Avaliações preliminares Alagoano 2018

O CSA continua intensificando os trabalhos de pré-temporada com o técnico Flávio Araújo começando a desenhar uma formação base. Como não poderia deixar de ser, a base parte do time campeão brasileiro. Afinal de contas, nove dos onze jogadores titulares estão mantidos, no time considerado ‘base’.

As duas mudanças na formação que foi campeã brasileira buscam substituir o zagueiro Jorge Felipe e o meia Edinho. As mudanças são – pelo menos assim foram testadas – Rodrigo Lobão no sistema defensivo e por Didira.

Com estas duas mudanças, uma coisa fica muito clara: o time azulino para 2018 , com as peças postas, muda a característica. No ano passado, um time com posse e com saída vertical em velocidade explorando Edinho. Na defesa, a segurança e o comando de Jorge Felipe.

Agora o CSA tem Rodrigo Lobão que precisará mostrar porque renovou seu vínculo com o time azulino e Didira, o time passa a ter mais instabilidade no sistema defensivo com uma equipe sem característica de uma ‘válvula de escape’, mas com compactação para chegada, maior poder de marcação. O sistema azulino também poderá ser mudado, passando a atuar no 4-1-4-1.

Entre as novidades,  Bruno Veiga é o jogador que se aproxima um pouco mais das características de Edinho, mas ainda ressente-se de uma melhor condição. Já se quiser ‘ousar’ com um jogador com posse, mas com características diferentes, Echeverria, jogando na aproximação pelo lado direito e até mesmo Joílson, com mais ousadia e verticalidade, podem ser experimentados. Echeverria segue em recuperação de contusão, indo para o processo de transição. Já Joílson já se envolveu em desgastes extra-campo e também voltou de contusão.

O amistoso contra o Coruripe , que será realizado sábado no Mutange, deixará os caminhos para Flávio Araújo adotar na estreia da temporada, quinta,18, contra o Sampaio Correa.