Clássico com importante vitória do CRB com a cara de Corinthians e com performance melhor do CSA – Blog do Marlon
O sono azulino foi interrompido por um acordado treinador
Nem o ensaio, nem valendo: o CRB não funcionou como poderia

Lance capital: falha de Mota, gol de Juninho Potiguar e vitória do Galo – Foto: Pei Fon – TNH1

 

O primeiro clássico do ano mostrou um jogo bem disputado e com muita movimentação. A grande vitória do CRB teve cara do time do Corinthians comandado por Fábio Carrile: eficiente, consistente defensivamente e sabendo sofrer. Mas também apresentou um CSA com um performance superior, com um futebol mais vistoso e com o time apresentando uma significativa evolução em aspectos tático, físico e técnico.

Com equipes espelhadas no 4-2-3-1, e saída para organização ofensiva em linha de 3 , segurando um volante entre os zagueiros e adiantando os laterais.O CSA apresentava um time mais leve, com mais mobilidade e com transição rápida. O CRB buscava compensar o fato de ser um time mais travado no terço final do campo usando a ligação direta, ora forçando a jogada no mesmo corredor, ora utilizando a troca de corredores usando bola longa .

Além disto, com mérito do trabalho de Mazola Júnior, que teve pouco tempo entre o jogo do Sâo Paulo e confronto do CSA, que já na escalação corrigiu a deficiência pelo corredor esquerdo. Abdicou de ter Willians Santana, seu jogador mais lúcido, pelo corredor esquerdo para tê-lo no corredor central e usar Juninho Potiguar, um segundo atacante de velocidade e que acompanhava melhor as fortes investidas de Jonh Lennon pelo lado direito

A correção na parte defensiva causou no Galo a transformação da equipe em um time bem previsível, sem mobilidade. Os volantes não ultrapassavam e não participação da transição ofensiva. Mas o CRB teve o mérito de ser eficiente, saber sofrer, fazer o gol na falha do goleiro Mota e que Juninho Potiguar aproveitou e a partir deste momento, administrar.

Mesmo em desvantagem no marcador, o CSA seguiu impondo o ritmo e teve na finalização do Josimar com uma defesa excepcional do goleiro João Carlos, seu grande momento. Com a eficiência defensiva do CRB, o CSA não conseguiu infiltrar, mesmo tendo um homem a mais ao longo de todo o primeiro tempo.

Foi um jogo em analisando a performance, observa-se evolução nas duas equipes, sendo que o CSA mostrou uma evolução maior mostrando que o campeonato está aberto. Time azulino apresentou personalidade e nem parecia que o estádio tinha 70% de presença do torcedor regatiano, que em boa parte do jogo, ficou em silêncio, mostrando que havia algo errado com o time mandante.

Já o CRB evoluiu no aspecto defensivo, quebrou a sequência de tomar gol em todos os jogos, mostrou um sistema defensivo sólido, além de uma adaptação importante ao momento vivido por alguns jogadores, além dos problemas de contusão de jogadores importantes.

O volante Feijão (5 CRB) foi o melhor em campo. O meia Daniel Costa (10 CSA) foi o garçom. Melhor treinador foi Marcelo Cabo, pouco tempo de trabalho CSA apresenta uma cara, disciplinado taticamente e com velocidade e mobilidade.

Dênis Serafim recebeu nota 8. Não foi melhor porque abdicou de aplicar um cartão amarelo no Daniel Costa que deu um chute no Willians Fernandes e permitiu que Neto Baiano fizesse muitas faltas, cerca de seis no jogo, sem ser advertido. No entanto, nos lances capitais esteve perfeito.

  • luis

    Quanto vale a performance na pontuação, quando se ganha, perde ou empata? Futebol é bola na rede, o resto e chororô.

  • Leonardo

    CSA jogou como NUNCA e perdeu como SEMPRE!

  • saron

    Jajá esses azulinos irao querer mudar a regra do futebol mundial, onde vale mais jogar muito ao inves de fazer gol. Começou o chororô.

  • wilian

    Marlon, vai comentar balé, se o que vale é performance bonita. Futebol é eficiencia e GOL.

  • Wagner Cavalcante

    Marlon, admiro seu trabalho (em ambas as frentes) e o considero um dos comentaristas mais lúcidos do nosso Estado. Só não entendo porque a imprensa em geral se cala diante do mal futebol apresentado pelos clubes de Alagoas. Não vi essa maravilha de jogo que você viu, muito menos essa evolução toda em ambos os times. É inadmissível que o CRB, em 180 minutos (contra São paulo e CSA), dê 2 chutos ao gol e apresente uma falta de preparo físico absurda no segundo tempo. Igualmente inadmissível é ver o CSA com 9 atacantes no elenco não conseguir fazer gol em times pequenos, retrancados ou com homens a menos em campo, tendo sido incapaz de reverter um único jogo na temporada quando em desvantagem. Se houvesse um cone no lugar do Mota esse jogo estaria 0x0 até agora… A vitória regatiana “a la Corinthians” nada mais é que o reflexo do momento pobre do futebol brasileiro. Eles que abram o olho, senão cairaõ juntos pra serie C de 2019. Grande abraço.

  • Claudio

    Ás vezes o pior vence. Vamos azulao . vamos ser campeao. Eu acredito

  • Fabiano Franca

    Caro Marlon, o estilo de jogo que você cita do CRB equiparando ao do clube paulista não pode ser considerado um elogio. Isso só caracteriza o emprobecimento do futebol brasileiro. Times que jogam retrancados, jogando por uma bola, esperando o erro do adversario. O futebol brasileiro não é isso é sempre se orgulhou de ser diferente dos demais países. E a imprensa em geral deveria criticar tal estilo de jogo é não enaltecer.

  • MAURICIO

    Só Sei de uma coisa, seis pontos na serie B já estão garantidos em favor do CRB (Uh papai chegou)

  • Marcos. Esteves

    Esse Marlon é inteligente , o cara passa a semana toda treinando o time , o csa chutou muito sem direção e escanteio não teve perigo nenhum . JOÃO CARLOS SÓ TEVE DUAS DEVESÁ , OU AMIGO VIU O JOGO DIFERENTE DO MEU … O CSA CORREU MUITO IGUAL AO SÃO PAULO E NO FINAL LEVOU PEIA . MARLON SEJA INPACIAL NO SEUS COMENTÁRIOS .

  • Sampaio

    Realmente o Glorioso CSA teve uma certa evolução, o erro do Mota teria passado despercebido caso o ataque marujo tivesse força,imaginação e competência.

  • Luis Batista

    Fico impressionado com sua parcialidade até durante o jogo.
    Vc sempre agressivo com tds do CRB nos seus comentários.
    O vale é bola na rede.
    A sorte foi o Neto Baiano não tá em bom dia.

  • José Emanuel Amaral da Silva

    Boa tarde meu caro Marlon, admiro muito seu trabalho, mas está muito difícil de aceitar a incompetência de meu AZULÃO, um time que começou a temporada primeiro que todo mundo, gastou os gols nos amistosos realizados antes da temporada oficial, aí quando ela chegou, o time vem mostrando a incompetência já citada acima, na Copa do Nordeste, Copa do Brasil e agora diante do seu maior rival, espero não estar enganado mais para mim está parecendo um replay do que aconteceu ano passado. Por isso concordo com as opiniões do Wagner e do Fabiano, onde está esse futebol que a imprensa está vendo do meu CSA e os verdadeiros torcedores com um olhar mais crítico não está enxergando. Um abraço do amigo.

  • Ivo de Lima

    Boa tarde, Concordo com a evolução do csa. já a do crb é duvidosa pós o time jogou retrancado investido nas ligações diretas e foi assim que saiu o gol no momento de infelicidade do goleiro mota, um time que joga com grande parte de seus jogadores abaixo da linha não dar pra dizer que foi evolução defensiva da equipe, uma vez que o time não tinha uma troca de passes para sair jogando nas maiorias das vezes rifava a bola dando-a para o csa. O csa sempre foi superior o jogo todo foi nítida a superioridade e a performance tática do Professor Marcelo Cabo.

  • MAURICIO

    Gostei que o csa subiu para a serie B, pois seis pontos já estão garantidos em favor do CRB (Uh papai chegou).

  • Leandro

    As debutantes rosadas estão loucas ? Se não entende de futebol, para que quer ler um comentário técnico e tático feito com propriedade? Essa vitória valeu mais que um título para elas, pq sabem que foi a primeira e a última ( por sorte) sobre o maior de Alagoas.

  • Luciano Ferreira

    Caro Marlon, foi isso mesmo que ví: Um CRB muito seguro na defesa, e uma boa atuação dos volantes, conseguindo segurar um CSA que jogou bem mas não soube aproveitar as oportunidades.

  • Maior Campeão de Alagoas

    O que vale no futebol não é performance, nem vitória, é título, algo que o CSA tem muito a mais que qualquer outro time alagoano. Com esse técnico o CSA vai crescer muito até as finais, Rafinha voltando, Boquita e Michel recuperando espaço, Lennnon e Josimar pegando mais ritmo de jogo o CSA vai estar muito mais forte. Estou muito mais confiante depois desse clássico, pensei que pelo fato do crb ter uma folha 3x maior que a do CSA tinha um time melhor, mas é um time fraco.

  • Regatiano

    Cara de Corinthians? Esse bicho fumou maconha estragada só pode!

  • Gian

    Sobre a arbitragem, faltou o blogueiro lembrar que o Dawhan era pra ter sido expulso ainda no primeiro tempo quando já tinha amarelo meteu a cotovelada na cara do jogador do CRB na lateral do campo. Certamente o jogo teria sido outro. O juiz fez de cotna que não viu pra não expulsar o volante marujo.

  • ivvo

    Tem torcedor que só assiste jogo do campeonato europeu. Depois que dá uma de expert do futebol. Desligue a tv por assinatura desses super times da Europa, e caia na real. Ali estão somente os melhores do mundo, cara pálida. A nossa realidade é outra, possivelmente esses que se acham a tampa do crush, nem contribuam com o nosso limitado futebol, segundo suas palavras. Para com isso, você come sardinha e depois quer arrotar caviar. A nossa realidade é essa, se você não aprecia o futebol, então vai comentar os pontos do crochê da vovó.Sou regatiano, e vi sim o Mota falhar no gol, mas dizer que um cone fazia mais, isso é de torcedor doente, o rapaz cometeu uma única falha e por isso é pior do que um cone, e quando salvou o CSA lá em Manaus no último lance do jogo? O atleta é um pai de família, respeito é bom, e todos gostam.

  • Maior Campeão de Alaogoas

    Nota 8 pra esse arbitro só pode ser brincandeira, deixou de marcar um penalti em cima do Didira, que se já tivesse dado os merecidos amarelos pro Neto Baiano, seria expulso e só deu 4 minutos de acréscimo, quando ficou parado uma eternidade após a expulsão, além das diversas substituições.

  • Glorioso

    Time e treinador bom é aquele que ganha clássico e é campeão, o resto é mimimi, lero lero, conversa fiada. Tenho dito!

  • João CRB

    O choro é livre! Só não chorem demais porque Maceió anda meio alagada. Avante, Regatas!

  • Valfran lima

    Não vejo NENHUMA imprensa nesse estado ser a favor do CRB. Só são críticas. O time estar bem vivo na copa do Nordeste, na 3º fase da copa do Brasil, em primeiro lugar no Alagoano, com pagamento em dias, fornece boa estrutura aos atletas etc… Mas, uma falha apedrejam o time. Se o time de azul tivesse nas mesmas condições que CRB jamais meteriam o pau (não estando já bajulam). Elogiem o time que estar vivos em competições de grande porte, pois dão visibilidade ao estado e as imprensas nojentas daqui.