Repetição de comportamento e o limite que o Galo está envolvido
Após marcar 18 vezes no ano, Leandro Kivel chega para ser o 'homem-gol' do CSA

Figueirense, em primeiro plano e CRB se enfretarão em Floripa:’seis pontos’ – Foto: Pei Fon-TNH1

 

O CRB enfrentará o Figueirense na sexta-feira em momento decisivo da Série B. Com o Figueirense estando dois pontos atrás do CRB, uma vitória em Florianópolis deixará o Galo em uma condição melhor e enterrá o time na proximidade da zona de rebaixamento. É um jogo de ‘seis’pontos.
Para isso, o CRB precisará de algo a mais. Não tem faltado empenho, não tem faltado dedicação, mas é claro que os jogadores mostram uma clara intranquilidade. Tudo que acontece de errado ao longo do jogo, os jogadores sentem. É um passe errado, uma finalização que o goleiro pega, uma bola que bate na trave, a reação corporal dos jogadores é de desespero. O CRB precisa muito de tranquilidade.
Neste momento, todos, direção, comissão técnica, jogadores, torcedores, precisam estar junto e precisam remar para o mesmo lado. A confiança vai direcionar o Galo para manter-se fora de zona de risco.
Conversei com o presidente do CRB, Marcos Barbosa, ao longo desta semana e percebi uma clara mensagem de confiança. Barbosa ressurgiu afirmando que o CRB não cai. É importante que o comandante mostre esta confiança. Mas ele não conseguiu identificar – ou não quis revelar, porque o time caiu tanto de rendimento. Nesta hora a identificação do problema que fez o CRB descer ladeira abaixo é muito importante.
Barbosa foi ‘simplista’ e disse apenas que ‘até agora a bola não entrou, mas que a partir de agora vai entrar’. Mas e se não entrar? Esta é uma pergunta que não pode ser respondida. No futebol, principalmente, no nível profissional que existe na Série B, é necessário identificar o problema, colocar situações de campo para o ‘acaso’ não ajuda e acaba caindo no vazio. Tomara que o presidente tenha escondido os motivos, mas tenha diagnosticado tudo com precisão.
Agora é encontrar ‘aquilo’ que faltava, colocar em campo e chegar aos pontos necessários para permanência, o mais rápido possível.