas aos oito minutos quando Wanderson quase marca. Foi um tempo inteiro do CRB mas o Galo não conseguiu a vitória.

Melhor jogador Maílson, mudou a história do jogo, ninguém parou o extremo do CRB. Garçom foi Waldemir (ABC) e o melhor goleiro Edson (ABC). Melhor treinador foi Ranielle (ABC) por trazer um time alternativo, cheio de garotos, com média de idade de 22 anos e conseguir o que ele veio buscar: um empate.

  • Obsevador

    O CRB precisa urgentemente de outro centroavante. Só temos o Rangel e o despreparado Zé do Gole, que por sinal, não era pra ser contratado. Foi uma besteira que a diretoria fez. É um ex jogador em atividade.

  • Vamos aguardar

    Foi um Deus nos acuda quando o CSA empatou com o sub 23 do Vitória!!

  • Felipe M.

    Quando o Azulão empatou com o sub 23 do vitória foi uma enxurradas de críticas – vale lembrar que foi o primeiro jogo oficial do Csa – Agora, o crb empata com o time reserva de um abc que está numa série inferior e ninguém da impressa fala nada. CSA divide a liderança da CN mas mesmo assim dão ibope ao time de roteiro.

    Avante, Azulão!

  • Luiz Gustavo

    É amigo, importante sempre será que p time roteirense tá invicto técnico/impressa tudo bem emaravilhoso…. cadê o Abrahão torcedor do 5º CT kkkkkkkkkkkk.

  • um ALAGOANO

    nosso problema é o Zé do gol(?), o cara não tem força física mais pra suportar o tranco das partidas, bolas que chegaram em condições fáceis de fazer o gol mas o fator físico foi determinante e isso numa série B fica difícil de ter sucesso, desse jeito é lutar pra não não cair na B se o Sr presidente continuar com a teimosia dele com jogador desse nível, tenho 63 anos e corro mais que o Zé Carlos.