Jogo fraco mas com bons – e novos – conceitos para se ver – Blog do Marlon
CRB escapa de ‘mordida’ do Jacaré e dá uma ‘dentada’ em mais 600 mil
Em que corredor o clássico poderá ser decidido?

Victor Paraíba, jogador da base azulina, foi uma boa surpresa no time do CSA – Foto: Pei Fon-TNH1

 

Tecnicamente CRB e CSA fizeram um clássico sem sal, sem emoção, sem grandes chances de gol. Neste critério, o CSA esteve mais próximo da vitória pois Gérson perdeu uma incrível chance após uma falha absurda de Edson Marden.

Mas o clássico não foi este vazio técnico. A partida trouxe alguns conceitos dos técnicos que traz uma boa perspectiva para os próximos dias. CRB com um meia com mais dinamismo e mais verticalidade. Ainda é um jogador que sente o ritmo mas deverá – em assim seguindo –evoluir e colaborar muito com a equipe.

No CSA foi bom ver o time mais solto, com volantes com características diferentes, a utilização de um lateral que dá a condição de apoio , dois extremos ofertando profundidade e jogadores da base sendo utilizados no clássico.

Sem um grande clássico ficou a impressão que os dois podem evoluir significativamente com os conceitos e opções utilizados pelo treinadores.

O jogo tático

 

CRB marcou a saída dos dois zagueiros e deixou o lateral oposto “livre”, para forçar a bola longa do CSA e tirar vantagem pela superioridade numérica no último terço (1º Tempo).CSA acabou ficando sem saída por dentro e com dificuldade para sair na bola longa – -TaticalPad-Marlon Araújo

As escalações mostraram que os dois técnicos fizeram escalações corretas. No CSA , Didira apareceu no corredor central jogando como segundo volante e também tivemos situações que o time azulino não ofertava que era a profundidade com Victor Paraíba e Hiago. Além disto, Rafinha na lateral esquerda ofertava a possibilidade do chute de média e longa distância, o apoio ofensivo e um posicionamento defensivo, menos contundente, mas com posicionamento.

No CRB a novidade veio com Ferrugem escalado pelo corredor esquerdo e não pelo corredor direito. O objetivo era reforçar o corredor mais fragilizado do clube. Danilinho como titular e Zé Carlos no lugar de Victor Rangel.

O jogo começou com o CSA mais acesso no jogo. O time criava jogadas graças a movimentação de Sávio e Paraíba e Matheus Silva não conseguia o encaixe. O CRB só conseguiu equilibrar o jogo lá por volta dos 30 minutos.

Vídeo-Imagens: Vitor Andrade – Analista de Desempenho

 

Ainda no 1º tempo, Castán acabou fazendo falta dura em Danilinho e apesar da cobrança dos jogadores do CRB por expulsão, ele recebeu advertência com cartão amarelo. Na transmissão falei que o lance era interpretativo. Se Rafael Carlos Salgueiro interpretou como uma atitude temerária, por exemplo, chutou a bola e o pé bateu sem intenção , era cartão amarelo. Se ele interpretou como jogo brusco grave, cartão vermelho. Visualizando as imagens errou era expulsão .

No intervalo houve um oba-oba e ao retornar ele aplicou amarelo em Celsinho e Zé Carlos. Quando aos impedimentos, a grande maioria acho que o Ruan Luis acertou. Não temos a câmera para determinar se o assistente acertou, mas ele errou num lance difícil , Danilinho estava em condições com isso baixou sua nota para 6 .

No segundo tempo, Roberto Fernandes voltou com o time diferente. Ferrugem voltou ao laodo direito e ai começou a sair em linha de três, segurando Matheus Silva e projetando os laterais ao mesmo tempo. Isto empurrava o CSA para o seu campo e fazia o Galo criar situações de perigo, porém esperava no momento ruim de finalização.

Gérson (13-CSA) foi o craque do jogo. Danilinho (10-CRB) foi o garçom.

Ficou latente a falta que fizeram Régis (CSA) e Victor Rangel (CRB). Foi bom ver o CSA mais solto com volantes de características diferentes e colocar no clássico dois jogadores da divisão de base e no CRB foi bom observar Danilinho com pouco tempo de trabalho, mas pode acrescentar muita coisa ao Galo.

  • Adeildo Santos

    vai melhora !!!!!!!!!!!!!!!!!!! principalmente o azulão com a chegada de novos jogadores

  • Abrahão

    MARLON, NÃO GOSTEI DO QUE ASSISTI, DOIS TREINADORES COM MEDO DE PERDER O CLÁSSICO, JOGO FRACO, OS DOIS GOLEIROS NÃO SUARAM AS CAMISAS. EMOÇÃO MESMO FOI CHILIQUE DO MARCELO CABO.

  • CARLOS FRANCISCO DE FARIAS

    Apesar do banho-Maria,eu gostei do jogo.Cada time teve um tempo melhor em campo.Agora o Marcelo Cabo como treinador,sou mais o Roberto Fernandes.

  • Alagoano

    A impressão que tive é que o CRB nao tem mais o que evoluir, já o CSA muita coisa vai mudar pra melhor!

  • tiosanrp@hotmail.com

    Já era esperado um futebol fraco como foi apresentado ontem no Estádio Rei Pelé. Em determinado momento, a pelada deu sono e nem café forte salvou. Resultado do nível fraco do Campeonato Alagoano 2019. E o meu Azulão ainda conseguiu sem pior que o time rosado do interior. É melhor o estadual acabar e rezar para que chegue logo 2020!

  • Wagner Lopes

    Estão protegendo o pessoal do mangue. Cessia está atrapalhando a federação e os juízes, estão a tanto tempo na lama da lagoa que já viraram elemento integrante do manguezal. E como vocês sabem, caranguejo em extinção tem proteção da lei…

  • Newton

    Eu estou vendo mas uma vez o Coruripe chegando domingo ele va da uma sapatada n Muricy e CRB pegar o desesperado asa

  • Rogerio Barboza da Silva

    Perfeita a análise tática, jogo de nível técnico sofrível, porém, a ” BOLA FORA” FOI DA COMISSÃO DE ARBITRAGEM, COMO ESCALAR UM ÁRBITRO AUXILIAR COM O PERFIL DESSE SR. RUAM. AS REDES SOCIAIS DELE SÃO DE UM AMADORISMO EXTREMO. SUA PAIXÃO PELO CSA ESTÁ ESCANCARADA . EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO, QUANDO ALGUÉM PRETENDE SE HABILITAR A UMA FUNÇÃO QUE ENVOLVE JULGAMENTO DE INTERESSES E COMPORTAMENTOS ALHEIOS, HÁ QUE SE FAZER UMA INVESTIGAÇÃO SOCIAL, É ASSIM NAS POLÍCIAS, MAGISTRATURA, MP E ETC. A COMISSÃO DE ARBITRAGEM FOI EXTREMAMENTE INCOMPETENTE. DEPOIS DESSA, NÃO SE P´ODE RECLAMAR DE ARBITRAGEM DE OUTRO ESTADO. AFINAL SOMOS INCOMPETENTES. QUERO CRER QUE É SÓ ISSO.

    • TONHÃO

      Interessante como um clube que durantes anos foi escandalosamente beneficiado pela arbitragem agora querer crucificar um bandeirinha por um erro (será?), choram as rosas pois os tempos de arbitragem de cartas marcadas a seu favor ficaram num passado recente.

  • Hugo Vinícius

    A arbitragem brasileira é um fracasso, a alagoana é um horror! Não dá pra apitar clássico, o bandeirinha errou absurdamente contra o CRB e ainda pra piorar a situação tem fotos postadas com camisa do Csa! Me levar a entender que foi mal fé!

  • P Pedreira

    O cabo conseguiu desmontar o bom time de 2018 do glorioso azulão , agora só indicou pereba e chegando mais a direção azulona está perdida, se com o time que tem não consegue despenar a “galinha morta”, vai perder todas na série A.

  • Márcio Lobo

    engraçado que não citou o impedimento mal anulado e a falta de cartão vermelho, o bandeirinha “Azul” (torcedor declarado do time do mutange) não tem condições de trabalhar em um cassico.

  • Jr Malafaia

    Se aquele árbitro de ontem foi o melhor do Alagoano 2018, imagina o pior…?
    Cartão amarelo para aquela tentativa de assassinato do jogador do mangue em cima do jogador do CRB é dose…
    O que esperar da terra que produziu o Chicão da Mancha?

  • ivo

    Os coment´ários do jogo, não diz o que realmente acontece dentro de campo. O destaque foi Macelo Cabo, dando pity no intervalo, faltou bola para se cementar. Nós vamos ficar comentando que tal jogador não fez o gol e que naquela bola o jogador merecia ser expulso, isso é muito pouco para CRB e CSA num clássico onde a expectativa é maior. O que esperar de um clássico? No mínimo emoção! Gol é uma consequência da partida. Mas ficar daquele jeito, um com medo do outro, isso é muito pouco pra quem tá acostumado em ver um clássico como CRB e CSA.

    • Luiz R S Filho

      Meu Caro Ivo…..desde garotinho que ouço uma expressão no futebol…..”o medo de perder…tira a vontade de vencer” É isso que temos visto nos últimos classicos CSAxCRB….CRBxCSA….. de dois anos pra cá…… isso afora a falta de qualidade dos jogadores que iniciam a temporada. Cravar empate hoje é ponto certo na Loteca.

      • ivo

        É verdade Luiz R S Filho, ficam dizendo inverdades de uma partida de futebol, como se a gente não conhece futebol. Ora! Isso fala-se pra quem tá vestindo fraldas, não para uma turma de cascudos, como a gente. Esse negocio de formulas mirabolantes é pra quem fica vendo na tv, para quem vai ao campo quer ver bola na rede, não aquele joguinho murcho que nós vemos, e, depois o comentarista dizendo que foi fraco nais foi importante, ah, é! importante para Marcelo Cabo e ´Roberto Fernandes, que continuam a frente de suas equipes, e, eu que vá assistir essa pelada sem emoção e sem graça.

  • Pedra Noventa

    O cabo de v……… conseguiu o impossível, desmanchar o plantel vitorioso azulino com 4 acessos consecutivos: Séries (D,C,B e A- Elite do futebol), fato inédito no futebol brasileiro e transformá-lo em um time medíocre e medroso, ao ponto de não conseguir “despenar a Galinha Morta do Roteiro”. Na série, não vai ganhar de ninguém com este jogadores perebas bichados e chegando mais no mesmo nível de mediocridade. A Diretoria está perdida igual a cego em tiroteio.Tenho dito!

  • Guedes

    O que mais mim impressionou neste clássico ,foi ver um componente da arbitragem que não sei o nome, mandar torcedores do CRB Tomar no cu, na hora que tavam descendo ao vestiário. Vergonha descarada