Ponto conquistado e caminho ainda mais próximo da Série A – Blog do Marlon
Com 100% em casa na reta final, CRB dá passo decisivo para permanência
Na 1ª das duas batalhas no Castelão, CSA vence , aproxima-se do acesso e começa bem o ‘novembro azul’

E o CSA permanece firme na busca pelo acesso da Série A. Jogando na Arena Castelão, o time segurou o Fortaleza e após estar em desvantagem, buscou o empate conquistando um ponto precioso na luta para chegar a Série A.

Rigorosamente, o CSA precisa de uma vitória e um empate nos três jogos que lhe restam na disputa da Série B. O acesso já poderá ser confirmado no sábado. O objetivo traçado ao sair de Maceió para os dois jogos fora de casa foi rigorosamente alcançado: quatro pontos nos dois jogos.

Para isso, o CSA precisará vencer a partida do Atlético(GO) e contar com derrota da Ponte Preta em Caxias do Sul contra o Juventude e da derrota do Londrina para o Oeste em Barueri.

É claro que a cada rodada jogada, o CSA se aproxima pois o aproveitamento na parte de cima da tabela continua diminuindo. No sábado é casa cheia no Rei Pelé e a esperança do torcedor azulino de ver, em casa, o time carimbar seu segundo objetivo nesta Série B.

Jogadores do CSA agradecem o torcedor azulino no Castelão: apoio em momento importante na Série B – Foto: Rodrigo Cortez – ASCOM CSA

O CSA veio para a partida bastante modificado. Além de Leandro Souza que não podia jogar por conta de uma fratura no tornozelo, Cabo optou por retirar da equipe Rafinha, Daniel Costa e Walter. Trazendo Matheus, Juan e Rubens, nos respectivos lugares.

O primeiro tempo, o CSA adotou uma estratégia de se defender. Ele entregou a bola para o Fortaleza, baixou as linhas e visivelmente tentava fazer o ‘relógio passar’. Para se ter uma ideia, o primeiro tempo chegou a ter 70% de posse de bola do Fortaleza.

Apesar do CSA ter conseguido controlar o ímpeto cearense,  na parte final do 1º tempo, Diego Jussani encontrou um bola longa para Dodô, que dominou e acertou um lindo chute, abrindo o marcador. Em todo o primeiro tempo, o CSA finalizou apenas três vezes, sendo uma vez apenas na meta, forçando Boeck a fazer a defesa.

Com a saída de Didira do jogo e a entrada de Pio, o CSA se aproximou um pouco mais da área. No retorno para o segundo tempo, Cabo adotou a postura de adiantar as linhas, marcar mais alto. Com isso, ele impediu que Flávio e Nenê Bonilha ditassem o ritmo do jogo. Mais solto e posicionado mais próximo do gol, o CSA começou a chegar. Colocou bola na trave, trouxe Berola para o jogo, recuando Juan para lateral e tirando Matheus da partida, que acabou indo muito mal. A partir deste momento, Neto Berola voltou a entrar bem na partida. Criou uma ótima jogada individual, serviu Hugo Cabral que desperdiçou a chance do empate.

O CSA havia conseguido equilibrar o jogo e o time definitivamente cresceu quando Cabo tirou Dawhan e colocou Jhon Cley. Na formação do time a partir da entrada de Pio, ainda no primeiro tempo, Marcelo fez um triangulo de volantes no meio, com Pio mais a frente e como fosse um meia. Isso dava ao jogador a participação do momento ofensivo.

O empate veio no escanteio. Jhon Cley fez o desvio no primeiro pau e Hugo Cabral conseguiu empurrar para o gol. Com o empate, o time voltou a baixar a linha controlando o jogo e conseguindo um empate importante para o acesso.

Melhor treinador: Marcelo Cabo

Garçom: Jussani (Fortaleza)

Craque da partida: Yuri ( CSA). Repetiu mais uma grande atuação

  • LUIZ CARLOS

    O CSA ontem mostrou realmente que tem time para subir. jogou muito. Que orgulho senti ontem. O nosso treinador conhece muito de futebol. O treinador adversário Rogério Ceni se apequenou. Vamos azulão voltar para o lugar que nunca deveríamos ter saído. Um abraço a todos.
    Sábado o rei Pelé vai ser pequeno. A titulo de sugestão, queria que a diretoria do azulão desse toda essa renda para os jogadores e comissão técnica do CSA neste jogo de sábado a modo de incentivo.

  • Luiz R S Filho

    Está se aproximando o momento do acesso do AZULÃO DO MUTANGE à Elite do Futebol Brasileiro. Não é obra do acaso ou acidente. Tem tido sorte é verdade – que vem brindando sua competência ao tempo que pune os incompetentes. Manter o foco de sempre, não dar moleza ou acomodar. Buscar os nove pontos que ainda estão em disputa.

  • Cleantro Lima

    Tive a impressão que o jogador Dodô, do Fortaleza, ajeitou a bola no braço, quando dominou e fez o gol.
    Seria bom, se fosse mostrado o lance por outro anglo. Fica registrado.
    Vamos lá azulão!!!
    CSA na série “A” e CRB na Série “B”
    Tudo certo….

  • Wagner

    Ontem o Marcelo Cabo mostrou que sua teimosia corriqueira pode ser superada por um estudo bem feito do adversário. Rogério Ceni foi pego de surpresa com a escalação do Matheus, que diga-se de passagem anulou as jogadas ofensivas do Marcinho, e por isso não foi tão mal assim como comentado por você na rádio ontem e hoje no blog. A surpresa boa foi o Elivelton que não deixou o Gustagol pegar na bola e o Berola que finalmente mostrou um pouco do seu futebol. No mais, escalar Walter e DC seria burrice e graças a Deus ele não fez. Sábado será de festa e enfim Alagoas vai ser representada na elite do futebol!!

    • Marlon Araújo

      Futebol é legal por isso cada um visualiza do jeito que compreende o jogo. Eu visualizei diferente a atuação do Mateus .

  • EDUARDO HENRIQUE COSTA

    Caro Marlon, favor corrigir o lapso “após está em desvantagem” (está = estar). Parabéns pelo trabalho.

  • Azulão Campeão do Brasil

    CSA rumo a série A;
    crb rumo a série C.
    Tenho dito!

  • Luiz Gustavo

    Boa tarde, Marlon e Nação Azulina. Fizemos um jogo muito bom com líder Fortaleza
    O técnico Marcelo Cabo, está de parabéns pela escalação e nó que deu no Rogério Mito.
    Os jogadores pela garra e determinação. Sábado vamos lotar o trapichão…

  • Carlos

    Marlon e Nação Azulina, se tiverem oportunidade, leiam este interessante texto sobre o jogador Pio: https://blogdomenon.blogosfera.uol.com.br/2018/11/07/pio-o-craque-da-rodada/

  • Azulino

    Carlos!

    Assisti a reportagem sobre o jogador Pio.
    É um cara lutador.
    O texto mostrou sua trajetória na carreira de jogador e suas dificuldades.
    Parabéns ao jogador Pio e todos que fazem o nosso querido CSA.