Corrida por nova meta começa com derrota – Blog do Marlon
Faltou ousadia para um time que precisava da vitória
Presente de aniversário: CSA chegou a meta inicial e está a 6 vitórias da Série A

Vila Nova chegou a virada e derrotou o CSA em casa no 1º jogo dentro da meta de acesso – Foto: Pei Fon-TNH1

 

O CSA jogou contra o Vila Nova para buscar diminuir a distância dos pontos que precisa fazer para chegar a série A. Mas foi derrotado de virada pelo Vila Nova e trouxe mais um time  diretamente para a briga por acesso. O Tigre fez duas vitórias seguidas e entrou no G4 no começo da rodada.

O time azulino mostrou desgaste físico, não teve a mesma intensidade, apresentou um erro do técnico Marcelo Cabo na escolha em uma das substituições, a estratégia de Hemerson Maria funcionou de forma perfeita e até mesmo a direção azulina preparou-se para o jogo com questionamentos em relação a arbitragem de forma pública, vendo um árbitro que chegou com desconfiança fazer uma partida em alto nível.

O primeiro desafio do CSA dentro de uma nova meta não funcionou.  Nada desesperador. O time está na briga e permanecerá no G4 independentemente dos resultados. Mas agora terá apenas 11 jogos para obter seis vitórias, fazer 18 pontos e chegar a Série A. Nunca foi fácil, mas a derrota mostra o quanto é difícil este segundo objetivo traçado.

O jogo tático

Hemerson Maria trouxe como novidades Lucas Braga (11) e Geovane (5) na escalação da equipe, montando um 4-2-3-1.

Dentro deste sistema, Lucas Braga e Matheus Anderson marcavam a subida dos laterais do CSA e não permitiam que os mesmos conseguissem participar do momento ofensivo. Mesmo assim, Celsinho ainda tentou e conseguiu vencer alguns duelos.

Sem ter as laterais participativas, o corredor central do CSA começou a funcionar, com ultrapassagens, toques de primeira de Pio, Daniel Costa e com infiltrações do Jhon Cley.

Até próximo aos vinte minutos, o CSA mandou no jogo. Somente após os vinte minutos, o Vila Nova encontrou outro encaixe e passou a agredir mais o homem de bola, principalmente em cima do Pio. O CSA perdeu a qualidade no corredor central e passou a usar as ligações diretas para o Rubens. CSA ficou travado, previsível.

Até que aos 44 minutos, em uma jogada de muita persistência do Rubens, a bola sobrou para o Jhon Cley, que chutou rasteiro para fazer CSA 1 a 0.

Mesmo com o gol, a tônica do tempo inicial foi de equilíbrio. Vila deu mostras deste equilíbrio com duas finalizações do Matheus Anderson e exibia que o corredor esquerdo defensivo do CSA não tinha recomposição com Jhon Cley e Moacir e Matheus Anderson venciam os duelos.

CSA voltou do intervalo em bloco médio esperando um pouco mais. Cabo buscou evitar as passagens do Moacir trocando de posição Jhon Cley com Didira. Com isso, o CSA melhorou a recomposição e até equilibrou o jogo. CSA roubou algumas bolas e até tentou o contra-ataque.

Na primeira mudança do Vila, a opção foi por velocidade com Rafael Silva. Pouco depois , o próprio Rafael Silva empatou a partir de um erro na saída de bola de Daniel Costa.

CSA trocou os corredores trouxe Judivam e Pingo, mas tirou Pio , deixando Didira e colocando o camisa 19 do CSA para fazer a função de 2º volante. Com isso, o CSA desorganizou demais. O time não melhorou na partida, ai Daniel Costa e Didira desgastado, o time azulino perdeu a condição de organização ofensiva.

Depois Hugo Cabral entrou e por incrível que pareça, foi a peça que melhor rendeu no jogo. Já no final, novamente Rafael Silva entrou pelo lado esquerdo, chutou cruzado, Felipe Garcia aceitou e o Vila virou o jogo.

Vila conseguiu duas grandes vitórias contra Coritiba e CSA e entrou na briga pelo acesso. O CSA também sentiu o desgaste.

Rafael Silva foi craque do jogo. O garçom foi Pio. Melhor goleiro Matheus Pasinato. Melhor técnico Hemerson Maria e o árbitro cearense , que gerou uma grande expectativa, fez um grande jogo, passou despercebido.

  • Bento

    Quem perdeu o jogo ontem foi o Marcelo Cabo com 3 substiuições equivocadas, Pingo não tem que ser nem relacionado e muito menos entrar nos jogos. Era pra ter tirando do time que estava errando demais Daniel Costa, Jhon Cley e por ultimo o rubens que estava muito cansado. Marcelo Cabo tem crédito mais errou feio ontem. Rumo a série A AZULÃO!

  • ivo

    A Vila se valorizou duas vezes mais, alguém aí da marujada se interessa? E ainda esta barato! kkkkkkkk

  • Miral

    Foi apenas uma vacilada, mas como é bonito ver o CSA jogar. O time tem esquema, tem tática, cria oportunidades e a gente sempre fica na expectativa de que o gol pode surgir a qualquer momento. Já o CRB…como é sofrível ver o CRB jogar: parece um bando em campo, sem esquema, sem jogadas, sem criatividade e a gente sempre fica na expectativa que o time vai sofrer um gol a qualquer momento.
    CSA rumo ao título ! CRB rumo ao rebaixamento!

    • ALFREDO SEVERO

      Verdade amigo Miral, o futebol Alagoano voltou ao cenário Nacional graças a Campanha do C S A.
      Pois o time do interior 20 anos na série B, e nunca fez uma campanha dessa.

  • Wagner Cavalcante

    Marlon, o treinador Marcelo Cabo é um profissional muito competente, mas ontem errou feio nas substituições no segundo tempo e pateticamente na coletiva não foi capaz de reconhecer isso. O CSA perdeu completamente o meio campo quando ele esperou tomar um gol pra mexer no time. Deveria ter colocado um jogador de velocidade logo cedo, tirando Didira ou Jhon Cley, quando havia espaço. Assim travaria as subidas dos laterais do Vila e chegaria mais vezes no ataque. Aí esperou tomar o gol e mexeu mal demais tirando o Pio, que mesmo cansado era uma arma a mais na bola parada. Deixou o Daniel Costa se arrastando em campo e o Didira errando tudo. Pra completar ainda colocou o Pingo que não deveria nem estar mais no elenco do CSA. No 1×1 o time já mostrava uma bagunça só, sem meio campo e com o corredor esquerdo de defesa completamente exposto, por onde saíram os dois gols do Vila Nova. Marcelo Cabo tem méritos, mas assim como no jogo contra o Boa Esporte, ontem ele errou e não foi humilde pra admitir isso, o que preocupa bastante o torcedor. Contudo, mesmo com o resultado adverso seguimos no G4 e com a torcida apoiando até o fim.

  • NUNES

    Tenho que reconhecer que o time do Vila Nova jogou bem, mas poder´´íamos ter vencido ou, no mínimo, ter empatado, basta ver as defesas que o goleiro do time goiano fez ontem. Conforme já foi dito aqui, técnico bom é aquele que está vencendo. De fato, o trabalho do Marcelo Cabo tem sido excelente frente ao CSA com uma campanha memorável. Concordo que a derrota foi causada por falhas individuais. Contudo, ontem, na minha opinião, o técnico azulino escalou mal e mexeu pior ainda no time. Tenho repetido aqui que o goleiro Felipe não é confiável, faz excelentes defesas mas falha em lances bobos, não é à toa que ele recebeu o apelido de mão de alface em outros times em que atuou, quem duvidar pode pesquisar na internet. Prefiro o Frigeri, melhor ainda seria se não tivéssemos perdido o Kajuru.

  • AZULINO BEBEDOURO

    Daniel Costa errou tudo o que tentou. Didira não vem jogando há muito tempo, desde quando fizeram uma matéria relatando o bom momento do mesmo no começo do campeonato e depois nunca mais foi o mesmo. Atualmente, Didira tem erra um bilhão de passes. Parece que o arapiraquense está com a cabeça em outro lugar. O tal do Pingo nem deveria ser contratado, muito fraco. E o Marcelo Cabo errou nas substituições. Parece que o CSA tirou uma tonelada das costas e ontem o time estava irreconhecível. Com esse futebol de ontem, não iremos há lugar nenhum.

  • Raphael

    Calma pessoal, o acesso já tá garantido, a busca é pelo título, NEM DEUS TIRA NOSSO ACESSO. Avante, CSA.

    • AlvaroJCCosta

      Raphael, tua tática não está dando certo! Para de fala bobagem e vai torcer pelo teu time imundo de Roteiro que está precisando muito! A torcida azulina não pensa nem fala este tipo de coisa!

    • De Lima

      E o teu cêrrêbê vai cair, Raphael.

  • Everton

    Sou torcedor do Fortaleza e moro aqui há 23 anos.Nossa preocupação foi sempre a diferença para o quinto colocado.Titulo de serie C ou de serie B não damos a minima.É coisa de time pequeno.Tava parecendo que o problema do CSA era o Fortaleza e que,ou chegava à liderança ou morria.Culpa em parte de setores da imprensa q fazem oba oba.Tenho filho nascido aqui que ja é azulino.Calma,os dois subirão.

  • José Barbosa Filho

    Já começou fazer besteira, eu mandava uns três jogadores embora, jogando sem vontade, Rafinha era o primeiro, fica só olhando a bola entrar

  • Antônio R.

    Rafael vai chupar cana em roteiro quê é o lugar da galinhada, aí vem tú querendo queimar o filme do AZULÃO, tu sabe onde pega praga de urubú, naquele lugar. Porém falando em praga, esse goleiro mão de alface é muito ruim, o segundo gol, se fosse um goleiro de verdade tinha defendido aquele chute, mais não, bateu no mão de alface aí a bola entrou, ou goleiro fraco, aliás essa praga de goleiro em oito jogos já levou mais gol do quê os outros dois levaram nos jogos anteriores.

  • José A de Oliveira

    Marlon e torcedores bom dia, CSA é um time normal faz gols, leva gols pode sair vitorioso ou derrotado, tem um excelente técnico dar de 10 a zero no ‘técnico’ do CRB, esse ao meu ver é apenas um entregador de camisas não serve para nada mais, não sabe cobrar, não sabe se impor, não sabe escalar, não tem idéias, um zero a esquerda.
    O que tem sido diferente no CSA? os golpes de “sorte” da equipe. Sem a “sorte” não teria vencido vários jogos. Mais o CSA é um dos fortes candidato a subir, desde que a “sorte” continue com ele.

    • De Lima

      Oliveira, um time ficar todas essas rodadas que o CSA está no G4, só no fator sorte, só na cabeça de um torcedor do time de canavial. Acho que voce está chupando muita cana.

  • André

    O Marcelo Cabo é bom técnico,no entanto ele é muito teimoso. Demora nas substituições e quando faz são erradas. Ele espera tomar um gol para fazer a mudança tática e técnica. Que ele aprenda está lição de ontem contra o Vila Nova.

  • Almeida

    TÉCNICO BOM É SEMPRE O QUE TÁ GANHANDO, essa é a única verdade.

    Devemos lembrar que o mesmo Marcelo Cabo foi demitido ano passado de 3 times, porque os times não evoluíam, sendo um da série A (Atlético/GO) e dois da série B (Guarani e Figueirense). Bota o Marcelo Cabo no CRB pra tu ver. Bota ele pra ser técnico de um time com Bruno Paulo, Alípio, Boaventura, Diego, Mazola, Rafael Costa, Feijão, etc. AÍ EU DIGO QUE ELE É BOM! kkkkkkkkkkk

    • De Lima

      Almeida, você esqueceu que o Doriva foi dispensado da ponte preta, que se não me falha a memória estava no Z4? Aí, veio para o cêrrêbê que fica só marcando passo na beira do poço.

  • minha visão

    não quero acreditar que o CSA a partir de ontem começará a ganhar dinheiro !!!!!!!!!!!!! não se iludam nunca um clube de Alagoas irá disputar uma série a .

  • Cardoso

    Então tu quer dizer que o teu time, aquele de roteiro ganhou dinheiro esse tempo todo, por isso que nunca subiu e tu oliveveira, com o menusclo, comenta os jogos da tua porcaria e deixa o AZULÃO por nossa conta, vai cortar cana em roteiro e cuidar da tua galinhada e digo mais, além do teu rosinhas ter sorte, ainda os árbitros ajuda e não é pouco é muito, se não teus rosinhas estavam com 24 pontos.

  • Tora pleura

    O ditado mais certo que existe é que: “Time que tá ganhando não se mexe”. Mantinha o mesmo time que ganhou do figueirense e o no decorrer do jogo contra o vila ia mudando se fosse necessário, mas o treinador teimoso se acha o dono do mundo, celsinho é banco( o lateral que que veio do fluminense Wellithon joga mais), didira cansado é banco(o dawhan tem que ser titular), daniel alves cansado é banco), jonh clay cansado é banco. Teimosia de técnico não ganha jogo e perder em casa é feio e não se justifica.

  • Herbert

    Não entendo o porquê de o Boquita não pegar relação já algum tempo.
    É impossível que ele tenha desaprendido a jogar futebol. E após questionar alguém de dentro, eu soube que ele treina muito dedicado.
    Com a resposta o Sr. Marcelo Cabo.

  • Azulino

    Essa derrota para o Vila Nova foi lasca. pqp!!!