Em que corredor o clássico poderá ser decidido? – Blog do Marlon
Jogo fraco mas com bons – e novos – conceitos para se ver
Chegada de reforços é a 1ª ação do CSA após ‘divisor de águas’

Hoje é dia de clássico entre CSA e CRB. O maior produto esportivo de Alagoas, o espetáculo de maior público produzido na terra dos Marechais terá sua primeira disputa neste domingo. Existe a garantia de dois jogos, além deste pelo Alagoano, mais um pela Copa do Nordeste.

No entanto, CSA e CRB ainda poderão se encontrar mais duas vezes no Alagoano, podendo ser nas semifinais ou nas finais, além de também poderem se enfrentar nas outras fases da Copa do Nordeste, sendo nas quartas, semi ou até mesmo na decisão.

O Blog traz uma pergunta que tentaremos responder. Em qual corredor o clássico poderá ser decidido?

Imagem – Universidade do Futebol

A primeira situação a ser definida é explicar que existem três corredores: corredor direito, esquerdo e central, todos eles, com variantes ofensivas e defensivas.

O CRB apresenta dificuldades pelos corredores laterais. Isto acontece em virtude das contusões de seus dois – bons – laterais considerados titulares. Igor está fora e proporcionava uma combinação muito forte pelo corredor esquerdo, com a dobra ao lado de Guilherme. Pelo lado direito, Junior poderá retornar hoje, mas o retorno, sem o ritmo e no clima do clássico sempre gera uma dúvida. Já pelo corredor central, o CRB tem muita força nos seus dois homens de marcação, um deles com muita qualidade na ultrapassagem, mas ainda não conseguiu o rendimento ideal no homem que articula as ações pelo corredor central.

No CSA, o time tem opções de manter a estrutura dos corredores da temporada passada, com Celsinho por um corredor e Rafinha pelo outro. Didira poderá completar o corredor na mesma estrutura do ano passado. Também existem novas opções. Pedro Rosa é uma boa opção pelo corredor esquerdo no aspecto defensivo, mas apresenta deficiência ao precisar fazer a transição ofensiva. No corredor central, o CSA possui uma característica diferente do CRB. Os dois homens responsáveis pela marcação possui a mesma característica e o homem que completa o corredor possuí muita mobilidade. Na parte ofensiva, o CSA não demonstrou ainda jogadores com dinamismo, com a possibilidade de dar amplitude, a opção dos corredores ofensivos do CSA está baseada em movimentação.

Com dois grandes técnicos, inteligentes e com estratégias eficientes, espero uma partida absolutamente disputada e até mesmo decidida em uma ‘jogada’ ou ‘cartada’ de mestre.

Para o CRB, o clássico poderá ser decidido no encaixe da bola parada, ofertada principalmente por Hugo Sanches, que tem muita qualidade nesta valência e principalmente na capacidade de finalizar do volante Matheus Silva, autor de três gols nesta temporada. O CSA tem a individualidade e qualidade do meia atacante Matheus Sávio e na presença de área e eficiência de Patrick Fabiano.

O Galo poderá decidir o clássico pelo corredor esquerdo com Guilherme e Hugo Sanches. Já no CSA, a qualidade maior vem pelo corredor central com a qualidade de Matheus Sávio. E você, acredita que a definição do clássico virá em que corredor? Opine. Interaja.

  • ANTONIO MARTINS

    Todos esses corredores podem ser anulados pela por uma má arbitragem.

  • André

    No corredor do auxiliar, Juan, prejudicou o CRB descaradamente, e foi divulgada amplamente nas redes sociais, sua imensa torcida pelo CSA, comissão de arbitragem é cega, ou conivente.

  • ivo

    Não vi falha nenhuma na arbitragem, vi sim um jogo de compadres onde uma equipe estava com medo
    da outra. AMIGOS, ESTOU ACOSTUMADO A VER csa E crb, fazendo um jogo para sua torcida, ontem o que nós vimos foi um jogo onde ninguém queria perder, joguinho ruim, o negativo é esses maloqueiros que a imprensa fica divulgando que brigaram em determinado bairro, pra que divulgar? Deixa esses maloqueiros morrer rapaz! Gente ruim não merece destaque