Jogo pobre, jogo rico – Blog do Marlon
É uma honra copiar
Em noite de decepções, derrotas de CSA e CRB apimentam o clássico de sábado

Jogo equilibrado, igual para CSA e CRB – Foto: Pei Fon – TNH1

 

É preciso separar o clássico em dois aspectos: o jogo técnico e o jogo tático. Tecnicamente o jogo foi fraco, um 0 a 0 sem muita graça e sem grandes emoções. Foram registradas poucas finalizações. O outro aspecto foi um jogo tático, muito rico na ideia dos treinadores, nas proposições e nas estratégias e na condição defensiva de ambas as equipes.

O resultado do empate sem gols acabou trazendo um resultado onde os dois pontuaram. Estável na competição, apesar de nos últimos nove pontos disputados em casa, o CSA ter ganho apenas um, o time azulino segue no G4, ocupando a 2ª posição. Já o CRB também pontuou, fato ressaltado pelo técnico regatiano como importante neste momento, mas mesmo somando um ponto, o Galo perder uma posição e agora é o penúltimo colocado.

O jogo tático

CRB iniciou o jogo melhor. O time ganhava a primeira e a segunda bola e Cleiton Xavier apresentava uma certa qualidade, dando dinamismo e profundidade. Mas esta característica funcionou apenas até aos 25 minutos, quando o jogador sentiu uma contusão e deixou o campo de jogo.

Aos poucos, o CSA corrigiu seu posicionamento. Ferrugem passou a fazer diferença com ultrapassagens e neste momento o time azulino obteve uma vantagem em termos de finalização.

CSA segue apresentando uma proposta de jogo reativa. Já o CRB tinha posse, mas era um posse passiva, ficava de um lado para o outro apenas girando a bola, sem conseguir agredir.

No tempo inicial, Mota fez apenas uma defesa e João Carlos fez duas. A situação se inverteu para o tempo final, onde Mota fez duas e João Carlos apenas uma.

O CSA segue com dificuldade quando um adversário não oferece os espaços. Além disto, Marcelo Cabo segue sem condições de alterar a equipe e os jogadores acabarem mudando a condição do jogo. Já o CRB fez trocas melhores porque Mazola, Leílson e Willians Santana entraram e conseguiram um melhor rendimento.

Taticamente o clássico foi um jogo muito duelado, mas foi um jogo pobre em emoção e lances de gol. A partida teve a prevalência das linhas de quatro defensivas e nos dois times, destaques para os volante Edinho (5-CSA) e Claudinei (5-CRB).

Indiquei o atacante Niltinho (7-CSA) como o dono do jogo. Mota foi o melhor goleiro e Júnior Rocha foi o melhor treinador.

  • Rodrigo Maiorano

    O esquema de segurança para saída do estádio para a torcida do CRB, foi vergonhoso. Pior de todos os tempos. Fizeram a gente dá uma volta no trapichão e passar no meio dá torcida do csa.

    • Daniel

      Triste isso é um retrato de uma sociedade doente e violenta soi do tempo onde etravamos pela mesma rampa

  • José A de Oliveira

    Bom dia Marlon e torcedores, vi um CRB pela primeira vez consistente no setor defensivo, ganhando as bolas do rápido ataque do CSA, espero que continue assim, mais no meio campo e ataque ainda estão lentos, dificilmente fará gols com apenas um homem na frente lento e sem ajuda. Entrada do Mazola mais uma vez achei que não acrescentou nada embora seja um jogador que se movimenta, mais com a bola no pé não tem muita noção de passes e chutes. Lembrando CRB vai pegar a Ponte Preta que venceu na rodada e fora de casa, contra ataque da Ponte é fatal, rápido e chega com boas alternativas. Todo cuidado é pouco.

    • José A de Oliveira

      Na minha opinião alguns jogadores do CSA já apresentam cansaços por causa da sequência dos jogos e viagens, exemplo Didira e Daniel Costa não estão jogando com a eficiência e rapidez que tinham no início dos jogos, Ferrugem é o jogador mais lúcido do meio de Campo joga muito, ataque do CSA Niltinho e Michel Douglas muito rápidos e consciêntes mais foram bem marcados. CSA vai pegar uma pedreira fora de casa Paysandu vêm de derrotas e quer reabilitação.

  • MARCUS HENRIQUE FEITOSA CORREIA

    Bom dia, um jogo defensivamente muito bom das duas equipes e ruim ofensivamente, já do lado de fora a polícia fez a nossa torcida fazer a volta no trapichão e lembrou os clássicos da década passada onde todos se misturavam e tinham brigas em toda esquina, amadorismo total da polícia, não dá pra entender o que pretendiam com isso, a não ser que a própria polícia quisesse o confronto!!!

  • Pedro Costa

    Concordo com Rodrigo
    Realmente ninguém entendeu a estratégia utilizada pela PM na saída da torcida do CRB
    Nossos veículos estacionados no lado da torcida visitante e fomos direcionados a encontrar e torcida do rival em frente ao estadio, por pouco não houve confronto.
    Espero que seja feita analise crítica e seja reavaliado para os próximos eventos

    • Chico grande

      Falo o mesmo pela torcida do csa. Colocaram toda torcida pra sair por um único portão. Um absurdo de logística. Um desrespeito ao cidadão de bem que vai ao estádio. Eu acho que a polícia gosta de provocar tumulto. Só pode! É a única explicação pra tanta desorganização.

  • ivo

    Não vou dizer que foi um jogo fraquíssimo, mas foi fraco, um jogo para enganar e desenganar as torcidas.Enganar a nação regatiana e também, desenganar a marujada, isso mesmo, os dois são castanha e caju, sempre abraçadinhos. Fim de jogo, confraternização entre os jogadores, beijinho pra lá, abracinho pra cá, afagos, pára com isso! CRB e cê-si-ah, a história é diferente, principalmente o galo vivendo esse momento, pagando um bom salário e os caras fazendo ôba, ôba após um fatídico zero a zero, com o time na lanterna.Não faço apologia a deselegância ou a violência não, mas um cumprimento tá demais, baixe a cabeça e vá pro vestiário curtir a insignificância do resultado.Um jogo nem rico, nem pobre, apenas a realidade nua e crua do time regatiano. Para o azul, uma advertência: botem as barbas de molho, o fogo quente e a gordura tá indo ligeiramente.

    • makyssilva

      ivo, concordo com você em todos os aspectos!. Parabéns pela sua observação, eu vi a mesma coisa ainda na cadeira do estádio.Um jogo fraco de comadres! imaginei algo totalmente diferente,um jogo disputado,com todo aspecto de um clássico…saí indignado com o que vi em campo.

      • ivo

        Makys, gozações à parte, mas nós que gostamos de um bom futebol, ficamos sim chateados com uma exibição tão medíocre como o último CRB/CSA. Simples assim.

  • Álvaro Costa

    Jogo muito fraco! Diria: decepcionante! Aos times, o medo de sofrer um gol foi maior do que a coragem de fazer o gol. O CSA tem um time completamente reativo que só funciona quando o adversário ataca e deixa espaços para o contra-ataque. Não foi o caso dos últimos jogos em casa, quando o time tinha que propor o jogo e não conseguiu absolutamente nada. Precisamos de uma sombra para DC que ultimamente só quer enfeitar com passes de efeito e pouco objetivos. Alguns jogadores parecem muito cansados e, no final do jogo, muitos estavam andando em campo. Walter é uma baleia que conseguiu perder um gol incrível! Se estivesse mais magro, tinha chegado mais inteiro e colocado pra dentro. A situação preocupa! A nossa sorte é que somamos pontos importantes no começo do campeonato que podem nos salvar no final. Eu quero a permanência! 45 pontos o quanto antes! O time não é ruim, mas tem que jogar sério é melhorar o aspecto físico! Quanto ao CRB, o time tbm não é ruim, só que está com o psicológico ferrado! Os jogadores têm medo de errar e a concentração vai embora. Precisam trabalhar mais, senão, a chance de queda é grande!

  • George Amorim

    Marlon, estou assustado com o silêncio da imprensa frente ao absurdo que foi a saída do torcedor regatiano no estádio ontem. Admiro muito seu trabalho e espero que esse assunto seja comentado em seu blog. Abraços!

  • dácio Dias

    Não perco clássico há 10 anos. Enquanto visitante, NÃO IREI MAIS A NENHUM NA MINHA VIDA. Talvez só em final de campeonato. Palavra dada!

    Falo porque TODOS sofreram, não foi algo que ocorreu de forma isolada. Gosto da presença da polícia, mas foi o PIOR planejamento(?) já feito em clássico. Spray de pimenta, MUITAS balas de borracha, levei correria da saída até chegar ao estacionamento das cadeiras. Nunca fui tão maltratado e nunca vi pessoas inocentes serem tão desonradas.

    NUNCA MAIS!!!

    • BEZERRA DA SILVA

      MAS QUEM COMANDA O POLICIAMENTO DO ESTÁDIO É ESSE COMEDIANTE COMENTARISTA AQUI…..

  • Lucianno Vieira

    Marlon, vai comentar sobre a falha na saída do estádio?? No primeiro jogo da final já foi horrível e ontem conseguiram ser pior que tudo.

  • Antônio Carlos

    Marlon, ontem a saída do estádio foi de dar medo, não vamos acabar com o verdadeiro torcedor. A PM precisa organizar melhor a entrada e saída dos verdadeiros torcedores.

  • Gian

    Nem o Instagram oficial do próprio CRB se incomodou, avalie a imprensa.

  • Glorioso

    Duas lástimas, se continuarem assim, ambos vão morrer abraçados e afogados nas lagoas (Roteiro e Mundaú), pelo futebol medíocre que estão jogando.

  • Pedro

    Marlon, sua tropa é despreparada. Que tropa de elite é essa? Em frente à igreja de São José um pm da radio patrulha deu um tiro de pistola pra cima quando a torcida do crb alcançou a Siqueira Campos após o jogo. Ele estava numa equipe de um Oficial. Disso aposto que você não sabia. Despreparo total. Nao tinha necessidade. Se atinge alguém? E outra, tendo missa. Num momento de uma discussão que podia causar uma briga. Mas podia ter matado alguém. Triste esse esquema de sábado. Foi horrível a saida da torcida do CRB

  • Martins Neto

    Marmelada

  • Ronald Victor

    Um absurdo esse policiamento de Alagoas, como fazem um torcida emminoria passar em frente ao porta da torcida maior? Pessoas com crianças, mulheres idosos todos preocupados sem contar a distância pra quem tem mais idade.Espero que você como momentarista e majo da PM perceba o erro que fizeram e posso opinar e comentar na rádio. Podia ter acontecido consequências graves com essas atitude da PM.

  • CARLOS FRANCISCO DE FARIAS

    Olha!Tudo bem que o jogo entre os dois maiores de Alagoas não foi um jogo digno de um clássico.Mas,foi um jogo bom de assistir,principalmente nos primeiros 20 minutos do primeiro tempo.Agora,devido a má fase no campeonato,percebi um CRB com mais posse de bola,mais corajoso,enquanto o CSA jogava no contra-ataque.

    • makyssilva

      carlos, jogo de comadres só analisar o final do jogo. Crb posse de bola sem objetividade, já o csa com a mesma proposta de jogo dos últimos dois jogos. Passou longe de um jogo clássico.

      • CARLOS FRANCISCO DE FARIAS

        Olha Makyssilva,como eu disse eu meu comentário,o jogo não foi digno de um clássico envolvendo CSA X CRB.Porém,não vi um jogo de comadres como dizes.Se porventura você se refere aos abraços dos atletas em campo,eu acho isso natural.Afinal,os caras se conhecem de outros clubes.Com relação ao jogo em si,vi um CRB com mais posse e um CSA jogando por uma bola.Agora as duas defesas estavam bem seguras,essa foi a estratégia dos dois técnicos,não tomar gol.

  • junior

    na minha opinião, deve sair primeiro a torcida que tem o numero menor, é uma questão de logica, é muito mais facil você dispensar duas mil pessoas em 30 minutos , do que você dispensar dez mil em 40 minutos, por que no final a torcida menor vai acabar se encontrando com a maior,como acontece sempre, isso ta provando minha gente, independente do resultado.

  • Almeida

    Também espero que o Coronel Marlon faça uma análise explicativa sobre esse inusitado e desastroso “planejamento” policial.
    Colocou diversos pais e família em situação de risco iminente.

  • LUIZ

    NA MINHA OPINIÃO COM RELAÇÃO AO JOGO, CSA NÃO CONSEGUE CRIAR QUANDO O TIME JOGA FECHADO, DANIEL COSTA LENTO COM A MANIA DE TÁ DANDO UM TOQUE RÁPIDO QUE ÁS VEZES DAR CERTO, MAS É PERIGOSO ERRAR E OCORRER UM CONTRA ATAQUE, MAS ACHO QUE DAR PARA BRIGAR PELO MENOS PARA SE MANTER. CRB VAI BRIGAR PARA NÃO CAIR, PELO ANDAR DA CARROAGEM. COM RELAÇÃO A SEGURANÇA, TEM MUITOS POLICIAIS DESPREPARADOS, QUE QUANDO A GENTE CHEGA PARA SER REVISTADOS ELES BOTAM CARA FEIA, ABUSO DE AUTORIDADE, TEM UNS QUE SÓ FALTA PEGAR NOS TESTÍCULOS DO CARA, DEVERIA TER UM SISTEMA ELETRÔNICO PARA ACABAR COM ESSE TIPO DE REVISTA. OUTRA SITUAÇÃO É ESSE ESTADIO REI PELÉ, SEM NENHUMA CONDIÇÕES DE ESTRUTURA, AQUELA GRADE QUE FICA DIVIDINDO TIRA A VISÃO DE QUALQUER TORCEDOR, DEVERIA SER DE VIDRO, OS BANHEIROS PÉSSIMOS, NÃO TEM PAPEL HIGIÊNICO E POR AÍ VAI.

    • ivo

      Luiz, muda pra Europa urgente, talvez lá vc encontre essas condições, divisória de torcida de vidro! Aqui em nosso estado? Por favor!